Buiu marca gol pelo JEC e explica significado da comemoração - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Metralhadora de Jeová16/05/2017 | 18h10Atualizada em 16/05/2017 | 18h10

Buiu marca gol pelo JEC e explica significado da comemoração

Jogador aprendeu gesto de metralhadora com amigo e incorporou à própria comemoração

Buiu marca gol pelo JEC e explica significado da comemoração Salmo Duarte/Agencia RBS
Buiu fez apenas seu segundo jogo com a camisa tricolor e foi autor de um dos gols contra o Ypiranga Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

O lateral-direito Buiu foi um dos autores dos gols do Joinville contra o Ypiranga-RS na estreia da Série C no último domingo. Foi o segundo jogo dele com a camisa tricolor desde a chegada ao clube em março e a primeira vez que balançou as redes. Durante a comemoração, ele fez uma metralhadora com os braços e as mãos, o que chamou atenção da torcida. Nesta terça-feira, na volta aos treinos, ele revelou que aprendeu o gesto com o zagueiro Potiguar, que hoje defende o Atlético-GO.

— Ele também é evangélico e sempre quando fazia gol também fazia o gesto da metralhadora. Eu perguntava "tu é irmão e faz metralhadora" e ele falava "é a metralhadora de Jeová para abençoar a família toda da torcida" — contou.

Buiu ficou muito feliz com o gol e agradeceu a confiança do treinador Fabinho Santos pela titularidade no jogo contra o time gaúcho. Ele avaliou o próprio desempenho como uma bela estreia, mas que poderia ter sido ainda melhor se o JEC tivesse vencido. Segundo o lateral-direito, com a equipe do nível e qualidade do Joinville, o clube não poderia tomar gols da forma com que aconteceu, estando duas vezes a frente do placar.

— Tomando dois gols ainda deve ter alguma coisinha errada. Vamos ver nesta semana e corrigir esse pequeno detalhe para que não aconteça novamente.

O zagueiro Danrlei admitiu que o time levou dois gols por desatenção, problema que já vem acontecendo desde o Campeonato Catarinense. De acordo com ele, o time tinha a bola nos pés nos dois lances, mas os empates chegaram em uma tentativa do Joinville de sair jogando em velocidade e em uma cobrança de lateral que resultou no pênalti para o Ypiranga.

— A gente fica chateado porque se toma gol por mérito do adversário é uma coisa, agora se toma gol sabendo que errou, podendo evitar, a gente fica mais preocupado. Temos que prestar atenção nos detalhes porque eles vão fazer muita diferença na Série C — defendeu.

Nesta terça-feira, os jogadores que foram titulares no domingo fizeram um trabalho de academia e correram no gramado. Os reservas realizaram treino técnico de finalização. Nesta quarta-feira, os atletas fazem treinamento físico pela manhã e tático durante a tarde. O próximo jogo contra o Volta Redonda, que é líder do grupo. A partida acontece no domingo, às 16 horas, na Arena.

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros