Oeste de Santa Catarina respira Chapecoense e Independiente  - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Jogão26/09/2016 | 19h27Atualizada em 26/09/2016 | 19h46

Oeste de Santa Catarina respira Chapecoense e Independiente 

Confronto pela Copa Sul-Americana atrai torcedores até de Florianópolis

Oeste de Santa Catarina respira Chapecoense e Independiente  Darci Debona/Diário Catarinense
Clederson do Prado, que é de Chapecó mas mora em Florianópolis há 17 anos, comprou camisa nova da Chapecoense Foto: Darci Debona / Diário Catarinense
darci debona

Domingo que vem tem eleição mas até quarta-feira a região Oeste respira o confronto da Chapecoense contra o Independiente, na quarta-feira, na Arena Condá. Após o empate sem gols no confronto da Argentina já tinha gente de cidades vizinhas de Chapecó anunciando nas redes sociais que não iriam perder esse jogo.

Leia mais notícias da Chapecoense

Nesta segunda-feira à tarde uma família que mora em Florianópolis e está em férias em Chapecó passou pela Arena Condá para comprar seus ingressos. O auxiliar de carga Clederson do Prado, 38 anos, que desde 1999 mora na capital, pela primeira vez verá um jogo ao vivo da Chapecoense. E aproveitou até para comprar uma camisa nova na loja do clube. Sua mulher, a paranaense Roselene Santos, reforça a torcida. E a filha Maísa dos Santos, de oito anos, divide a torcida pelo Verdão e pelo Figueirense.Ela está ansiosa pelo jogo. Roselene também.

-Estou bem agoniada – disse. Mas toda a família está confinante na classificação.

O casal Renato Loureiro e Andréia de Oliveria já foram comprar ingressos e devem receber novamente seis torcedores argentinos de Bernardo de Irigoyen, que também torcem pela Chapecoense.

-Eles já vieram no ano passado contra o River Plate e ficaram na torcida da Chapecoense – disse Renato.

A venda de ingressos somente é considerada inferior aos jogos contra a dupla Grenal e outros times de grandes torcidas nacionais, como Flamengo e Corinthians. Somente um dos funcionários da Central de Sócios da Chapecoense, Fernando Loureiro, vendeu 130 ingressos nesta segunda-feira. Foram 100 para a torcida local e 30 para os visitantes.

- A procura está boa – avaliou.

A expectativa é de passar de 10 mil torcedores. São 8,4 mil sócios em dia, mais cerca de dois mil visitantes, além da venda de ingressos avulsa, o que garante que será um dos maiores públicos do ano na Arena Condá. O recorde do ano é o de 15,2 mil pessoas da final do Catarinense, no empate por 1 a 1 contra o Joinville.

Nas redes sociais a Chapecoense lançou um vídeo chamando a torcida para a lotar o estádio. O técnico Caio Jr tem destacado que aposta na força do fator local para a Chapecoense avançar na competição.

Depois de uma semana, onde esteve na Argentina e em Porto Alegre, o time voltou para Chapecó na manhã de ontem. O clima era de um pouco de cansaço mas também confiança. O volante Josimar recomendou cautela.

- A gente não pode se abrir pois o time dos caras tem qualidade – recomendou.

Os ingressos para o jogo estão sendo vendidos por R$ 100 (Geral e Visitantes), R$ 140 (Social) e R$ 200 cadeiras. Além da sede do clube outros pontos de venda antecipada são Maidana Esportes, Posto De Marco, Palácio dos Esportes e Quiosque da Brahma no Shopping Pátio Chapecó.

 
 
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros