Três décadas de dedicação à Meia Maratona do Bela Vista Country Club - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Corrida de rua24/09/2016 | 10h44

Três décadas de dedicação à Meia Maratona do Bela Vista Country Club

Raul Cardozo e Leonardo Estácio são a história viva da Meia Maratona do Bela Vista

Três décadas de dedicação à Meia Maratona do Bela Vista Country Club Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

Roque Santeiro era a novela que tomava conta das telinhas, José Sarney era o presidente do Brasil, Ayrton Senna ganhava a sua primeira corrida de Fórmula 1, em Portugal, Coritiba e Bangu faziam uma das finais mais inesperadas da história do Campeonato Brasileiro. Tudo isso aconteceu em 1985, ano em que Leonardo Estácio venceu a primeira edição da Meia Maratona do Bela Vista.

Lá se vão 31 anos. As novelas mudaram, outros seis chefes de Estado passaram por Brasília, Senna nos deixou, o Bangu está longe, muito longe, de brigar mais uma vez por um título da Série A, e mesmo assim Leonardo segue firme e forte. Treina quase todos os dias, cuida da alimentação e mais do que isso: continua correndo. Aos 63 anos não consegue mais atingir o tempo de três décadas atrás e mesmo assim os números ainda surpreendem: de 1h11min lá da primeira edição, ele hoje faz os pouco mais de 21 quilômetros em 1h24min. Nada que seja um problema perto dos obstáculos que o próprio corpo impõe.

— Rapaz, a panturrilha anda doendo. Não sou mais um menino — brinca Estácio.

O que mudou também tantos anos depois foi a organização da Meia Maratona. Antes, por exemplo, os corredores dividiam o espaço das ruas com os carros, coisa que não acontece hoje em dia. Água no percurso? Kits para os corredores? Nada disso. Quem recorda é Raul Cardozo, que não é só o responsável pela organização da primeira edição, como também o único atleta que participou de todas elas até agora. Apegado aos números e à corrida, Cardozo – hoje com 68 anos – lembra detalhes de cada um dos eventos em que participou e, com semblante de orgulho, antecipa que no domingo a prova terá um tempero diferente.

— Desta vez vou terminar minha corrida com a tocha olímpica (ele foi um dos condutores do fogo simbólico da Rio 2016 na passagem por Blumenau). O ano é propício, marcado pela festa do esporte, então não vou deixar escapar essa oportunidade — destaca Cardozo, que fará uma espécie de revezamento do artefato com alguns amigos.

Hábitos saudáveis aliados à disciplina são os pontos que para os dois sessentões os permitem estar ali, correndo. Tanto Leonardo Estácio quanto Raul Cardozo mesclam uma boa alimentação, regularidade de treinos e persistência como fatores para garantir não só a boa forma, como também o fôlego.

— O jovem que se dedica ao esporte de verdade garante futuro para toda a vida — afirma Cardozo.

— Tudo passa pelo que você come. Tem que deixar as besteiras de lado — finaliza Estácio.

32ª Meia Maratona do Bela Vista bate recorde de inscritos
Considerada a mais tradicional meia maratona do Brasil, a 32ª edição do evento organizado pelo Bela Vista Country Club neste domingo bateu recorde de inscritos. O número de pessoas que participarão das cinco provas cresceu 56% em comparação ao ano passado: passou de 738 para 1.150 – para se ter ideia, em 1985, eram apenas 66. Os atletas irão largar na própria sede do clube, seguem sentido Blumenau pela Rua Itajaí e fazem o contorno no trevo do Sesi, em Blumenau. De lá, todos atravessam novamente o limite entre os municípios, seguem pelas vias principais até a Avenida das Comunidades e retornam para concluir a prova no clube, em Gaspar.

O trânsito entre as cidades será alterado no domingo, das 7h30min às 10h30min. A orientação dos organizadores é de que os motoristas evitem as vias que dão acesso à Rodovia Jorge Lacerda e utilizem a BR-470 para o deslocamento no sentido Litoral. A largada está prevista para 8h e, além da Meia Maratona, outras quatro provas paralelas irão ocorrer: 17ª Prova de Inverno (com percurso de seis quilômetros), 4ª Prova de Revezamento (10,5 quilômetros), 8ª Caminhada (cinco quilômetros) e 9ª Maratoninha (um quilômetro).

JORNAL DE SANTA CATARINA - Gaspar

 
 
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros