JEC/Krona vence no tempo normal, mas perde para o Sorocaba na prorrogação e está eliminado da Liga - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Futsal10/11/2018 | 23h07Atualizada em 11/11/2018 | 12h39

JEC/Krona vence no tempo normal, mas perde para o Sorocaba na prorrogação e está eliminado da Liga

Marcel, a um minuto do fim da partida, marcou o gol decisivo que definiu a classificação paulista

JEC/Krona vence no tempo normal, mas perde para o Sorocaba na prorrogação e está eliminado da Liga Salmo Duarte / A Notícia/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia / A Notícia

O JEC/Krona está eliminado da Liga Nacional de Futsal. Na noite deste sábado, o Tricolor até fez sua parte e venceu o Magnus/Sorocaba por 6 a 2 no tempo normal. No entanto, mesmo jogando pelo empate na prorrogação, acabou derrotado por 1 a 0. Marcel marcou o gol decisivo restando um minuto para o fim.

Classificado, o Sorocaba vai enfrentar o Pato Futsal na semifinal da competição. Ao Joinville, restará a disputa do Campeonato Catarinense. Nas quartas de final, o Tricolor vai enfrentar o São Lourenço a partir do dia 14, a próxima quarta-feira. 

O Magnus/Sorocaba começou a partida melhor. Com 1min50s de jogo, o goleiro Tiago partiu sozinho com a bola e exigiu grande defesa de Willian. Dois minutos depois, os paulistas foram eficientes em contra-ataque. Bruno bateu o escanteio errado e deu a chance a Marcel de puxar o contra-ataque. Ele conduziu, passou a Foglia e o pivô tocou na saída do goleiro joinvilense: 1 a 0. 

A reação do Joinville foi imediata. Quarenta segundos depois, Genaro insistiu e ganhou a bola. Ela sobrou para Leco, que bateu de esquerda, na trave. No rebote, Bruno se redimiu da falha no primeiro gol e aproveitou para empatar. O gol animou o JEC. A 4min51s, Leco recebeu de Bruno. Mas, mesmo de frente para o gol, o capitão tricolor chutou sem direção. 

Aos cinco minutos de jogo, a maior estrela do Magnus entrou em quadra. Como de costume, Falcão foi muito vaiado pelos torcedores e chegou a provocar em alguns lances. No entanto, a 9min07s, o camisa 12 foi driblado por Leandro Caires, que serviu Raul. O camisa 9 joinvilense deu apenas um leve desvio na bola e virou o placar para o JEC. 

Após o gol, o jogo deu uma esfriada e só voltou a esquentar a partir da sexta falta do Magnus, cometida por Eder Lima aos 16min25s. Na cobrança, Thiaguinho bateu no canto esquerdo do goleiro Lucas e marcou o terceiro. 

Ainda no primeiro tempo, o JEC/Krona marcou o quarto em cobrança de escanteio. Bruno bateu e Thiaguinho conferiu a um minuto do fim da primeira etapa.

Com a desvantagem do 4 a 1 na segunda etapa, o Magnus lançou Pixote como goleiro-linha na volta do intervalo. Criou boas chances, principalmente com Rodrigo, que parou nas mãos de Willian. Mas ofereceu boas oportunidades ao Joinville, que não soube aproveitá-las até a metade da segunda etapa. 

Até que 8min54s, após nova defesa de Willian, a bola parou nos pés de Leco. Da sua quadra, ele mandou para o gol e marcou o quinto para o JEC/Krona: 5 a 1. 

O gol praticamente liquidou a vitória, mas trouxe uma preocupação: o número de faltas, que permaneceriam acumuladas para a prorrogação. Com 9min35s para acabar o segundo tempo, o JEC já tinha quatro faltas. Numa delas, Sorocaba aproveitou numa bola bem trabalhada por Foglia e finalizada por Eder Lima: 5 a 2. 

A 6min13 para o fim, o Joinville cometeu a quinta falta. A partir dali, toda falta cometida no tempo normal ou na prorrogação, provocariam tiro-livre a favor do Sorocaba. Ainda assim, a 5min34s, Sinésio marcou o sexto gol, confirmando a realização da prorrogação. 

A partir daí, tanto o Joinville quanto o Sorocaba se pouparam para a prorrogação. Nos dez minutos finais, sobrou emoção. Desde os primeiros minutos, o Sorocaba passou a investir no goleiro-linha com Pixote. Os paulistas criaram mais chances, mas sem levar grande perigo aos donos da casa. O trunfo do JEC foi a quarta falta cometida pelos visitantes. 

No segundo tempo, o Sorocaba optou em utilizar Falcão como goleiro-linha. E quando a classificação parecia definida para o Joinville, Pixote fez linda jogada individual e serviu Marcel que, a 1min07s do fim, marcou o gol dos paulistas. 

O Joinville até teve uma grande chance numa finalização de Gabriel, a 21 segundos do fim. Brilhou a estrela do goleiro Tiago que salvou e garantiu a classificação do Sorocaba.

 
A Notícia
Busca