Criciúma recebe o time reserva da Chapecoense no encerramento do returno do Catarinense - Esportes - A Notícia

Versão mobile

No Heriberto Hülse23/04/2017 | 08h00Atualizada em 23/04/2017 | 08h00

Criciúma recebe o time reserva da Chapecoense no encerramento do returno do Catarinense

Tigre se despede do torneio neste domingo, diante da campeã do returno

Criciúma recebe o time reserva da Chapecoense no encerramento do returno do Catarinense Arte DC / HSC/Agência RBS
Foto: Arte DC / HSC / Agência RBS

O que era para ser um jogo decisivo na disputa pelo título, vai servir para cumprir tabela e encerrar a participação do Criciúma na edição deste ano do Campeonato Catarinense. O Tigre recebe a Chapecoense, campeã do returno, às 19h de domingo, com o elenco principal. Já a Chape, com vaga garantida na final do Estadual e disputando a Libertadores, vai com time reserva para poupar jogadores.

Do lado do Criciúma, uma vitória deixa o time do técnico Deivid em terceiro na classificação geral, o que garante vaga na Copa do Brasil do ano que vem. Por isso, o time principal encara a partida com toda seriedade, e a dúvida está somente no meio-campo. Deivid não sabe se começa o jogo com o experiente Alex Maranhão ou com o expoente João Henrique.

— O Maranhão é mais cadenciado, o João é mais agudo, infiltra mais, mais dinâmico, mais jovem também. O Maranhão tem qualidade, a falta, o chute, sabe cadenciar o jogo quando preciso. São dois perfis diferentes e a gente está vendo quem colocar, mas qualquer um vai dar conta do recado — comenta o treinador.

Com um jogo decisivo pela Libertadores na quinta-feira, diante do Nacional em Montevidéu, a Chape vai poupar titulares contra o Tigre. Jogadores que vem sendo utilizados, como Túlio de Melo e os zagueiros Victor Ramos e Grolli, podem atuar na partida pelo Estadual. Mesmo sem o time titular, o treinador Vagner Mancini aposta no elenco para buscar a vitória que valoriza ainda mais a campanha do returno, além de motivar para as decisões que vem pela frente.

— O jogo tem muito significado. Não só por termos um time alternativo, mas pela sequência de vitórias e precisamos manter isso. É importante você aprender a ganhar. Não é fácil isso no futebol. É uma marca história para a Chapecoense, para mim. É preciso reforçar que a vitória faz parte de um ambiente favorável para a semana — defende.

Criciúma
Luiz; Maicon Silva, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Ricardinho, Douglas Moreira, Caíque e Alex Maranhão (João Henrique); Caio Rangel e Jheimy

Técnico: Deivid

Chapecoense
Elias; Zeballos, Fabrício Bruno, Grolli e Diego Renan; Moisés Gaúcho, Nadson e Dodô; Osman, Túlio e Niltinho

Técnico: Vagner Mancini

Arbitragem: Fernando Henrique de Medeiros Miranda, auxiliado por Eli Alves Sviderski e Henrique Neu Ribeiro
Local: Heriberto Hülse – Criciúma
Horário: 19h de domingo

Leia mais:
Acesse a tabela do Campeonato Catarinense
Veja as notícias da Chapecoense
Leia mais sobre o Criciúma

 
 
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros