Em busca da recuperação, Matheus Costa descarta desempenho e foca apenas o resultado do JEC - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Futebol06/05/2018 | 06h15Atualizada em 06/05/2018 | 06h15

Em busca da recuperação, Matheus Costa descarta desempenho e foca apenas o resultado do JEC

Tricolor encara o Operário, neste domingo, e, segundo o treinador, equipe não precisa se preocupar em jogar bem

Em busca da recuperação, Matheus Costa descarta desempenho e foca apenas o resultado do JEC Beto LIma/JEC
Foto: Beto LIma / JEC

Quando chegou ao Joinville, o técnico Matheus Costa afirmou que acreditava que um futebol bem jogado aproximaria o Tricolor das vitórias. No entanto, a necessidade fez o comandante mudar de discurso na tarde desta sexta-feira. Ciente da importância de pontuar em Ponta Grossa, Matheus disse que o time precisa pensar apenas no resultado contra o Operário-PR, neste domingo, às 16h30.

Esta mudança de raciocínio, segundo o treinador, é temporária, mas deixa claro o reflexo da pressão. Em Joinville, o planejamento da nova diretoria está diretamente ligado ao acesso à Série B. No entanto, dentro de campo, o Tricolor está bem longe da meta. Hoje, soma duas derrotas em três partidas e ocupa a última colocação da chave B. A pontuação abaixo do esperado já provoca entre a torcida pedidos de mudança da comissão técnica.

Questionado sobre a pressão, Matheus minimizou o tema. Respondeu estar habituado com a exigência e entende que nem todos observam as dificuldades de formar uma equipe com a competição em andamento.

- Pressionado a gente tem que se sentir sempre. A gente sabe como é futebol, o resultado não vem a culpa vai ser sempre do treinador. Poucos enxergam o contexto da situação. Nós estamos indo para a quarta rodada e ainda estamos estreando jogador. A vida de um treinador é baseada em resultados independentemente do trabalho que tem sido feito – avaliou.

De qualquer maneira, além de descartar o jogo bonito no interior do Paraná, Matheus Costa estabeleceu outro pacto com o grupo: não sofrer gols. O raciocínio é simples: na pior das hipóteses, o Joinville voltará com um ponto na bagagem.

- Se a gente for com este espírito de não sofrer gols e competir, nós vamos ter oportunidade de fazer um gol – concluiu.

Ficha técnica
Operário-PR x Joinville

Operário: Simão; Léo, Alisson, Juan Sosa e Peixoto; Chicão, Índio e Cleyton; Jean Carlo, Lucas Batatinha e Schumacher.
Técnico: Gerson Gusmão

Joinville: Emerson; Jonas, Bruno Aguiar, Emerson Silva e Alex Ruan; Pierre, Michel Schmöller, Breno, Davi e Madson; Rafael Grampola.
Técnico: Matheus Costa

Local: Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR).
Horário: 16h30.
Data: 6/5/2018.
Arbitragem: Ivan da Silva Guimarães Júnior (AM) auxiliado por Uesclei Regison Pereira dos Santos (AM) e Alexsandro Lira de Alexandre (AM).

Três mudanças confirmadas

O Joinville terá três mudanças para a partida deste domingo. As alterações são justamente as mesmas testadas durante a semana: Jonas na lateral direita, Michel Schmöller como volante e Breno na ponta direita. A ideia de Matheus Costa é ter uma equipe agressiva na marcação quando estiver sem a bola e rápida nos contra-ataques.

Outra opção avaliada pelo treinador é a entrada de Marlyson, mas esta proposta só deve acontecer durante a partida. Neste caso, o JEC atuaria com centroavantes: Marlyson e Rafael Grampola.

No resto, o time terá a mesma formação com: Emerson; Jonas, Bruno Aguiar, Emerson Silva e Alex Ruan; Pierre, Michel Schmöller, Breno, Davi e Madson; Rafael Grampola.

- É esta equipe com uma estratégia um pouco diferente. Estamos fazendo trabalhando dia a dia para conseguirmos o resultado. Sabemos da importância de jogar fora de casa e de conquistar essa pontuação fora de casa - ratificou Matheus.

 

Siga JEC na Rede no Twitter

A Notícia
Busca