Conheça as pedras no caminho dos times de SC na estreia do Brasileirão - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Vai começar12/05/2017 | 07h05Atualizada em 12/05/2017 | 07h05

Conheça as pedras no caminho dos times de SC na estreia do Brasileirão

Avaí, Chape, Criciúma, Figueira e JEC vão a campo no fim de semana

Conheça as pedras no caminho dos times de SC na estreia do Brasileirão Arte DC / Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC / Arte DC
DC Esportes
DC Esportes

Avaí, Chapecoense, Criciúma, Figueirense e Joinville, cada qual em sua divisão, darão seus primeiros passos no Campeonato Brasileiro neste fim de semana. Às vésperas das estreias dos catarinenses nas séries A, B e C, o Diário Catarinense traz um resumo do que nossos times vão enfrentar na primeira rodada do torneio nacional – para todos, a grande competição da temporada. Quem está na elite tem como missão continuar, e quem está nas inferiores pretende subir. Para isso, é preciso desviar das pedras do trajeto. Conheça a primeira de cada equipe.

Corinthians no caminho da Chape
19h - sábado - Arena Corinthians


Foto: Daniel Augusto Jr / Ag. Corinthians

A Chapecoense enfrenta logo de cara um adversário que é naturalmente favorito por sua grandeza e expressão. Assim como a Chapecoense, o Corinthians inicia o Brasileirão com a desconfiança para trás. O elenco com poucas peças em relação ao ano passado conseguiu o título estadual e dá tranquilidade ao treinador Fábio Carille, que iniciou na função depois de trabalhos na base alvinegra.

A pressão sobre o treinador era forte, como foi sobre os sucessores de Tite. Ainda mais pela equipe não apresentar um futebol vistoso. No entanto, o Timão deste ano se mostra eficiente. Somente na campanha do Paulistão, foram apenas duas derrotas nos 18 jogos até erguer o troféu. Terminou com 66,7% de aproveitamento. Ainda, não conheceu a derrota nas outras duas competições que disputou – em oito jogos de Copa do Brasil e Sul-Americana, são quatro vitórias.

Quando entrar em campo para encarar a Chape, terá 54 dias de invencibilidade. E também o meia Rodriguinho em ação. O jogador se encaixou na equipe, depois de irregularidade em anos anteriores e é o artilheiro do Corinthians na temporada. Anotou oito gols em jogos oficiais e forma uma dobradinha eficaz com Jô, que tem sete gols

Time-base: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Rodriguinho, Jadson e Ángel Romero; Jô.

Destaque: Rodriguinho, de 29 anos, vive seu melhor momento no clube. É o artilheiro do Timão com oito gols na temporada.

Vitória é o primeiro rival do Avaí
16h – domingo – Ressacada


Foto: Mauricia da Matta / Vitória

O clube baiano entra no Brasileiro cheio de moral. Ainda que tenha passado por reestruturação no comando técnico, depois que Argel Fucks foi demitido do cargo e substituído por Petkovic, anunciado ontem como comandante, o Vitória entra na competição inflado pelo belo estadual que fez. Dos clubes que disputam a Série A, teve a melhor campanha. Não perdeu uma só partida, venceu 11 dos 14 jogos de seu estadual e o finalizou com a taça e o incrível aproveitamento de 85,7% dos pontos disputados.

Porém, nas outras competições do primeiro semestre, amargou revés. A mais dura foi na Copa do Brasil, eliminado pelo Paraná na quarta fase. Na Copa do Nordeste, parou nas semifinais diante do arquirrival Bahia, o que custou a continuidade do treinador Argel. Ao menos deu o troco na decisão do Baianão.

O Leão da Bahia tem um ataque poderoso. Chegou ao fundo das redes 57 vezes até agora na temporada – uma média de quase dois gols por partida. Não à toa os dois atacantes estão em boa fase. André Lima, que defendeu o Avaí na então última participação na Série A, é o artilheiro com 10 gols. Em seguida vem Kieza, com um tento a menos.

Time-base: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Alan Costa e Geferson; Willian Farias, Uillian Correia e Cleiton Xavier; David, Paulinho e André Lima.

Destaque: André Lima vive uma grande fase depois de deixar o Avaí. Passou pelo Atlético-PR e chegou ao Vitória para fazer 10 gols em 24 partidas.

Criciúma começa contra o Santa Cruz
16h30min – sábado – Heriberto Hülse


Foto: Santa Cruz / Divulgação

Rebaixado à Série B no ano passado, o Santa se reconstruiu para tentar o retorno imediato à elite. Ainda que tenha ficado de fora das semifinais do Campeonato Pernambucano, o clube deposita confiança no elenco. A diretoria informou que, neste início de competição, não fará contratações. Tem confiança também no trabalho de um treinador conhecido no futebol de Santa Catarina: Vinícius Eutrópio, que já comandou Chapecoense e Figueirense.

Por sinal, não é só o treinador que tem passagem pelo futebol catarinense. São pelo menos oito atletas que estiveram em times do Estado. Do Criciúma, apenas o próprio Eutrópio, mas como atleta na década de 1990. Do plantel que rodou no futebol de Santa Catarina somente no ano passado estão o zagueiro Jaime (Figueirense e Joinville), o volante Elicarlos (Figueirense), os meias Pereira (Joinville) e Thomás (Joinville) e os atacantes Everton Santos (Figueirense) e William Barbio (Joinville).

O time ainda disputa o posto de terceiro colocado no Pernambucano, contra o Náutico. No primeiro jogo, venceu por 2 a 1. Os times voltam a se enfrentar na próxima terça-feira.

Time-base: Julio Cesar; Vitor, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa; Elicarlos, David, Pereira e Thomás; Éverton Santos e André.

Destaque: Depois de passagens de pouco destaque em outros clubes, Thomás reencontrou seu futebol e vive grande fase. O jogador só não atuou em dois jogos do Santa no ano.

Figueira tem o Goiás pela frente
19h – sábado – Serra Dourada


Foto: ARMANDO PAIVA / ESTADÃO CONTEÚDO

O Goiás entra na Série B do Campeonato Brasileiro embalado pela conquista do título estadual com duas vitórias sobre o seu maior adversário, o Vila Nova, na decisão da competição: 3 a 0 e 1 a 0. Bastante reforçado em relação ao ano passado, quando disputou a Segunda Divisão sem grande sucesso, neste ano a promessa é brigar pela parte de cima da tabela.

Em 2016, surpreendentemente pela tradição do clube esmeraldino, a luta foi contra o rebaixamento, ficando bem longe da disputa pelo acesso. O elenco atual tem alguns nomes conhecidos em Santa Catarina, como o goleiro Ivan (ex- JEC), que é reserva, e o atacante Tiago Luís, que chegou a ser cotado pelo Figueirense no início da temporada.

Nesta semana, o clube apresentou o volante Willians, jogador que já rodou por grandes times do futebol brasileiro. Ainda confirmou novo treinador. Sérgio Soares comanda a equipe. Antes dele, Sílvio Criciúma dirigiu o time esmeraldino de forma interina, após a saída de Gilson Kleina para comandar a Ponte Preta.

Time-base: Marcelo Rangel; Hélder, Everton Sena, Alex Alves e Patrick, Victor Bolt, Léo Sena e Tiago Luís; Carlos Eduardo, Jean Carlos e Léo Gamalho.

Destaque: O atacante Tiago Luís, de 28 anos, foi considerado o craque do time no Campeonato Goiano. Fez seis gols na temporada até agora.

JEC pega o Ypiranga fora de casa
15h30min – domingo – Estádio Colosso da Lagoa

O Ypiranga-RS é o primeiro adversário do Tricolor na Série C do Brasileiro, no domingo, às 15h30min, no Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS). Na teoria, o rival não chega a assustar, especialmente pelo recente rebaixamento à Segunda Divisão do Gauchão. Na prática, a queda trouxe fatos mais positivos ao Canarinho de Erechim.

Um deles é a parceria com a LA Sports, responsável pela contratação de alguns jogadores para o Ypiranga – casos do atacante Guilherme Parede, ex-Coritiba, e do lateral Héracles, ex-JEC.

Outra evolução do Ypiranga após o rebaixamento está na folha salarial, que agora gira em torno de R$ 150 mil. A atual realidade do Ypiranga é brigar contra mais um rebaixamento. Sendo ou não protagonista no grupo B, pelo menos a equipe canarinho apresentará jogadores conhecidos em Santa Catarina. Além do lateral-esquerdo Héracles, os gaúchos contrataram o meia Safira, um dos destaques do Barroso no Campeonato Catarinense. 

 
 
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros