Ibama vai fechar o escritório de Joinville   - Economia - A Notícia

Versão mobile

Livre Mercado23/11/2017 | 12h19Atualizada em 23/11/2017 | 13h29

Ibama vai fechar o escritório de Joinville  

Em Santa Catarina, órgão manterá apenas três escritórios: em Florianópolis, Itajaí e Chapecó a partir de 2018

Ibama vai fechar o escritório de Joinville   Rodrigo Philipps/A Notícia
Baía da Babitonga é uma das áreas monitoradas pelo Ibama Foto: Rodrigo Philipps / A Notícia

O escritório do Ibama, em Joinville, vai fechar no dia 31 de dezembro deste ano. A decisão está oficializada via portaria da presidência do órgão federal. A confirmação já impõe processo desativação em andamento confirma o técnico Luís Ernesto Trein, responsável pelas atividades. 

Chocado com o desfecho iminente, Trein afirma que a medida afeta toda a região Norte catarinense que  ficará desassistida. Já não há mais atendimento ao público.

- Os prejuízos são enormes e variados. Alcançam o empresariado, porque os trabalhos de controle aduaneiro de mercadorias nos portos da região deixarão de sr feitos. Justamente num momento em que os negócios internacionais crescem e novos portos estão surgindo.  Será necessário trazer um profissional de Itajaí para verificar as situações que aconteçam por aqui. O mesmo vai acontecer em relação à fiscalização de crimes ambientais. E, inclusive a fiscalização ambiental em terras indígenas deixará de ser realizada. Também haverá prejuízo para a fiscalização da pesca. A prevenção de acidentes ambientais na costa ficarão comprometidos. 

A explicação para o fim da unidade de Joinville repete o bordão conhecido: corte de custos e otimização dos serviços.

Em Santa Catarina, o Ibama manterá apenas três escritórios: em Florianópolis (superintendência); e os das unidades técnicas de Itajaí, no litoral; e de Chapecó, no Oeste. 

O Grupo Babitonga Ativa (GBA) lidera movimento e, junto com representantes de outras entidades e lideranças empresariais e portuárias interessadas no assunto, vai se reunir com o comando do Ibama, em Brasília, na próxima terça-feira, dia 28, numa última tentativa de reverter a decisão de encerrar os trabalhos no mais importante polo econômico do Estado, e onde há importantes reservas ambientais e hídricas a serem preservadas. Moção de repúdio já foi encaminhada.

Confira outras informações de Claudio Loetz
Confira as últimas notícias  


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: "Financial Times" recomenda Joinville para investidores https://t.co/o2kDGfSKOv #LeianoANhá 18 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHomem é morto a caminho do trabalho em Joinville https://t.co/VsuPItKRTR #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca