Loetz: Pesquisa mostra mostra cenário otimista entre empresários de Joinville e região - Economia - A Notícia

Versão mobile

Livre Mercado05/12/2017 | 08h27Atualizada em 05/12/2017 | 08h27

 Loetz: Pesquisa mostra mostra cenário otimista entre empresários de Joinville e região

Índice de Confiança Empresarial Sustentare (ICES) se refere ao quarto trimestre deste ano

Os empresários de Joinville e região estão relativamente animados. É o que demonstra o estudo Índice de Confiança Empresarial Sustentare (ICES), produzido pela Sustentare Escola de Negócios, referente ao quarto trimestre do ano. O indicador geral do período é de 51,26 pontos, numa escala que vai de zero a cem, tendo 50 como divisor entre otimistas e pessimistas. Comparativamente, no trimestre anterior, o índice foi ligeiramente menor: de julho a setembro, apontou 52,99 pontos. Há menos euforia, principalmente no que toca a indicadores de custos, inflação e câmbio.

A pesquisa foi respondida por 104 empresas de variados setores de atividades representativas em Joinville, Araquari, Barra Velha, Blumenau, Florianópolis, Guaramirim, Itajaí, Itapoá, Jaraguá do Sul, Pomerode, Rio Negrinho, São Bento do Sul e São Francisco do Sul.

A pesquisa revela situações distintas. As empresas apresentaram excelentes condições financeiras e lucratividade. Setorialmente, o comércio mostra resultado positivo, e a área de serviços se diz muito otimista. Já a indústria – apesar de declarações em contrário – ainda não registra evolução consistente, diz o levantamento. No entanto, o plano de contratações apresentou resultado muito bom, sugerindo abertura de muitos empregos; aliás, isso já vem ocorrendo desde setembro.

A preocupação com a necessidade de renovação e/ou modernização da indústria permanece, evidenciada pela perda de competitividade no mercado global. Outro aspecto ainda negativo é sobre as expectativas de exportação: este item apresenta 45,31 pontos. Um tanto desalinhado com o que a Fiesc vem constatando. Outro vetor relevante abaixo do desejado é o do acesso ao crédito. 

O olhar prospectivo para curto e médio prazos reúne elementos promissores. Um deles decorre da comprovação de que os estoques estão muito abaixo da média (na indústria) e abaixo do normal (no comércio). Essa situação justifica expectativa positiva de melhora econômica, com a produção acelerando o passo para recompor o estoque. Até porque o ritmo do consumo das famílias vem crescendo de maneira praticamente generalizada.

A mudança favorável mais significativa no estudo diz respeito à percepção da economia brasileira. No caso, o índice subiu dos 53,38 pontos, captados entre julho e setembro, para expressivos 56,49 pontos agora. Melhor ainda é o indicador referente ao cenário da economia internacional. Aí, o salto foi de 57,52 para 60,10.

Indicadores terceiro trimestre 2017 (em pontos)
Expectativas econômicas 54,86
Condições financeiras e de lucratividade 61,28
Investimentos 51,97
Nível de emprego e contratações 54,70
Custos 45,02
Nível de vendas nacional e internacional 48,68
ICES indústria 50,60
ICES comércio 52,71
ICES Serviços 55,27
ICES Geral 52,99

Indicadores quarto trimestre 2017 (em pontos)
Expectativas econômicas 54,95
Condições financeiras e de lucratividade 58,73
Investimentos 48,47
Nível de emprego e contratações 54,45
Custos 42,97
Nível de vendas nacional e internacional 47,99
ICES indústria 49,19
ICES Comércio 50,84
ICES Serviços 56,16
ICES Geral 51,26

Leia mais notícias de Economia

Veja todas as colunas de Claudio Loetz

Carta de Jaraguá
A Câmara Regional do Movimento SC pela Educação – Vale do Itapocu promove amanhã o seminário “O professor para a Educação do Século 21”. Mil educadores são esperados no evento que será realizado na Sociedade Cultura Artística (Scar). As discussões sobre o tema serão conduzidas pelo presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, e pelo reitor da Universidade de Lisboa, Antônio Nóvoa.
No evento, o grupo apresentará a Carta de Jaraguá – A favor da educação e do desenvolvimento econômico, que lista os compromissos da Câmara do Movimento para ampliar as oportunidades para que a força de trabalho catarinense esteja melhor preparada para atender as exigências do mundo do trabalho, em constante transformação. O documento é resultado do fórum realizado em abril com empresários de Jaraguá do Sul e região.

Finalista
A Tigre é uma das finalistas na segunda edição do prêmio Líderes de Santa Catarina, na categoria indústria. A iniciativa, promovida pelo LIDE-SC, reconhece nacionalmente o talento, a competência e o comprometimento em oito diferentes categorias. A premiação será realizada em Florianópolis no dia 7.

ahoy berlin, coluna loetz
Ahoy!Berlin, aceleradora de startups com sede em JaraguáFoto: Divulgação / Divulgação

Parceria com empresa alemã
A Spin, primeira aceleradora de startups da região, com sede em Jaraguá do Sul, estabeleceu parceria com a Ahoy! Berlin São Paulo para iniciativas voltadas a startups, corporações e investidores.
– Essa parceria fortalece o nosso plano de expansão de atuação, em especial, junto ao principal ecossistema brasileiro de startups, que é São Paulo – destaca o CEO Benyamin Fard.
Referência na Europa, a Ahoy! Berlin foi fundada em 2012, na Alemanha, como um espaço de inovação e coworking, e está no Brasil há dois anos. O negócio faz parte do grupo de empresas como Tech Open Air, Openers e Tech Berlin, todas focadas em conectar e colaborar com o mercado de startups.
Atualmente, seis negócios estão passando por aceleração na Spin, que já está com inscrições abertas para um segundo ciclo, direcionado a empresas nascentes com soluções voltadas a indústrias.

Chamada pública
Para estimular a participação da sociedade no desenvolvimento de projetos nas áreas de pesquisa e desenvolvimento e de eficiência energética, a Celesc está com chamadas públicas abertas para iniciativas nessas áreas. Nos últimos anos, a companhia vem investindo R$ 60 milhões nos dois programas que, pela primeira vez, têm inscrições realizadas integralmente via internet e dispensam apresentação de documentos físicos. Os interessados têm até 5 de janeiro de 2018 para inscrever os projetos de P&D, no site gestaoped.celesc.com.br. E até o dia 12 de janeiro de 2018 para inscrições voltadas à eficiência energética, no site site.celesc.com.br/peecelesc/index.php/chamadas-publicas.

Projetos ligados à área de pesquisa e desenvolvimento devem ser voltados ao setor de distribuição de energia elétrica, como temas de pesquisa ligados à robótica e à Iot (internet das coisas), além de propostas que possam aprimorar os protótipos desenvolvidos em pesquisas anteriores, possibilitando sua entrada no mercado.

Papai Noel antecipado
O governo do Estado está concedendo uma oportunidade para contribuintes parcelarem débitos de ICMS. A medida provisória 216 foi publicada na última sexta-feira no diário oficial. Os descontos são de 35 a 90 por cento, com parcelamento em até 60 meses. A medida vale para todos os setores e atende reivindicação de várias entidades empresariais. O governador Raimundo Colombo procura mais dinheiro das companhias inadimplentes com o Fisco. E, principalmente, agrada os empresários pouco antes de renunciar ao mandato para se candidatar ao Senado.


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: 99 Pop, concorrente do Uber, chega a Joinville https://t.co/hEjpWVqeqB #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: 99 Pop, concorrente do Uber, chega a Joinville https://t.co/qp3cElep5v #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca