JEC perde para o Operário e se aproxima do rebaixamento para a Série D - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Futebol08/07/2018 | 17h54Atualizada em 08/07/2018 | 17h54

JEC perde para o Operário e se aproxima do rebaixamento para a Série D

Tricolor até fez bom primeiro tempo, mas erros individuais definiram a virada dos paranaenses

JEC perde para o Operário e se aproxima do rebaixamento para a Série D Salmo Duarte/
Foto: Salmo Duarte

O rebaixamento para a Série D é quase uma realidade para o JEC. Na tarde deste domingo, o Tricolor até fez uma boa partida no primeiro tempo (foi aplaudido pela torcida), mas os erros individuais custaram caro na definição da derrota por 3 a 1 para o Operário, líder da chave. O placar na Arena mantém o JEC com apenas dez pontos, em situação delicadíssima na Série C. 

Lanterna, o Joinville precisará ganhar quatro dos cinco jogos restantes no campeonato. O próximo desafio é contra o Cuiabá, fora de casa, na próxima semana. O adversário é outro que está na zona de classificação para o mata-mata da Série C. 

O Joinville começou o jogo melhor. Pressionado pela necessidade da vitória, o Tricolor procurou (e encontrou) mais chances no primeiro tempo diante do Operário. Nem parecia um duelo de lanterna contra líder de chave. 

A primeira grande chance do JEC veio aos 14 minutos. Zotti cobrou falta, Gualberto desviou e o goleiro Simão fez grande defesa.

Logo depois, aos 25 minutos, veio o gol. Eduardo Person puxou contra-ataque, passou e Rafael Grampola, que chutou. O goleiro Simão deu rebote e Zotti marcou o primeiro. 

O JEC poderia ter ampliado em duas grandes oportunidades. Aos 29, Schmöller cobrou lateral, Grampola ajeitou e Breno bateu com desvio para a sorte dos visitantes.

Aos 40, o JEC chegou com bola na trave e grande defesa de Simão. Person passou a Jean Lucas, que encontrou Zotti. O meia bateu colocado na trave. Na sobra, Grampola passou a Breno que bateu para grande defesa de Simão.

As coisas começaram mudar aos 47, quando Rafinha cruzou da esquerda e Gualberto, na tentativa do corte, colocou contra e deu o gol aos visitantes: 1 a 1. 

No segundo tempo, as falhas individuais custaram caro para o JEC. Aos 15 minutos, numa furada de Eduardo, a bola se ofereceu para Erick, que ainda ganhou a disputa de bola de André Baumer antes de finalizar cara a cara com Matheus: 2 a 1.

O gol desestabilizou completamente o JEC. A partir daí, os jogadores começaram a errar mais passes e sofrer com o contra-ataque dos visitantes. O Fantasma teve chances com Erick e Robinho.

Aos 26, o Operário ainda fez o terceiro com Peixoto de cabeça após cobrança de escanteio. O desvio ainda contou com a falha do goleiro Matheus.

Nem a expulsão do próprio Peixoto, no minuto seguinte, mudou a situação do JEC que, desesperado, passou a errar mais e ficou longe do gol. O Joinville insistiu na bola aérea e não teve tranquilidade para buscar ao menos o empate na Arena. 

Ficha Técnica
Joinville 1 x 3 Operário

Joinville: Matheus; Michel Schmöller, Gualberto, André Baumer e Eduardo; Tiago Ulisses, Eduardo Person, Breno, Zotti (Marlyson) e Jean Lucas (Janderson); Rafael Grampola.
Técnico: Márcio Fernandes

Operário: Simão; Léo, Alisson, Rodrigo e Peixoto; Chicão, Erick, Rafinha, Xuxa (Romano) e Robinho (Quirino); Bruno Batata (Raphael Santos).
Técnico: Gerson Gusmão.

Local: Arena Joinville.
Data: 8/7/2018.
Horário: 16 horas.
Arbitragem: Paulo Henrique Salmazio (MS) auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Daiane Caroline Santos (MS).
Público: 3.181 torcedores
Renda: R$ 63.980,00
Gols: Zotti aos 25' do 1ºT (Joinville) e Gualberto (contra) aos 47' do 1ºT, Erick aos 15' do 2ºT e Peixoto aos 26' do 2ºT (Operário)

 
A Notícia
Busca