Figueirense acusa Palmeiras de pressionar volante Renato para ele não jogar neste domingo - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Nada disso16/10/2016 | 17h09Atualizada em 16/10/2016 | 17h12

Figueirense acusa Palmeiras de pressionar volante Renato para ele não jogar neste domingo

Atleta é do Verdão e está emprestado até o fim da temporada para o Furacão. O jogador foi retirado da lista de relacionados do jogo

Figueirense acusa Palmeiras de pressionar volante Renato para ele não jogar neste domingo Luiz Henrique/FFC
Foto: Luiz Henrique / FFC

Titular nos últimos quatro jogos do Figueirense, o volante Renato está fora da partida contra o Palmeiras, pela Série A, e não é por causa de lesão ou suspensão. A diretoria alvinegra decidiu tirar o atleta da partida deste domingo porque segundo o assessor da presidência do clube, Branco, o gerente de futebol do Verdão, Cicero Souza, ligou para o atleta pressionando para ele não enfrentar a equipe paulista, que tem contrato com Renato e emprestou o volante ao Furacão até o fim da temporada.

— O Cicero que é gerente de futebol ligou para ele. É uma situação chata e extremamente desconfortável. O futebol envolve muitas coisas. A gente fez promoção e a torcida está comparecendo e queríamos colocar os melhores, mas o menino está fora do jogo. Não tem como ele ter cabeça para jogar depois disso — informou Branco ao repórter Fabiano Linhares, da Rádio CBN Diário.

Segundo Branco, o próprio atleta que informou a diretoria do ocorrido.

— Isso aconteceu ontem (sábado). Fiquei sabendo e conversei com o Marquinhos (Santos, treinador do time) e o Wilfredo (Brilinger, presidente). Decidimos que o correto é deixar ele fora. Esses caras (diretoria do Palmeias) não são fáceis. É guerra, mas o Figueirense vai estar de olho em todos os jogos — completou Branco.

Branco ainda reclamou da diretoria alviverde que na sexta-feira havia reclamado da arbitragem brasileira.

— Estou falando isso porque é importante e é ridículo o que aconteceu. Na sema teve algumas coletivas com a do Peter (Siemsen, presidente do Fluminense), o Paulo (Nobre, presidente do Palmeiras) com o Alexandre (Mattos, diretor de futebol do Verdão) reclamando. Essa pressão fora de casam denigre mais a imagem do futebol brasileiro que estamos tentando recuperar a credibilidade. Querem ganhar com pressão fora de campo e estamos de olho nessa situação — finalizou o assessor da presidência. 

Leia mais:

Figueirense intensifica treinos de olho no líder: "Jogo difícil"
Seca de gols de Rafael Moura impacta na má fase do Figueirense
Zagueiro desfalca o Figueirense contra o Palmeiras
Acesse a tabela de classificação da Série A

 
 
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros