Presidente do JEC nega permanecer no cargo por empréstimos ou vaidade - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Toque de Letra 20/09/2017 | 16h04Atualizada em 20/09/2017 | 16h37

Presidente do JEC nega permanecer no cargo por empréstimos ou vaidade

Em entrevista exclusiva, Jony Stassun explicou as razões para descartar a renúncia

Presidente do JEC nega permanecer no cargo por empréstimos ou vaidade Maykon Lammerhirt/A Notícia
Jony Stassun concedeu entrevista na tarde de terça-feira Foto: Maykon Lammerhirt / A Notícia

Na tarde de terça-feira, o presidente Jony Stassun falou em entrevista exclusiva aos veículos do grupo NSC e vários assuntos foram abordados. Numa das respostas mais interessantes dadas pelo mandatário, ele negou que permaneça no comando do clube por ter empréstimos a receber ou por uma simples vaidade. Segundo Jony, ele poderia até apressar a saída desde que surgisse o nome de um novo presidente, algo que ainda não foi confirmado pelo conselho deliberativo tricolor. 

Leia as últimas notas de Elton Carvalho
Confira as últimas notícias do esporte  

– Deixar o Joinville neste momento (sem nenhum substituto confirmado) não seria positivo. Deixaria o clube descoberto. O Jurandir da Silva (vice-presidente) não iria assumir, o presidente do conselho (Marcus Silva) também não quer. Teríamos que criar um conselho que monitorasse o clube nesta situação. Se tivesse alguém pronto, não me oporia. Preciso de algo concreto – justificou.

A observação é interessante porque, de fato, seria muito mais cômodo para Jony abandonar o clube e fazer a vontade da maioria dos torcedores. No entanto, ele afirma que só fará isso com um substituto.

 Veja a íntegra da entrevista





A Notícia
Busca