Inaugurada expansão da fábrica da General Motors em Joinville - Economia - A Notícia

Versão mobile

 

Economia02/02/2018 | 17h07Atualizada em 02/02/2018 | 17h14

Inaugurada expansão da fábrica da General Motors em Joinville

Expectativa é de que unidade possa gerar, no futuro, 400 novos empregos diretos e indiretos

Inaugurada expansão da fábrica da General Motors em Joinville Diorgenes Pandini/Diário Catarinense
Foto: Diorgenes Pandini / Diário Catarinense

Inaugurada nesta sexta-feira (2), a expansão da fábrica da General Motors (GM) Mercosul, em Joinville - orçada em R$ 1,9 bilhão -, consolida os investimentos da multinacional em Santa Catarina. Em operação desde outubro de 2012, a unidade marca uma nova fase da empresa, dona da marca Chevrolet, que quadruplica de 15 mil para 62 mil metros quadrados sua área física para a produção de motores e cabeçotes na cidade.

O valor investido é mais de cinco vezes o valor inicial da instalação da GM no município, na época de R$ 350 milhões. Com a nova estrutura, a empresa vai ampliar de seis para nove linhas de fabricação e projeta aumentar, a partir de 2021, a capacidade de produção anual de 120 mil para 420 mil motores, além de blocos e cabeçotes. No mesmo período, de forma gradual, devem ser criados cerca de 400 novos empregos diretos e indiretos na planta de Joinville, quase o dobro do número atual, que varia entre 230 e 240 funcionários.

 JOINVILLE, SC, BRASIL, 02.02.2018: Autoridades e funcionários prestigiam a inauguração da expansão da Fábrica da GM em Joinville. O investimento de foi  de aproximadamente 2.2 bilhões. (Foto: Diorgenes Pandini/Diário Catarinense)
Foto: Diorgenes Pandini / Diário Catarinense

Os números foram apresentados pelo vice-presidente da General Motors Mercosul, Marcos Munhoz, na cerimônia de inauguração da área recém construída. O evento aconteceu às 10 horas e reuniu autoridades como o prefeito de Joinville, Udo Döhler, o governador do Estado, Raimundo Colombo, e o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima.

Munhoz destaca que este investimento transforma a unidade da GM em Joinville na principal fábrica de motores da América do Sul. O espaço também receberá tecnologias de manufatura avançadas e é intitulada a fábrica mais sustentável da empresa no mundo. Para ele, um demonstrativo que a decisão de investir na cidade deu certo.

— Todas as fábricas que a GM abre são longevas porque a gente pensa muito para selecionar onde investir e se você me permite uma figura de linguagem, fizemos o primeiro investimento em Joinville há cinco anos e talvez fosse um namoro, que de fato se transformou em um casamento. Esse segundo grande investimento mostra que a cidade queria nos receber, nós viemos e hoje retribuimos promovendo essa expansão — justifica.

Entre os fatores que contribuem para a aplicação de recursos na GM do Norte catarinense pesam a logística, facilitada pela proximidade portuária e dos maiores clientes dos motores produzidos na cidade: as fábricas de Gravataí, no Rio Grande do Sul, e de Rosário, na Argentina. A mão de obra qualificada e a virtude metalmecânica também corroboram para um retorno satisfatório, conforme avaliação da multinacional.

Vitrine para novos investidores

 JOINVILLE, SC, BRASIL, 02.02.2018: Autoridades e funcionários prestigiam a inauguração da expansão da Fábrica da GM em Joinville. O investimento de foi  de aproximadamente 2.2 bilhões. (Foto: Diorgenes Pandini/Diário Catarinense)
Solenidade de inauguração contou com a presença de autoridades e políticosFoto: Diorgenes Pandini / Diário Catarinense

Para o prefeito de Joinville, Udo Döhler, o investimento bilionário da GM significa que a cidade está preparada para receber investidores de grande porte. Segundo ele, entre os atrativos de Joinville para a ampliação e instalação de novas unidades fabris destacam-se o suprimento de energia elétrica assegurado para os próximos 30 anos, o que permite triplicar a economia do Município. Ele cita ainda o suprimento de água, a capacidade portuária local  e a licitação para o aeroporto industrial.

— Hoje a cidade dentro da metalmecânica ela tem o seu ponto forte no segmento automotivo, com as indústrias que fabricam autopeças e blocos de motores, então essa ampliação, para Joinville, tem um significado muito especial e vai atrair novos investimentos. Isso não é só um desejo, sentimos no dia a dia pela procura de novos investidores e também por que acontece em um momento bom porque a cidade se preparou para essa expansão — completa.

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, aponta a iniciativa de investimento da empresa no Estado como um dos exemplos dos empreendedores que tiveram coragem de desafiar a crise, ajudando na retomada do crescimento econômico. Colombo destaca ainda que a ampliação das atividades da GM demonstram o interesse da companhia em renovar sua parceria com Santa Catarina e Joinville.

— Nós conseguimos alcançar o objetivo de ser o último estado a entrar na crise e ser o primeiro a sair dela, os números mostram que conseguimos atingir esse objetivo. Essa superação vem dos empreendedores que, como a GM, apostam no nosso estado e dão oportunidades aos catarinenses — salienta.

Setor automotivo apresenta crescimento

Em sua participação na inauguração das novas instalações físicas da General Motors, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, apontou os números alcançados pelo setor automotivo no ano passado. Conforme o ministro, o segmento responsável por cerca de 1,6 milhão de postos de trabalho no país foi responsável por 22% do Produto Interno Bruto (PIB) Industrial do País.

— A indústria automotiva é um dos principais empregadores e possui grande capacidade de dinamizar a economia nacional. Em 2017, percebemos como o segmento é estratégico para a retomada do crescimento econômico do país, foi ele o que mais colaborou para o crescimento dos 2,5% da produção industrial, após três anos consecutivos de retração — lembrou.

Marcos Jorge de Lima ressaltou também que o Brasil conseguiu alcançar vendas recordes de veículos de passageiros para o exterior no ano passado e, segundo estatísticas do ministério, 2017 foi o ano que o país mais exportou veículos na história: 791 mil veículos para 83 mercados diferentes - crescimento de cerca de 40% com relação a 2016, dando otimismo ao setor para 2018.

Leia Mais:

GM cobra programa Rota 2030 de ministro, em Joinville

GM vai inaugurar expansão de fábrica de Joinville nesta sexta-feira

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira o obituário de 1, 2 e 3 de dezembro de 2018 https://t.co/PV6Lzm289T #LeianoANhá 6 diasRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona perde para o Tubarão e se despede do Campeonato Catarinense https://t.co/OOIQQoSgXs #LeianoANhá 9 diasRetweet
A Notícia
Busca