Em crise, JEC decide mudar cronograma de treinos - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Futebol07/05/2018 | 19h28Atualizada em 07/05/2018 | 19h28

Em crise, JEC decide mudar cronograma de treinos

Decisão partiu do comitê de futebol. Clube também fechará os treinos no CT e proibirá entrevistas dos atletas 

Em crise, JEC decide mudar cronograma de treinos Rodrigo Philipps/Agencia RBS
Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

O Joinville decidiu mudar completamente a agenda de treinos. Se na semana passada, o grupo realizou a primeira atividade técnica/tática na quarta-feira, nesta semana a preparação em campo começa nesta terça. Além disso, o comitê de futebol determinou treinos em dois períodos na quarta e na quinta-feira - com jogadores concentrados no CT do Morro do Meio. A direção deixa claro que quer o máximo aproveitamento dos trabalhos às vésperas da partida contra o Cuiabá-MT, no próximo sábado, na Arena.

Antes da Série C começar, o JEC até chegou a trabalhar em dois períodos quando tentava melhorar a condição física dos atletas, algo muito criticado durante a disputa do Campeonato Catarinense. No entanto, desde a primeira rodada da competição, o processo não havia sido repetido. 

Como a decisão partiu do comitê de futebol, o recado foi dado: os diretores querem uma mudança total de postura já a partir da próxima rodada do Brasileirão. 

Além de concentrar os atletas no CT, o comitê de futebol decidiu blindar os jogadores e nenhuma entrevista será realizada nesta semana. Só o técnico Matheus Costa falará com a imprensa na próxima sexta-feira. 

Outra medida que atinge a imprensa é o fechamento das atividades — nenhum jornalista poderá acompanhar os treinamentos. O fato é inédito na gestão Matheus Costa. Desde a chegada do treinador, não houve nenhum trabalho fechado para a imprensa. 

Opinião de Elton Carvalho
Esta mudança de planos precisa ser analisada sob vários aspectos. O primeiro é a contradição: em entrevista coletiva no domingo, logo após o duelo contra o Operário, Matheus Costa afirmou que era preciso mais embasamento científico para criticar o planejamento de treinos feito na semana passada. 

Nesta semana, a agenda de trabalhos foi completamente revista, com mais períodos de atividades. Ou seja, mais gente (inclusive da diretoria) não ficou satisfeita com o aproveitamento do tempo. 

Em entrevista ao colunista, um diretor do JEC definiu a mudança de estratégia como algo "necessário". Decisão correta. Era evidente que o lanterna da chave não poderia se dar ao luxo de ter uma agenda como aquela da semana passada. Se o Joinville precisa evoluir, necessita de trabalho. E a evolução só virá com muito trabalho. Há falhas que precisam de correção e exigem melhor aproveitamento do tempo. 

Esta interferência do comitê do futebol surgiu a partir de uma reunião realizada nesta segunda-feira. Nela, também foi discutida a permanência do técnico Matheus Costa. 

Por enquanto, ele continua no comando do JEC. No entanto, a direção espera uma resposta convincente na próxima rodada. Se ela não vier (acompanhada por um bom resultado), certamente o Joinville fará mudanças. Ninguém da direção confirmará esta informação no momento, mas o cenário é esse. 

 

Siga JEC na Rede no Twitter

A Notícia
Busca