Brusque, Inter de Lages e Metropolitano dão o pontapé inicial na Série D do Brasileiro - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Futebol Catarinense20/05/2017 | 07h30Atualizada em 20/05/2017 | 07h30

Brusque, Inter de Lages e Metropolitano dão o pontapé inicial na Série D do Brasileiro

Torneio da calendário aos três catarinenses, como também a possibilidade de fazer futebol de forma mais enxuta que no Campeonato Estadual

Brusque, Internacional e Metropolitano começam neste domingo a Série D do Campeonato Brasileiro. E é justamente disputar a quarta divisão do que ter grandes pretensões, como ascender de divisão. O torneio da calendário aos três catarinenses, como também a possibilidade de fazer futebol de forma mais enxuta que no Campeonato Catarinense.

BRUSQUE

A boa campanha no Catarinense e, principalmente, a chance de quase ir mais longe na Copa do Brasil, quando da eliminação para o Corinthians, deixaram no Brusque o desejo de crescer. O novo caminho é na quarta divisão do Campeonato Brasileiro.

Objetivo
Primeiro passo no projeto de um dia disputar a Série B do Brasileirão.

Dificuldade
Desfigurado do Estadual, o time foi remontado em cima da hora e pode ter problema com entrosamento.

 Wilson Júnior é reforço do Bruscão para o desafio no torneio Foto: Mauro Horita / Red Bull Brasil

Destaque
Rival admirado na eliminação no ano passado defendendo o São Bento-SP, na segunda fase, Wilson Júnior é reforço do Bruscão para o desafio na Série D. O atacante de 26 anos e 1,77m chamou a atenção pela velocidade e será arma ao dispor do técnico Pingo.

Fique de olho
Com a mudança no plantel, o lateral-direito João Carlos deixa o posto de coadjuvante para ser protagonista na equipe. O atleta teve a possibilidade de transferência ao Juventude, porém foi mantido pelo Brusque e é esperança de boas atuações.

Estreia
Operário-PR x Brusque
Domingo, 15h30min – Germano Krüger, em Ponta Grossa (Grupo A 15)

INTER DE LAGES
Pelo terceiro ano seguido, o Leão Baio estará em ação na quarta divisão nacional. Desta vez, o clube diminuiu o investimento em atletas para valorizar os da casa, que chegam embalados pelo ritmo de jogo dos torneios de base de Santa Catarina.

Objetivo
Acesso, mas com o viés de valorização de pratas da casa

Dificuldade
Inexperiência do plantel, rejuvenescido em relação ao que disputou o Catarinense.

Fernando Belém tem a confiança da torcida do Leão Baio Foto: Greik Pacheco / Inter de Lages

Destaque
Jogador experimentado, principalmente no futebol do Nordeste, o zagueiro Fernando Belém tem 33 anos e a confiança da torcida lageana. Os colorados clamaram por sua renovação após o Estadual.

Fique de olho

Apesar de ter apenas 17 anos, Higor Ganso não treme ante os jogadores experientes. O lateral-esquerdo agradou nos dois jogos que realizou pela equipe profissional no Catarinense, e deve ter mais chances na Série D.

Estreia
Inter de Lages x Foz do Iguaçu
Domingo, 16h - Tio Vida, em Lages (Grupo A 16)

METROPOLITANO

Rebaixado no Catarinense, sem dinheiro e com dívida trabalhista que ultrapassa R$ 1,5 milhão, o Metropolitano ameaçou deixar a disputa. Em cima da hora, o clube confirmou que entraria em campo. A qualidade do elenco, porém, ficou do tamanho do orçamento do clube — próximo de R$ 50 mil por mês.

Objetivo
Participar por participar e dar rodagem aos atletas da casa, visando a Série B do Catarinense de 2018.

Dificuldade
Sem recursos e com a perda de patrocinadores, elenco é formado por apostas.

Paulo Victor é esperança de gols do Verdão de Blumenau Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Destaque

Autor de gols importantes no Campeonato Catarinense, o meia-atacante Paulo Victor ficou em Blumenau. O atleta de 24 anos anotou quatro tentos na competição estadual e vira esperança ofensiva do Verdão de Blumenau.

Fique de olho
Emprestado pelo Joinville, o atacante Mateus Silva pode surpreender. Tido como promessa do JEC em 2015, no ano seguinte teve poucas oportunidades e chegou a perder espaço no time júnior. Pode engrenar no Metrô.

Estreia
Metropolitano x PSTC-PR
Domingo, 16h – Estádio do Sesi, em Blumenau (Grupo A 17)

SAIBA MAIS
São 17 grupos com quatro equipes cada, em jogos de turno e returno. Os primeiros colocados e 15 melhores segundos lugares se classificam para a fase seguinte, disputadas em mata-mata, de dois jogos. Os times catarinenses têm em seus grupos um adversário gaúcho, um paranaense e um paulista.

A Notícia
Busca