JEC reencontrará um velho conhecido na partida contra o Tombense - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

 

Série C19/04/2018 | 19h42Atualizada em 19/04/2018 | 19h42

JEC reencontrará um velho conhecido na partida contra o Tombense

Ramon Menezes, ex-jogador, auxiliar técnico e comandante do Tricolor, dirige a equipe mineira na Série C

JEC reencontrará um velho conhecido na partida contra o Tombense Maykon Lammerhirt/Agência RBS
Foto: Maykon Lammerhirt / Agência RBS

O Joinville reencontrará um grande personagem de sua história neste sábado. Quando entrar em campo às 15h30, em Tombos (MG), contra o Tombense, o Tricolor terá como adversário Ramon Menezes, ex-jogador e ex-técnico do JEC. Será o primeiro encontro desde a saída de Ramon, em 2016. Na época, ele dirigiu o Joinville nas últimas 12 partidas da Série B, que determinaram a queda para a Terceira Divisão. 

Apesar do rebaixamento, a história de Ramon tem mais alegrias do que tristezas no JEC. Em 2011, fez parte da campanha do acesso à Série B. Na época, ainda como jogador, marcou um gol nas 12 partidas da Série C que disputou. Em 2012, encerrou a carreira no Joinville e passou a estudar para se tornar treinador. 

Dois anos depois, como auxiliar técnico de Hemerson Maria, esteve na campanha do acesso à Série A. No fim de 2014, se despediu novamente para se dedicar totalmente à carreira de treinador, experiência vivida no Joinville, em 2016. Na ocasião, segundo o estatístico Anderson Miranda, Ramon conseguiu quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas nas 12 partidas disputadas, um aproveitamento de 44,4%. 

Após o desligamento do JEC, teve uma passagem curta pela Anapolina em quatro rodadas da Série D de 2017. No fim do ano passado, foi anunciado como técnico do Tombense, time que já dirigiu no Campeonato Mineiro deste ano. Em 11 jogos da primeira fase, conseguiu quatro vitórias, três empates e quatro derrotas. A campanha colocou o Tombense na quinta colocação, entre os classificados para o mata-mata do Estadual de Minas.

No entanto, nas quartas de final, o Tombense caiu diante do Tupi. Depois do placar de 0 a 0 no tempo normal, a equipe de Ramon acabou eliminada nos pênaltis. Desde então, o time passou a se preparar para a Série C. A estreia aconteceu justamente diante do Tupi, algoz do Estadual, e o Tombense perdeu por 1 a 0 em Juiz de Fora (MG). 

Ramon exalta números na passagem pelo JEC

Em entrevista exclusiva ao jornal "A Notícia", Ramon Menezes lembrou os bons e o maus momentos vividos no Joinville. O treinador comentou com mais veemência os números na campanha de 2016. Segundo o treinador, o aproveitamento da reta final da Série B daquele ano foi bom, apesar de não ter evitado a queda do Tricolor para a Série C do Brasileiro. 

- Se você analisar os números, vai ver que foram 44% de aproveitamento. Isso é aproveitamento de 11º ou 12º no campeonato brasileiro, principalmente na Série B. Eu peguei com 30% e depois da minha chegada. Se não analisar os números, mas lembrar como a equipe estava jogando nas partidas finais, perceberá que o trabalho foi muito bem feito. Mas, enfim, aconteceu. Não acho que o Joinville foi rebaixado naquele momento. 

Ao analisar o jogo, Ramon demonstrou grande conhecimento do adversário deste sábado e disse que o Tombense terá uma difícil missão diante do Tricolor.

- O Joinville teve o retorno do Bruno Aguiar, as chegadas do Emerson Silva e do Pierre, conta com a experiência do goleiro Emerson, a juventude do Breno e do Madson nas pontas, o Eduardo Person, tem ainda o Rafael Grampola. É uma equipe muito forte e que nos dará bastante trabalho neste sábado. 

Sobre as chances das duas equipes, minimizou e afirmou que ainda é cedo para apontá-los como favoritos ao acesso.

- O campeonato ainda está na segunda rodada. Muita coisa vai acontecer até a definição dos classificados. 

 
A Notícia
Busca