Na primeira entrevista, Zé Teodoro declara que chega ao JEC para ser campeão - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Futebol30/10/2018 | 20h10Atualizada em 30/10/2018 | 20h10

Na primeira entrevista, Zé Teodoro declara que chega ao JEC para ser campeão

Novo comandante, confirmado na segunda-feira, adotou discurso otimista e ambicioso ao analisar sua missões no Tricolor

Na primeira entrevista, Zé Teodoro declara que chega ao JEC para ser campeão UEC/Divulgação
O Uberlândia foi a última equipe de Zé Teodoro, novo comandante do JEC Foto: UEC / Divulgação

Se depender da ambição de Zé Teodoro, o Joinville voltará a viver grandes momentos em 2019. O treinador, confirmado na segunda-feira como novo comandante do Tricolor, demonstrou muito otimismo e confiança em entrevista exclusiva ao jornal "A Notícia". Ciente das dificuldades, Zé afirmou que chegou a hora de dar um "basta" na má fase do JEC. E ele planeja alcançar resultados imediatos a partir do Campeonato Catarinense. Se possível, com o título estadual, algo que o Joinville não conquista desde 2001.

— Pedi para trabalhar por objetivo. Não estou vindo para participar do campeonato, estou vindo para ser campeão regional. Quero subir também, fazer um trabalho para conseguir o acesso. Agora, vou precisar do apoio da torcida, da diretoria, das pessoas que estão fora e que precisam ir para dentro do Joinville. Essa é a hora de todo mundo se unir para gente poder fazer um trabalho bom e deixar nossa marca por aí — afirmou. 

Zé Teodoro compara o momento do JEC ao do Santa Cruz em 2011. Naquele ano, o Tricolor de Recife estava na Série D, com muitas dívidas e grande desconfiança. No entanto, deu a volta por cima ganhando o título estadual diante do poderoso Sport e conseguiu o acesso à Série C. Tudo o que deseja o torcedor do Joinville na próxima temporada.

— Só tem uma diferença: o Joinville tem uma estrutura melhor do que o Santa Cruz. Os problemas são os mesmos, a dificuldade financeira é a mesma, mas é muito mais fácil você levantar uma situação dentro de um clube como o Joinville, numa cidade e numa torcida como essa e com gente com condições de ajudar. O tamanho do Joinville, a estrutura do clube e a condição de conseguir resultados mais rápidos são boas até pra salvar os problemas financeiros — projeta. 

No JEC, pretende trazer jogadores de sua confiança. Embora ainda não tenha se reunido pessoalmente com o gerente de futebol Agnello Gonçalves, Zé Teodoro afirmou que tem uma lista de atletas para apresentar nos próximos dias. 

— Na atual situação, precisamos encontrar o bom, bonito e barato. Mas temos amizades e grandes relacionamentos com clubes e empresários. Vamos buscar jogadores com qualidade, no critério que eu gosto: tem de vestir a camisa, ser um perfil que é a minha cara. Vamos correr por fora como em outras vezes, mas teremos um time competitivo, que o torcedor vai  passar a ter confiança. Vai dar espetáculo e vai mostrar um futebol aguerrido —prometeu. 

Por fim, o técnico falou sobre o estilo de jogo que pretende implantar no Norte do Estado. Zé quer uma equipe ofensiva, mas reconheceu que, para conseguir os primeiros resultados e dar confiança à equipe, talvez tenha de adotar uma postura cautelosa nas primeiras rodadas.

— Vou jogar para frente. Gosto de futebol alegre, objetivo, com velocidade. Quero jogar com um volante só, três meias e dois atacantes. Mas um time ofensivo depende da qualidade e da condição dos atletas que vamos contratar. Lógico que também vamos nos precaver, montar uma formação mais defensiva a equipe até encontrar seu padrão porque precisamos de resultados imediatos. Precisamos sair na frente no campeonato pra começar a ganhar a confiança do torcedor — concluiu. 

Zé Teodoro começará os trabalhos no JEC a partir do dia 22 de novembro, quando a equipe se reapresentará para iniciar a pré-temporada para o Campeonato Catarinense. O Estadual de 2019 inicia no dia 20 de janeiro. 

 
A Notícia
Busca