Loetz: Joinville registra mais de 150 acidentes de trabalho por ano na construção civil - Economia - A Notícia

Versão mobile

Livre Mercado03/05/2017 | 06h01Atualizada em 03/05/2017 | 06h01

Loetz: Joinville registra mais de 150 acidentes de trabalho por ano na construção civil

Levantamento feito entre 2012 e 2015 mostra um cenário preocupante

Em Joinville, aconteceram 607 acidentes de trabalho, de variados graus de gravidade, na construção civil no quadriênio 2012-2015. A média é de 151,7 acidentes por ano neste período. O número preocupa, mas o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) de Joinville, amparado por dados do Observatório da Indústria Catarinense, que está ligado à Fiesc, relata haver uma significativa diminuição no número de acidentes e de doenças relacionadas ao trabalho.
A organização contabiliza queda de 21% nos registros de ocorrências desse tipo entre 2012 e 2015, em Joinville. Em todo o Estado, o recuo chega a 11%. Atualmente, o Estado ocupa a quarta pior posição no ranking de segurança nas obras e é o responsável por 6,3% dos acidentes de trabalho que ocorrem no Brasil, onde há 38.360 casos registrados.

A tabela abaixo mostra a situação de acidentes do trabalho (no trajeto e típico) e doenças relacionadas ao trabalho a partir de informações consolidadas pelo Sistema Único de Benefícios (SUB) e pelo Sistema de Comunicação de Acidente do Trabalho (CAT), ambos desenvolvidos pela Dataprev.

Joinville
2012 – 159
2013 – 161
2014 – 162
2015 – 125

Santa Catarina
2012 – 2.191
2013 – 2.107
2014 – 2.054
2015 – 1.936

Fonte: Dataprev

Mais IPC
Mostramos o índice de potencial de consumo de Joinville na coluna da última segunda-feira. O levantamento IPC Maps, preparado pela IPC Marketing, ainda revela os números de todos os outros municípios catarinenses. Vou destacar duas cidades da região Norte-nordeste. A primeira é Jaraguá do Sul, que aparece na oitava colocação do ranking estadual e na 117ª posição no contexto nacional. Os gastos da população jaraguaense, com consumo, são estimados em R$ 5,6 bilhões para este ano. Em percentual, a participação sobre o bolo nacional é de 0,13340%. No ano passado, era de 0,12956%. No mesmo ranking, São Bento do Sul surge na 15ª posição estadual, com IPC de 0,05230, e despesas anuais de R$ 2,2 bilhões. Outros municípios do Norte do Estado – como São Francisco do Sul e Guaramirim – aparecem em posições secundárias no levantamento.

Assim age o consumidor
A oferta que mais cativa os brasileiros, segundo levantamento feito pela WorldKantal Planet, é o famoso ¿leve mais, pague menos¿, com 68% das menções, seguido pelo desconto de preço, com 64%. Produtos gratuitos e com brinde aparecem, respectivamente, com 25% e 23%. O comportamento demonstra que o foco do consumidor, ainda preocupado em racionalizar e planejar recursos financeiros, está em obter alguma vantagem imediata a partir das promoções. Os produtos básicos continuam como o foco principal na hora de encher o carrinho de compras, mas os itens considerados ¿premium acessíveis¿, que trazem um benefício claro, conseguem se manter na despensa.

Regimes especiais
A Secretaria da Fazenda do Estado vai automatizar o controle de regimes especiais de tributação relativo ao ICMS. O aplicativo vai verificar todas as empresas que ganham tratamento tributário diferenciado e favorecido, e que estão em débito no pagamento de IPVA, ITCMDI e outras taxas. A regularização do pagamento deve ocorrer em 45 dias sob pena de exclusão do regime especial.

Certidões de conformidade ambiental para setores produtivos de baixo impacto podem ser emitidas automaticamente no site da Fundação do Meio Ambiente (Fatma) a partir deste mês. A medida beneficia 79 atividades econômicas de pequeno porte, como fábricas de sorvete, laticínios, tecelagens e indústrias moveleiras. A certidão de conformidade ambiental é um documento que comprova que o empreendimento está de acordo com a legislação. A liberação do documento levava cerca de 30 dias em média. Por ano, a Fatma emite mais de 2 mil certidões de conformidade ambiental.

Reinvenção do cheque
A catarinense SD Bank está lançando o SD Cheque – pagamento pré-datado digital –, uma reinvenção do cheque impresso ¿tradicional¿. A solução inédita propõe uma nova forma de pagamento que servirá especialmente para os estabelecimentos que já usam outras opções de venda a prazo e poderá atender a 55 milhões de brasileiros desbancarizados. O SD Cheque não possui mensalidades. Todas as transações serão realizadas no aplicativo diretamente pelo smartphone.

Currículo
Dados de um levantamento exclusivo feito pela Companhia de Estágios – consultoria e assessoria especializada em programas de estágio e trainee – revela que a crise tem afetado mais do que o acesso dos jovens ao mercado de trabalho. Além de ser a mais impactada pela redução dos postos, essa parcela da população também tem enfrentado dificuldades na hora de valorizar o currículo. Números da pesquisa apontam que mais de 40% dos candidatos a estágio adiaram planos de aprender um idioma, ou se especializar em sua área de estudo em virtude da crise. E quase um terço deles deixou de fazer qualquer investimento na carreira no último ano porque não tinha dinheiro.

Dados
Informação do balanço da TIM no primeiro trimestre do ano mostra que 52% da receita líquida da empresa vem de serviço de dados. Neste período, a TIM também foi a operadora que mais cresceu no pós-pago: adicionou aproximadamente 445 mil linhas totais, atingindo 15,3 milhões de acessos nesse segmento.

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Medo do aumento dos combustíveis provoca filas nos postos de Joinville https://t.co/VVDNTSgs80 #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira a programação do Festival de Dança de Joinville neste fim de semana https://t.co/P2k1bTTFks #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros