Brusque vence por 3 a 0 e elimina o JEC na Arena - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Copa Santa Catarina19/11/2017 | 19h06Atualizada em 19/11/2017 | 19h07

Brusque vence por 3 a 0 e elimina o JEC na Arena

O time do Vale do Itajaí garantiu vaga na final contra o Tubarão

Brusque vence por 3 a 0 e elimina o JEC na Arena Salmo Duarte/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

O Brusque venceu o JEC por 3 a 0 na tarde deste domingo na Arena Joinville. Com a vitória construída com dois gols de Edu e um de Gustavo Xuxa, o time garantiu vaga na final da Copa Santa Catarina.

Leia as últimas notícias sobre o Joinville Esporte Clube no AN.com.br
Confira como foi o minuto a minuto da partida realizada na Arena Joinville

O adversário do Brusque será o Tubarão, que derrotou o Inter de Lages por 3 a 1 fora de casa também neste domingo. A decisão será realizada nos dois próximos finais de semana e o campeão garante vaga na Copa do Brasil de 2018.

No entanto, o time tricolor também deve se classificar para a Copa do Brasil pelo Ranking da CBF. Com a eliminação, o Joinville volta a campo apenas no ano que vem para a disputa do Campeonato Catarinense. A estreia será contra o Brusque no dia 17 de janeiro. 

O JOGO

Com o time titular em férias, o JEC entrou em campo mais uma vez com jogadores da base e teve muitas dificuldades diante do adversário. O Brusque precisava da vitória para ir à final e foi para cima dos donos da casa.

A primeira chance foi aos 21 minutos, quando Gustavo Xuxa cruzou para a área, Ronaell cabeceou para o gol e a bola passou raspando a trave. No entanto, o placar foi aberto apenas dez minutos depois. 

A zaga tricolor errou na saída de bola e Gustavo Xuxa roubou a bola pela esquerda. Ele avançou e bateu forte de fora da área para fazer 1 a 0. O JEC não conseguiu nem se restabelecer na partida quando o Brusque ampliou. Aos 33, Edu recebeu passe na área, ganhou da marcação e mandou uma bomba para o fundo das redes.

No segundo tempo, o time visitante entrou com mais calma, administrando o resultado que já garantia a vaga na decisão. O JEC errava cobranças de escanteio, contra-ataques e na criação.

Aos 26, Jefferson tocou para Edu dentro da área. O atacante dirblou o goleiro, se livrou da marcação e chutou para o gol ampliando o marcador para 3 a 0. O placar poderia ter sido ainda mais elástico se Edu não tivesse perdido um pênalti aos 36 minutos. 

Na jogada que ocasionou a penalidade, Igor Cadiota foi expulso por colocar a mão na bola e xingar o árbitro. Perdendo por 3 a 0 e com um jogador a menos, o Joinville não teve poder de reação e viu o adversário se classificar para a final dentro da Arena.

A Notícia
Busca