Loetz: Diretor da Penitenciária de Joinville se mostra interessado em projeto de câmeras da CDL  - Economia - A Notícia

Versão mobile

Livre Mercado08/06/2017 | 14h36Atualizada em 08/06/2017 | 14h36

Loetz: Diretor da Penitenciária de Joinville se mostra interessado em projeto de câmeras da CDL 

CDL quer 10 mil câmeras de segurança em Joinville

Em conversa com o diretor da Penitenciária Industrial de Joinville, João Renato Schütter, ele se mostrou bastante interessado no projeto de segurança que a CDL está construindo com as outras entidades representativas da cidade – Ajorpeme, Acij e Acomac.

Confira as últimas notícias
Leia outras colunas de Claudio Loetz 

O projeto não prevê apenas a instalação de câmeras de monitoramento. Outra proposta é ajudar o poder público a ampliar o tamanho do presídio e também os programas de capacitação para os apenados.

João Renato, que acompanha vários debates sobre segurança pública, se disse surpreendido com essa iniciativa e com a pesquisa que as entidades estão fazendo com outras autoridades sobre o assunto.

– A questão da segurança pública é uma questão das polícias, do sistema penitenciário, mas também da sociedade civil como um todo.

A delegada regional Tânia Harada e o juiz de execução penal João Marcos Buch são outras autoridades alinhadas com o projeto.

  • Assembleia

    Será no dia 13, terça-feira, a continuidade da assembleia de credores da Wetzel. A expectativa é por um desfecho: aprovação ou rejeição do plano de recuperação judicial apresentado. Em vezes anteriores, o plano sequer foi votado para possibilitar ajustes, que contemplem os interesses de credores e, assim, se evite a decretação de falência da metalúrgica. Banco do Brasil e Bosch são os principais credores em suas respectivas categorias.

  • Prospecção

    A rede Hotéis 10, de Joinville, deve ampliar sua atuação para Lorena, no interior paulista. Contrato com investidor local já está assinado. A construção do empreendimento depende da melhoria das condições macroeconômicas. A rede também prospecta municípios nos Estados de Mato Grosso do Sul, Maranhão, Paraná e Santa Catarina.

    • Os problemas do varejo

      A Federação das CDLs de Santa Catarina reuniu-se ontem com deputados estaduais e secretários de Estado, a direção do Sebrae e membros do primeiro escalão das áreas da Fazenda, Corpo de Bombeiros e Procon para encaminhar as principais reivindicações dos encontros. Liderou com as CDLs de 11 regiões metropolitanas do Estado, nas quais foram definidas as principais e mais urgentes demandas de cada território. Os problemas com estradas e saúde predominaram, mas ainda persistem os prejuízos do varejo com as chamadas feirinhas do Brás.

    • Menos consumo

      O indicador de propensão ao consumo, calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), aponta que 58% dos consumidores planejam reduzir os gastos em junho. As principais justificativas são a tentativa de economizar (23%), os preços mais elevados (18%), o fato de estarem endividados (15%) e uma redução de renda (10%). Boa parte (42%) diz estar no zero a zero, sem sobra, nem falta de dinheiro. Já 37% dizem estar no ¿vermelho¿, sem conseguir pagar todas as contas; e somente 15% dizem estar com sobra de dinheiro.

A Notícia
Busca