A confiança voltou ao Bragantino - JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

As nove pedras no caminho do JEC04/05/2017 | 06h01Atualizada em 04/05/2017 | 06h01

A confiança voltou ao Bragantino

Rebaixado em 2016, clube paulista dá a volta por cima com acesso à Série A1 do Campeonato Paulista e agora sonha com outro acesso na Série C

A confiança voltou ao Bragantino Divulgação/Clube Atletico Bragantino
Bragantino comemorou na terça-feira o acesso para a Série A1 do Campeonato Paulista Foto: Divulgação / Clube Atletico Bragantino

O segundo clube da série As Nove pedras no Caminho do JEC é justamente uma equipe que acabou rebaixada com o Tricolor no ano passado. O Bragantino, 19º colocado da Série B de 2016, será o adversário do Joinville na oitava rodada da chave B do turno da Série C, em jogo marcado para o dia 1º de julho, às 16 horas, na Arena.

Antes disso, o Massa Bruta continua com seus compromissos no Campeonato Paulista da Série A2. Classificado à final da competição, o Bragantino está cheio de confiança. A vaga veio na terça-feira, após derrota por 1 a 0 no tempo normal para o Água Santa e vitória por 5 a 3 nos pênaltis.

Além de disputar o título, o time garantiu uma das duas vagas na elite do futebol paulista em 2018. Se um acesso foi bom na temporada, dois então serão fantásticos. E esta é a projeção de todos em Bragança Paulista.

— O Bragantino vive ótima fase e certamente brigará por uma das vagas na Série B do próximo ano — garantiu o radialista Eberson Martins, da Rádio 102 FM de Bragança Paulista.

O bom resultado no Estadual é um dos motivos para tanta confiança, mas o maior deles é a característica da equipe formada pelo técnico Alberto Félix. A maioria dos atletas tem entre 21 e 24 anos. O investimento é baixo, mas tem surtido efeito – especula-se que o Bragantino invista, no máximo, R$ 150 mil mensais.

– É um grupo aguerrido, cheio de destaques e só um atleta com contrato perto de vencer. Os demais jogadores permanecerão até o fim da temporada, o que garante certa tranquilidade ao treinador – informa Eberson.

O jogador que tem contrato até o fim do Estadual é justamente o artilheiro da equipe, Rafael Grampola, autor de sete gols em 19 partidas nesta temporada. O camisa 9 pode deixar o Bragantino após o término da Série A2 e tem como provável destino o JEC – veja mais aqui.

Em relação ao ano passado, o único remanescente entre os titulares de 2016 é o experiente volante Edson Sitta, destaque da equipe e líder no meio-campo. Jogadores rodados como o goleiro Felipe e o meia-atacante Alan Mineiro deixaram o Bragantino após o rebaixamento para a Série C.

Apostas lembram fórmula do JEC

Após a queda para a Série C no ano passado, o presidente do Bragantino, Marcos Chedid, decidiu mudar a forma de investir no departamento de futebol. Se em 2016 ele apostava em atletas rodados e técnicos cheios de bagagem, neste ano a ideia foi valorizar o trabalho feito na Copa Paulista.

A competição, disputada paralelamente ao Brasileirão da Série B, tinha como técnico Alberto Félix, profissional extremamente identificado com o Bragantino. Ele e todos os auxiliares e membros da comissão técnica foram promovidos à equipe profissional, algo semelhante ao que aconteceu na comissão técnica do JEC.

O sucesso dos resultados fez a diretoria confiar na sequência do trabalho.

– O presidente estava desiludido após o investimento frustrado. Em 2017, ouviu algumas pessoas, valorizou o pessoal da casa e deu certo. Por isso, todo mundo está confiante – completou Eberson Martins.

 
 

Siga JEC na Rede no Twitter

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros