Safra de grãos deve bater recorde e chegar a 232 milhões de toneladas - Economia - A Notícia

Versão mobile

Agroindústria11/05/2017 | 16h15Atualizada em 11/05/2017 | 16h20

Safra de grãos deve bater recorde e chegar a 232 milhões de toneladas

Aumento na safra 2016/2017 deverá passar de 45,4 milhões de toneladas da safra 2015/2016 no Brasil

Safra de grãos deve bater recorde e chegar a 232 milhões de toneladas Fernando Gomes/Agencia RBS
ESoja deve ter um crescimento de 18,4% na produção Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

A produção de grãos no Brasil prevista para a safra 2016/17 atinge novo recorde e chega a 232 milhões de toneladas, com aumento de 45,4 milhões de toneladas frente às 186,6 milhões de toneladas da safra passada. A estimativa atualizada foi divulgada nesta quinta-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A supersafra se deve ao crescimento de área e às boas produtividades médias. A previsão é de ampliação de 3,5% na área total, podendo chegar a 60,4 milhões de hectares, incluídas as culturas de segunda e terceira safras.

A soja deve ter um crescimento de 18,4% na produção, atingindo 113 milhões de toneladas, com ampliação de 1,8% na área plantada, que pode chegar a 33,9 milhões de hectares. Já o milho deve alcançar 92,8 milhões de toneladas, 39,5% acima da safra 2015/2016. A previsão é de 30,2 milhões de toneladas para a primeira safra e de 62,7 milhões para a segunda. A área total de milho deve ser de 17,2 milhões de hectares, o que representa uma ampliação de 8,3%. Milho e soja correspondem a quase 90% dos grãos produzidos no país.

A primeira safra do feijão deve bater 1,38 milhão de toneladas, resultado 33,5% superior ao ciclo 2015/2016. Já a segunda safra deve produzir 1,26 milhão de toneladas, sendo 624 mil do grão cores, 219,1 mil do preto e 415,4 mil do feijão caupi. O feijão total teve atingir uma produção de 3,3 milhões de toneladas, com área de 3,1 milhões de hectares. 

No caso do algodão pluma, o crescimento é de 15,5%, podendo chegar a 1,5 milhão de toneladas, apesar da estimativa de redução de 1,6% na área cultivada.

Culturas de inverno

As projeções para os cultivos de inverno indicam queda de 7,8% na área de trigo. A previsão é de que seja plantado 1,95 milhão de hectares, contra 2,1 milhões na safra passada. Com isso, a produção deve chegar a 5,2 milhões de toneladas, uma redução de 22.3% frente às 6,7 milhões de 2016. As outras culturas de inverno (aveia, canola, centeio, cevada e triticale) também sofrem perda na produção, mesmo com alguns aumentos de área, como no caso da aveia e da cevada.

A pesquisa foi realizada no período de 23 a 29 de abril em todas as regiões produtoras, quando foram consultadas diversas instituições e informantes cadastrados em todo o país. Leia o estudo completo aqui.

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPrisão de PMs reacende crise entre as polícias no Litoral catarinense https://t.co/BM5BBDAIVM #LeianoANhá 10 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJoinville é a melhor da América do Sul para atrair investimentos estrangeiros, diz estudo https://t.co/O68uJ8OEly #LeianoANhá 54 minutosRetweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros