Chapecoense recebe 13 mil novos pedidos de associações - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Apoio30/11/2016 | 17h44Atualizada em 30/11/2016 | 18h08

Chapecoense recebe 13 mil novos pedidos de associações

Clube que tinha 9 mil sócios alcançou a marca de 22 mil contribuintes

Chapecoense recebe 13 mil novos pedidos de associações Cristiano Estrela/Agencia RBS
Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS
ZH Esportes
ZH Esportes

Além do apoio de clubes, a Chapecoense também está recebendo a ajuda de muitas pessoas que se sensibilizaram com a situação do time. Desde a última terça-feira, o clube recebeu 13 mil novos sócios, todos de fora de Chapecó. A divulgação nas redes sociais do link do programa de sócios-torcedores chegou a causar instabilidade no site. Os valores dos diferentes planos variam entre R$ 16 e R$ 185 mensais. Até a última terça-feira, a Chapecó tinha 9 mil sócios pagantes.

— Em 2005 o nosso clube era para fechar, estávamos cheio de dívidas.Conseguimos chegar a esse nível. Recebi telefonemas de clubes querendo vir para Chapecó para saber o que fizemos. A dimensão que a gente tem jamais alguém imaginou. De ontem (terça-feira) para hoje (quarta) 13 mil pessoas quiseram se associar, todos de fora de Chapecó. Isso demonstra o trabalho que fizemos – revelou Ivan Tozzo, presidente em exercício da Chapecoense.

Leia mais
Relembre outros casos de acidentes aéreos com sobreviventes
CBF fez seguro de vida e invalidez para jogadores vítimas de acidente
Avião da Chapecoense desrespeitou plano de voo, admite companhia

Enquanto a situação do clube ainda está sendo avaliada pela direção interina, o auxílio de outros representantes do futebol brasileiro foi oferecido nas últimas horas. Entre jogadores e auxílio financeiro, a Chapecoense espera um posicionamento da CBF para determinar os próximos passos

— Se cada clube quiser nos ofertar um jogador seria ótimo. A partir da semana que vem vamos começar os contatos. Ninguém nunca vai estar preparado para organizar tudo depois de um acidente como esse. Estamos fazendo de tudo, pensando em todas as situações. Já começamos a resolver os problemas. Precisamos de apoio de todos os clubes e da CBF para remontar o time. Não temos mais 11 jogadores para colocar em campo – disse Tozzo.

*ZHESPORTES

 
 
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros