Elton Carvalho: Um terço dos contratados do JEC atuou uma ou menos de uma vez na temporada - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Toque de Letra 07/09/2017 | 20h43Atualizada em 07/09/2017 | 20h55

Elton Carvalho: Um terço dos contratados do JEC atuou uma ou menos de uma vez na temporada

Sete dos 13 atletas contratados exclusivamente para a disputa da Série C também estão nesta condição. Confira a análise completa dos "reforços" do clube em 2017

Elton Carvalho: Um terço dos contratados do JEC atuou uma ou menos de uma vez na temporada Salmo Duarte/Agencia RBS
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Toque de Letra fez um grande levantamento das contratações realizadas pelo departamento de futebol do Joinville nesta temporada. Foram 29 nomes – apenas seis a menos do que os 35 de 2015 e 35 de 2016.

Cada um dos nomes foi avaliado pela quantidade de partidas que disputou nesta temporada. Todos os dados estão abaixo deste texto. E a conclusão mais assustadora deste levantamento é que mais de um terço dos contratados jogou no máximo uma partida – alguns deles sequer chegaram a atuar.

Presidente do JEC garante continuidade do gerente de futebol em 2018
Leia as últimas notas de Elton Carvalho 

Confira as últimas notícias do esporte

Catorze dos contratados não estiveram em campo em dez partidas – ou seja, quase a metade de todos os jogadores trazidos não participou de 25% das partidas do JEC na temporada (são 44 até aqui).

Uma leitura interessante destes 14 atletas é a de que eles praticamente receberam salários por um jogo a cada mês. Basta observar que já estamos em setembro.

Nestas circunstâncias, fica fácil entender como o Joinville acumula prejuízos financeiros, e o pior: não alcança seus resultados.

O levantamento também observa que 13 dos 29 contratados só poderiam atuar na Série C. Ainda assim, o índice continua baixo. Apenas quatro atletas jogaram na metade das partidas do Tricolor no Brasileiro – o meia Eliomar e os atacantes Thiago Alagoano, Ricardo Lobo e Rafael Grampola

Outros sete ¿reforços¿ fizeram um ou menos de um jogo – Lauro, Léo, Lazio, Alisson, Chaveirinho, Patrick e Everton Júnior

Dos 13 contratados para a Série C, apenas três são titulares – o zagueiro Charles, o meia Eliomar e o atacante Rafael Grampola. Quem de fato justificou o investimento (em número de participações) foram o lateral Alex Ruan, o zagueiro Max, o volante Renan Teixeira e o meia Lúcio Flávio. Os quatro atuaram em mais da metade das partidas do JEC no ano. Vale lembrar que, nesta análise, não foi avaliada a qualidade dos atletas.

Fica
Apesar do baixo número de aproveitamento das contratações do JEC em 2017, o gerente de futebol Carlos Kila está garantido no comando do setor na próxima temporada. Pelo menos foi esta a afirmação do presidente Jony Stassun, em entrevista à Rádio Udesc FM, na terça-feira. Segundo Jony, Kila melhorou o índice de acerto em relação ao antecessor, Júlio Rondinelli, gerente de futebol do clube na disputa da Série B, no ano passado. A decisão pela manutenção também teve participação do vice-presidente do JEC, Jurandir da Silva.

Opinião
Por estes números, o colunista reforça a opinião de que o trabalho foi fraco nesta temporada. A comparação com o antecessor não é um fator que sirva como justificativa para a manutenção do trabalho. Importante observar que aqui, nesta análise, nem se fala da qualidade dos atletas, pois este julgamento é subjetivo, varia entre as diversas opiniões. 

No entanto, o aproveitamento dos atletas ajuda a entender que houve gasto equivocado e em excesso, especialmente pelos resultados que o time teve neste ano. Nem uma casual classificação para a próxima fase da Série C taparia a quantidade de erros deste trabalho, que deixou muito a desejar.

*Passe o mouse sobre a infografia para ver a quantidade de jogadores correspondente à cada fatia

A temporada do JEC em números
Os 29 contratados
Goleiros (2)

Lauro
Ferreira

Laterais-direitos (5)
Lucas Mota
Léo
Zé Mateus
Buiú
Caíque

Laterais-esquerdos (1)
Alex Ruan

Zagueiros (5)
Lazio
Alisson
Charles
Henrique Mattos
Max

Volantes (2)
Tinga
Renan Teixeira

Meias (5)
Diego Viana
Chaveirinho
Patrick
Eliomar
Lúcio Flávio

Atacantes (9)
Everton Júnior
Gustavo Xuxa
Ciro
Thiago Alagoano
Ricardo Lobo
Rafael Grampola
Bruno Batata
Bruno Rodrigues
Fabinho Alves

Análise
Um ou menos de um jogo (10 jogadores)
Goleiros
Lauro (0)
Ferreira (1)

Laterais
Léo (1)
Lucas Mota (1)

Zagueiros
Lazio (0)
Alisson (1)

Meias
Diego Viana (8 minutos)
Chaveirinho - (18 minutos)
Patrick - (23 minutos)

Atacante
Everton Júnior (0)

De 2 a 9 jogos (4 jogadores)
Lateral

Zé Mateus (6)

Zagueiro
Charles (7)

Atacantes
Gustavo Xuxa (9)
Ciro (9)

De 10 a 15 jogos (5 jogadores)
Lateral
Buiú (13)

Meia
Eliomar (13)

Atacantes
Thiago Alagoano (12)
Ricardo Lobo (12)
Rafael Grampola (14)

De 16 a 20 jogos (5 jogadores)
Lateral
Caíque (18)

Zagueiro
Henrique Mattos (16)

Volante
Tinga (17)

Atacantes
Bruno Batata (15)
Bruno Rodrigues (20)

De 21 a 25 jogos (1 jogador)
Atacante

Fabinho Alves (22)

De 26 a 30 jogos (2 jogadores)
Volante
Renan Teixeira (30)

Meia
Lúcio Flávio (27)

Mais de 31 jogos (2 jogadores)
Zagueiro

Max (37)

Lateral
Alex Ruan (39)

Chegaram para a Série C
Goleiro
Lauro

Laterais-direitos (2)
Léo
Zé Mateus

Zagueiros (3)
Lazio
Alisson
Charles

Meias (3)
Chaveirinho
Patrick
Eliomar

Atacantes (4)
Everton Júnior
Thiago Alagoano
Ricardo Lobo
Rafael Grampola

Fizeram nove jogos na Série C (metade)
Eliomar
Thiago Alagoano
Ricardo Lobo
Rafael Grampola

Fizeram um ou menos de um jogo
Lauro
Léo
Alisson
Lazio
Patric
Chaveirinho
Everton Júnior



A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros