Alta nas vendas para o Natal deve variar de 10% a 15% no comércio em Joinville - Economia - A Notícia

Vers?o mobile

 

Economia20/11/2018 | 06h52Atualizada em 20/11/2018 | 08h11

Alta nas vendas para o Natal deve variar de 10% a 15% no comércio em Joinville

Perspectiva dos lojistas refere-se ao comparativo com o mesmo período do ano passado; Nos shoppings otimismo também supera a casa dos dois dígitos

Alta nas vendas para o Natal deve variar de 10% a 15% no comércio em Joinville Salmo Duarte/A Notícia
Decoração em tons champanhe, xadrez e ocre ganham as lojas em alusão ao Natal em Joinville Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Os comerciantes de Joinville aguardam com otimismo a chegada do Natal de 2018. A pouco mais de um mês para a data, a estimativa dos cerca de 1,6 mil associados à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Joinville é de que o volume de vendas para o Natal tenha crescimento médio de 10%, num cenário realista, e, de 15%, no otimista, com relação ao registrado no último ano.

Confira a programação para celebrar o Natal em Joinville

A percepção é acima do indicado a nível nacional, em que uma pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) nas capitais brasileiras, projetam vendas no mesmo patamar de 2017 - o que representa injeção de aproximadamente R$ 53,5 bilhões na economia e mais de 110 milhões de consumidores com intenção de presentear alguém no Natal de 2018.

De acordo com Darlan Fermiano Candido, vice-presidente de Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) da CDL, apesar de um segundo semestre mais estável que o início deste ano, o resultado favorável alcançado no Dia das Crianças corrobora com a expectativa dos lojistas para o Natal, também com tendência de alta nas vendas.

— O mercado já vem sentindo uma melhora ao longo de 2018 e os associados estão mais confiantes com um salto nas vendas ainda mais expressivo no fim do ano. O consumidor também mudou hábitos e está negociando mais com o dinheiro em mãos do que parcelando as compras, o que corrobora com esse momento do mercado — analisa.

Conforme Darlan, os consumidores devem ir às compras com mais consciência neste Natal. “A dica é pesquisar, mas o que se percebe é que o consumidor passou por uma educação de consumo (de certa forma) forçada, então ele está mais consciente e não leva o produto na empolgação. Ele compra aquilo que deseja e está precisando, mas espera ter o valor em espécie para conseguir um preço melhor de negociação”, justifica.

No comércio, a percepção é a mesma. As compras dos presentes ainda devem se intensificar em dezembro, mas nas lojas que trabalham com artigos natalinos o aquecimento com relação à data já é sentido.

Segundo a gerente Priscila Poerner, da Noel Decoração de Natal, a procura por enfeites cresceu até 50% com relação ao mesmo período do ano passado. Na loja, o mês de novembro representa o ápice das vendas, uma vez que é a época em que as famílias montam suas árvores de Natal e montam cenários alusivos à data.

— Esse ano estamos comercializando muitas árvores de Natal já decoradas, na qual o custo-benefício é muito mais baixo do que se o consumidor fosse comprar uma árvore crua e os itens de decoração separados. As pessoas estão buscando mais e, algumas, voltaram a parcelar as compras, o que não estava ocorrendo um ano antes. Isso prova que o consumidor está voltando a ter confiança para o consumo — aponta Priscila.

De acordo com a lojista, neste ano as tendências natalinas estão voltadas para as cores em tom champanhe, xadrez e ocre, e os clientes joinvilenses estão investindo em ursos decorativos diversos como passarinhos, corujas e papais-noéis. No local, as árvores costumam ser vendidas de R$ 650 a R$ 3,1 mil.

Em outra loja com artigos específicos para a data, na Camicado, são vendidas louças e decoração com tíquetes de compra que variam de R$ 60 a R$ 5 mil. Conforme o vendedor Hyago Piasale, esse é o primeiro Natal da loja e a decoração natalina já está com o estoque quase zerado, indicando o bom resultado do setor neste ano.

Shoppings têm otimismo quanto a vendas e a solidariedade

 JOINVILLE,SC,BRASIL,19-11-2018.Começa venda de decoração natalina.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)
Comércio está otimista com as vendas para o NatalFoto: Salmo Duarte / A Notícia

Nos principais shoppings locais, Garten e Mueller, a tendência também é de alta no movimento. De acordo com projeções do Shopping Mueller, a expectativa dos lojistas é superar as vendas de 2017, com um crescimento de até 12%. Para atrair os consumidores e traduzir projeção em resultado, o empreendimento investiu R$ 1,8 milhão na campanha de Natal, com decoração, promoção, premiação e marketing, além da tradicional ‘Chegada do Papai Noel’, que ocorreu ontem às 20h com apresentação do espetáculo “Estrela de Belém”, do coral infantojuvenil da Escola de Música Arte Maior. 

No Garten Shopping, atividades especiais acontecem na Praça Central desde o dia 7 de novembro sob decoração com o tema “Fábrica de Brinquedos”. Com 208 operações, o shopping espera ter ganho em torno de 17% em vendas com relação ao ano passado, mantendo nos dois dígitos a média de crescimento registrada nos últimos dois trimestres do ano.

— Essa expectativa de crescimento nas vendas é animadora e vem da junção de dois fatores, o primeiro devido a tendência de crescimento dos dois trimestres que passaram e o segundo pelo volume de novas operações no shopping, 20 no total, nos últimos meses — sinaliza Rafael Fiedler, superintendente do Garten.

Os dois shoppings aproveitam o espírito solidário que envolve o Natal e realizam ações em prol de entidades sociais. No Garten, é realizada a “Loja dos Sonhos”, em frente à Adidas, onde é possível doar um brinquedo até o dia 16 de dezembro. Com a ação, a ideia é contemplar cerca de 105 crianças das instituições Ecos Esperança, Renascer, Lar Emanuel e Ajideve.

Já o Mueller traz a campanha solidária em prol da Casa Lar Emanuel e da Instituição Bethesda, que vão receber as doações arrecadadas a partir das atrações que o público terá acesso no período natalino. A arrecadação virá com os passeios internos que levarão os visitantes a conhecer a decoração da Praça Central a bordo de uma carrocinha ao custo de R$ 5.

Há ainda o ‘Trenzinho solidário’ na parte externa do shopping Mueller, em que as pessoas poderão passear com o Trenzinho do Krueger. A atração levará os passageiros em um tour pela decoração de Natal no Centro da Cidade e para participar, o valor da doação é de R$5 para crianças de dois a 12 anos, e R$ 10,00 por adulto. O valor também será revertido à campanha.

SC tem crescimento na intenção de contratação de temporários

 JOINVILLE,SC,BRASIL,19-11-2018.Começa venda de decoração natalina.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)
Itens de decoração são termômetro para as vendas natalinasFoto: Salmo Duarte / A Notícia

O varejo catarinense traz otimismo também na área empregatícia. Conforme levantamento realizado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/SC), 38,9% preveem a abertura de vagas nesta temporada para atender à demanda do Natal e do verão - 10 pontos percentuais a mais que em relação ao ano passado. O período em questão vai dos meses de dezembro de 2018 a fevereiro de 2019.

Mesmo com o otimismo, a FCDL/SC fala em cautela. “Esta decisão está alinhada com o comportamento do consumidor, que aguarda recuperação econômica, ainda em ritmo lento. O resultado de vendas para o dia das crianças, que apontou crescimento de 3,49%, também contribui para consolidar esta percepção. Outros 46,56% dos empresários não planejam contratar nos próximos meses, sendo que ainda há considerável parcela (14,5%) de indecisos”, pondera a entidade.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaMuseu de Arte de Joinville recebe Feira Jardim Criativo neste domingo  https://t.co/MOm7Jj6md7há 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaApós boa estreia, Joinville e Avaí têm grande teste pelo Catarinense 2019   https://t.co/qwo0qpjs7zhá 4 horas Retweet
A Notícia
Busca