"Isso é uma coisa que nenhuma família gostaria de passar", diz pai de jornalista vítima do acidente - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Desastre aéreo da Chapecoense30/11/2016 | 15h58

"Isso é uma coisa que nenhuma família gostaria de passar", diz pai de jornalista vítima do acidente

Luiz Agnolin lembra que estranhou a falta de contato do filho, Renan

darci debona

Na madrugada de segunda para terça-feira, Luiz Agnolin estranhou a falta de contato do filho, Renan Agnolin, que sempre mandava mensagem nas suas viagens cobrindo a Chapecoense, pela rádio Oeste Capital.

— Falei para a minha esposa que era 2h e ele não tinha mandado nada – lembra.

Então, Agnolin mandou uma mensagem de voz. Logo em seguida o filho mais novo avisou que havia notícias na televisão da queda do avião da Chapecoense. Ele já se desesperou.

— Se isso acontece com um avião, se tem 70 metade vai – pensou.

O perfil das vítimas e sobreviventes do acidente da Chape

Especialista explica procedimento que salvou sobrevivente

Identificação dos corpos das vítimas da queda do avião será por meio de impressões digitais

Na manhã de terça-feira, em Chapecó, ele ainda tinha esperança de ir para a Colômbia e encontrar o filho com vida. Mas depois teve que encarar as notícias que confirmavam a morte do jovem, que ele considerava um "menino de ouro".

— Isso é uma coisa que nenhum pai, nenhuma família gostaria de passar — declarou.

Luiz era fã do filho. Dizia que ele fazia um trabalho imparcial mas era apaixonado pela Chapecoense.

— Neste momento os que estão aqui não podem largar — afirmou.

Leia também:

Comissária sobrevivente do voo da Chapecoense posta foto com colegas e recebe apoio

Áudio mostra relato de piloto à controladora de voo: "Falha elétrica total e sem combustível"

VÍDEO: Preparativos para a noite de homenagem em Medellín

 
 
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros