Loetz: Colombo veta projeto que combatia roubo de cargas  - Economia - A Notícia

Versão mobile

Livre Mercado23/11/2017 | 20h36Atualizada em 23/11/2017 | 20h36

Loetz: Colombo veta projeto que combatia roubo de cargas 

Texto foi aprovado na Alesc por unanimidade em outubro

O governador Raimundo Colombo vetou, integralmente, o projeto de lei 53.3/2017, que cassava a inscrição estadual das empresas receptadoras de carga roubada. O projeto foi aprovado pela Assembleia Legislativa, por unanimidade, no dia 18 de outubro. O Executivo argumentou, via Secretaria da Fazenda, que "a prática de ilícito não afasta a exigibilidade do tributo".

E diz mais: - pouco importa para a sobrevivência da tributação sobre determinado ato jurídico a circunstância de ser ilegal, ou contrário aos bons costumes, ou mesmo criminoso o seu objeto, como o jogo proibido, a prostituição, a corrupção, a usura ou câmbio negro". 

E completa: - não interessa ao Fisco a exclusão da empresa infratora do cadastro de contribuintes do ICMS. Há duas razões para isso, segundo ele:

 1- mesmo a atividade ilícita está sujeita à tributação; e, 2-  a alternativa é a informalidade, o que subtrai a empresa dos olhos do Fisco.

ESTRANHAMENTO

A Federação de Transporte de Carga e Logística de Santa Catarina (Fetrancesc) se surpreendeu com a decisão de Colombo, E, em especial com o teor do texto.  Em outubro, a federaçãohavia comemorado o resultado da votação na Assembleia.

Confira outras informações de Claudio Loetz
Confira as últimas notícias  


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: "Financial Times" recomenda Joinville para investidores https://t.co/o2kDGfSKOv #LeianoANhá 36 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHomem é morto a caminho do trabalho em Joinville https://t.co/VsuPItKRTR #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca