JEC/Krona promete se arriscar mais por vaga na semifinal da Liga - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Futsal10/11/2018 | 06h00Atualizada em 10/11/2018 | 06h00

JEC/Krona promete se arriscar mais por vaga na semifinal da Liga

Tricolor precisa vencer o Magnus no tempo normal para forçar a realização da prorrogação neste sábado

JEC/Krona promete se arriscar mais por vaga na semifinal da Liga Salmo Duarte/A Notícia
Bruno (centro) está confirmado pelo técnico Vander Iacovino e vai estar em quadra neste sábado Foto: Salmo Duarte / A Notícia

O JEC/Krona vai se arriscar mais no duelo deste sábado. Quem garante é o técnico Vander Iacovino, ciente da necessidade de vencer o Magnus/Sorocaba para se manter vivo na Liga Nacional de Futsal. Empate ou derrota no tempo normal, neste sábado, às 20h15min, no Centreventos, eliminam o Tricolor. A receita, então, é buscar algo diferente nesta grande decisão. 

A ousadia, no entanto, não significa dizer que o JEC jogará de maneira mais ofensiva ou até mesmo desorganizada para ir à semifinal. A ideia de Vander é ter uma marcação com mais pressão ao adversário. Outro plano é investir nas jogadas individuais para quebrar o sistema defensivo. 

Para isso, ele conta com o ala Bruno que, embora não tenha completado o prazo total de recuperação da lesão muscular que sofreu, estará em quadra. 

– Conto muito com ele. Se estiver 60% ou 50%, estará em quadra. Precisamos resolver o nosso problema imediato, que é buscar a classificação. Depois, se avançarmos, ganharemos tempo. Agora, nós não temos tempo – justificou o comandante. 

Bruno também se colocou à disposição para o confronto. Ele não chegou a dizer se está com alguma limitação de movimentos (preferiu tratar da recuperação como uma surpresa). 

– Claro que não estou 100% porque fiquei 25 dias parado. Mas vou fazer um grande trabalho e surpreenderei a todos – garantiu o ala tricolor. 

Outro ponto de preocupação de Vander é a quantidade de gols sofridos pelo Joinville. Melhor defesa da primeira fase da Liga Nacional de Futsal (com apenas 29 gols sofridos em 18 partidas), o Tricolor não repete o mesmo desempenho nos confrontos recentes. 

Nos últimos cinco jogos (dois pela Copa do Brasil e três pela Liga Futsal), a equipe sofreu 16 gols, média de 3,2 por jogo, bem acima da primeira fase da Liga (1,61). 

– O desafogo precisa começar lá na frente. O que temos observado é que erramos no começo ou até mesmo na recomposição. É isso que precisamos acertar – alertou o comandante joinvilense. 

O goleiro Willian, que tem aparecido mais do que o normal nestes jogos, ainda apontou a necessidade de a equipe não perder a concentração nos momentos-chave.

– O ponto a ser trabalhado e a gente trabalhou isso é a concentração. Em jogo decisivo, você precisa jogar o fino da bola – analisou o goleiro.

Ingressos
Até a publicação deste texto, restavam poucos ingressos para as cadeiras, mas as os bilhetes para as arquibancadas estavam esgotados. Se ainda houver bilhetes neste sábado, eles serão vendidos a R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia-entrada). Durante o dia, as vendas ainda ocorrerão no Posto Montreal (da rua Ottokar Doerffel) e na Toca do Coelho do Garten Shopping. Às 18h, os ingressos só serão vendidos nas bilheterias do Centreventos Cau Hansen.  




 
A Notícia
Busca