Saavedra: Ausências em consultas representam despesa de R$ 82 mil em um mês - Economia - A Notícia

Versão mobile

Porto19/12/2017 | 07h25Atualizada em 19/12/2017 | 09h02

Saavedra: Ausências em consultas representam despesa de R$ 82 mil em um mês

Confira essa e outras informações na coluna de Jefferson Saavedra

Saavedra: Ausências em consultas representam despesa de R$ 82 mil em um mês /

Pelas contas da Secretaria de Saúde de Joinville, as ausências em consultas em postos de saúde representam uma despesa de R$ 82 mil em um só mês, sem que seja prestado o atendimento. Para chegar ao montante, foi multiplicado o custo de uma consulta (estimado em R$ 60,42) pelas ausências em outubro. Nesse mês, 25% dos pacientes não apareceram no horário agendado. 

Leia outras notícias de Joinville e região.
Confira outras colunas de Jefferson Saavedra.

Ranking
Além de Araquari, com salto de 31%, Itapoá também terá arrancada no ICMS de 2018, com incremento de 13% na fatia do imposto distribuído entre os municípios. Araquari ficou com a primeira posição no Estado em crescimento no ICMS, com Itapoá em quarto.

RECONSTRUÇÃO
O presidente do PT de Joinville, Marquinhos Fernandes, aponta a reativação de diretórios municipais em cidades do Norte como mais uma etapa da reconstrução do PT na região de Joinville e de Jaraguá. Entre sexta e domingo, foram empossados presidentes do partido em Schroeder, Jaraguá, Garuva e Araquari. O ex-prefeito e pré-candidato a deputado federal Carlito Merss tem participado da mobilização. Além das candidaturas a deputado, Marquinhos alega que o PT do Norte tem possibilidade de indicar um nome para a disputa do governo do Estado ou Senado.

Vendaval provoca estragos no Norte
Ventania na madrugada de segunda derrubou árvores e placas ao longo da BR-280, em Araquari – foi preciso fazer a remoção para limpar as pistas. Os ventos teriam atingido a velocidade de 115 km/h, provocando também o destelhamento de casas e quedas de energia. Também houve prejuízos em Balneário Barra do Sul. Em Joinville, o Morro do Meio foi o bairro mais atingido. 

Vendaval em Araquari
Estragos em AraquariFoto: Prefeitura de Araquari,Divulgação / Divulgação

Detrans ganha liminar
O Detrans de Joinville conseguiu liminar para obrigar o governo do Estado a leiloar os veículos apreendidos pela PM e levados para o depósito contratado pelo departamento municipal de trânsito – o leilão deve ocorrer, é claro, se os veículos se enquadrarem nas condições de venda pública, como atendimento de prazos etc.

PRAZO PARA LEILÃO
A alegação foi de possibilidade de superlotação do pátio de Joinville, além da necessidade de cumprimento da legislação sobre destino dos veículos apreendidos. A decisão da 2ª Vara da Fazenda Pública de Joinville dá prazo de 15 dias para que seja montada lista dos veículos e 30 para a publicação de edital. O leilão deve ser realizado em até 75 dias. O Estado pode recorrer da decisão. 

CONTATO
O PP teve uma conversa com o deputado Dalmo Claro, ex-PMDB e hoje filiado ao PSD. Nada conclusivo.

CONTAS MUNICIPAIS
O Tribunal de Contas do Estado conclui hoje, na última sessão do ano, a análise das contas do ano passado de prefeituras de Santa Catarina. Na lista, está o balanço de Udo Döhler de 2016.

Informado
Alvo de resistência da comunidade, inclusive com manifestação de protesto, a instalação de Caps AD no Glória teve todas as etapas de instalação informadas aos moradores no bairro, segundo a Secretaria de Saúde de Joinville. Foram realizadas reuniões no conselho local de saúde para informar os detalhes das obras. 

Em obras
A construção do Caps AD iniciou na segunda-feira, com previsão de conclusão em até dois anos. A unidade contará inclusive com leitos para desintoxicação, a serem utilizados pelos dependentes. Está prevista também a oferta de cursos. A comunidade queria a instalação de um centro de convivência para idosos no bairro Glória.

FICA COMO ESTÁ
A Incorporação da secretaria de esportes pela pasta da educação está descartada pela prefeitura de Joinville, não tem nada disso na reforma, apesar da desconfiança na Câmara.

SEM PEDIDO
Kennedy Nunes (PSD) se mostra surpreso com o comportamento da Prefeitura de Joinville em relação às emendas dos deputados estaduais, agora com liberação obrigatória (impositivas). “Não sei em relação aos demais deputados, mas eu não fui procurado. Minhas emendas para Joinville foram para a esfera estadual”, diz Kennedy, citando repasses para o Hospital Regional, Maternidade Darcy Vargas e polícias Civil e Militar. 

COM VETO
O projeto de James Schroeder (PDT) para limitar a altura de prédios em trecho das ruas Aquidaban e Germano Fischer, no Atiradores, foi vetado pelo governo Udo. Uma das alegações foi de que a proposta recebeu recomendação contrária do Conselho da Cidade em duas oportunidades. O veto será analisado pelos vereadores no início de 2018.









Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPolícia conclui investigação do caso de idoso agredido após briga no trânsito em Joinville https://t.co/iV5OZcxQ5v #LeianoANhá 21 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaFamílias vítimas de alagamento recebem doações em Joinville https://t.co/29Y455KkU5 #LeianoANhá 28 minutosRetweet
A Notícia
Busca