Opostos em clássicos, Joinville e Figueirense se enfrentam na Arena - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

 

Catarinense21/03/2018 | 07h27Atualizada em 21/03/2018 | 07h27

Opostos em clássicos, Joinville e Figueirense se enfrentam na Arena

JEC não tem vitórias em confrontos diante dos grandes, enquanto Figueira está invicto

Opostos em clássicos, Joinville e Figueirense se enfrentam na Arena Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC
DC Esportes
DC Esportes

O histórico contra os times considerados grandes do Campeonato Catarinense 2018 é o parâmetro para justificar a distância entre Joinville e Figueirense na classificação. Enquanto o JEC precisa de um milagre nas últimas quatro partidas para ir à final, o Figueira pode assegurar o lugar na decisão de maneira antecipada. A confirmação pode ser alcançada na noite de hoje, quando os times duelam às 21h30min na Arena Joinville, pela 15ª rodada.   

O JEC foi derrotado duas vezes pelo Avaí (2 a 1, na Ressacada, e 2 a 0, na Arena), outras duas pela Chapecoense (ambas por 1 a 0), e uma para Figueira (1 a 0) e Criciúma (2 a 1). Com 18 pontos, o Joinville é o quarto colocado. O time, porém, acumula 10 anos - ou 17 jogos - sem revés para o Figueirense jogando em casa. São nove vitórias e oito empates. A última derrota foi 1 a 0, no dia 20 de janeiro de 2008. 

Será o primeiro clássico do técnico Matheus Costa, que dirigirá o JEC pela segunda vez no Catarinense. Aos poucos, o jovem comandante dá sinais de quais serão suas escolhas. Uma delas é o volante Kadu. Cria da base do JEC, ele retornou de empréstimo junto ao Linense justamente na chegada do novo treinador. Outro que deve estar em campo é o meia Madson, que estava suspenso no empate por 3 a 3 frente ao Hercílio Luz.

– Todo mundo sabe que um resultado positivo é de extrema importância para a gente porque a gente vai terminar com a invencibilidade do Figueirense e porque vai nos agregar muito positivamente em termos de confiança. Nossa torcida merece uma vitória dessa, em clássico - concluiu Kadu. 

Vice-líder com 30 pontos, o Figueirense estará na final se vencer o JEC e o Avaí tropeçar diante do Criciúma. O Figueira tem bom aproveitamento frente aos grandes do Estadual. O time empatou três vezes: duas contra o Leão (3 a 3, na Ressacada, e 1 a 1, no Orlando Scarpelli) e uma frente à Chapecoense (0 a 0, em Chapecó). Ainda foram duas vitórias sobre o Tigre (ambas por 1 a 0), além do triunfo em cima do JEC pelo primeiro turno. 

– Nunca é tranquilo jogar em Joinville. É sempre difícil e esperamos mais um jogo complicado. Do outro lado está uma equipe que também vai buscar a vitória. Temos que ter tranquilidade, sabedoria e inteligência para jogar fora de casa e vencer. Eles têm jogadores qualificados e rápidos – falou o lateral Diego Renan.

O Figueira terá a volta do goleiro Denis, poupado, na vaga de Alisson. O zagueiro Nogueira e o volante Zé Antônio, que cumpriram suspensão na vitória de 1 a 0 sobre o Inter de Lages, entram nos lugares de Trevisan e Pereira. O zagueiro Cleberson, o lateral Lazaroni, o volante Betinho e os meias Felipe Amorim e João Paulo seguem no departamento médico.

FICHA TÉCNICA

JOINVILLE X FIGUEIRENSE

JOINVILLE
Emerson; Dick (Alisson), Bruno Aguiar, Lazio e Alex Ruan; Michel Schmöller; Elias, Eduardo Person, Kadu e Madson; Rafael Grampola. Técnico: Matheus Costa.

FIGUEIRENSE
Denis; Raul, Eduardo, Nogueira e Diego Renan; Zé Antônio, Abuda, Gustavo Ferrareis, Jorge Henrique e Maikon Leite; André Luis. Técnico: Milton Cruz.

ARBITRAGEM: Heber Roberto Lopes, auxiliado por Éder Alexandre e Clair Dapper.
DATA E HORA: quarta-feira às 21h30min.
LOCAL: Arena Joinville, em Joinville.

Confira a tabela do Catarinense 2018
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

 
A Notícia
Busca