Joinville é a única cidade catarinense escolhida para participar de Pesquisa Imobiliária nacional - Economia - A Notícia

Versão mobile

Livre Mercado25/05/2017 | 06h02Atualizada em 25/05/2017 | 06h02

Joinville é a única cidade catarinense escolhida para participar de Pesquisa Imobiliária nacional

Levantamento inédito será feito juntamente com outras 19 capitais brasileiras e regiões metropolitanas

Joinville foi a única cidade catarinense escolhida para participar da Pesquisa Imobiliária Nacional, um levantamento inédito com dados consolidados de censos imobiliários, juntamente com outras 19 capitais brasileiras e regiões metropolitanas. O estudo é uma iniciativa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), com correalização do Senai e organização da Brain Bureau de Inteligência Corporativa. A pesquisa traz dados de janeiro a dezembro de 2016.

Neste período, Joinville respondeu por 2,4% de todas as vendas de unidades residenciais verticais no Brasil. Foram 1.484 unidades lançadas e 1.762 vendidas durante todo o ano passado. Segundo a Brain, a cidade foi a única do País a registrar um crescimento nas vendas em comparação com Belo Horizonte, Curitiba, Distrito Federal, Maceió, Manaus, Porto Alegre e as regiões metropolitanas de outras cinco capitais. 

O incremento nas vendas foi de 33,9% entre janeiro e novembro de 2016, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Em média, as demais cidades tiveram uma queda de 20%.A cidade fechou os 12 meses com oferta final de 3.267 unidades, representando uma queda de 14% no estoque de unidades residenciais. 

Foram 75 empreendimentos que conseguiram zerar os estoques no ano passado e outros seis no primeiro trimestre deste ano. A pesquisa da CBIC está sendo apresentada durante o 89º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), que começou ontem e vai até amanhã em Brasília.


Home Art
A 13ª edição da Home Art – Feira de Móveis e Decorações de Joinville abre nesta quinta-feira e vai até domingo na Expoville. O evento terá cerca de 45 expositores, que vão ocupar um espaço de 4 mil metros quadrados no pavilhão central de exposições. Eles apresentarão as últimas tendências em materiais, cores e design para jogos de quarto, sofás, salas de estar e jantar, artigos e objetos de decoração. 

Os visitantes também vão contar com descontos que podem chegar a 60%, com opção de parcelamento. A entrada custa R$ 5, mas o estacionamento é gratuito. A feira fica aberta, na quinta e sexta-feira, das 16 às 22 horas; no sábado, das 10 às 22 horas; e no domingo, das 10 às 21 horas.

— A feira estará aberta tanto para pequenos consumidores, quanto para empresas que cuidam da decoração e da mobília de grandes espaços comerciais ou de prestação de serviços, como escritórios e recepções, hotéis, pousadas, entre outros — explica Iuri Sommer, diretor da Sommer Eventos, que realiza o evento.

Atração do Feirão

Vista aérea do residencial Caroli Easy Club, que será construído no Bairro Anita Garibaldi Foto: Rôgga Empreendimentos / Divulgação

O Residencial Caroli Easy Club será uma das atrações da Rôgga Empreendimentos durante o Feirão Caixa da Casa Própria, no fim de semana, na Expoville. A empresa vai oferecer zero de entrada aos interessados, com parcelas mensais a partir de R$ 649. A construção conta com o Sistema Rôgga de Edifícios Sustentáveis e começou em abril deste ano no bairro Anita Garibaldi. A previsão de entrega é para 2019, com um valor geral de vendas de lançamento de R$ 53 milhões. Na foto, uma vista aérea do empreendimento feita com um drone.


Sustentabilidade
A Embraco divulgou na última terça-feira o relatório de sustentabilidade referente aos anos de 2015 e 2016. O documento mostra informações sobre as ações e impactos gerados para empresa e comunidade. 

Segundo os dados, foram geradas 116,2 mil toneladas de resíduos em todas as plantas no ano passado, um crescimento de 6,3% em relação a 2015. Desse total, 86,3% foram reciclados e 13,4% encaminhados para aterros sanitários.

Em relação às emissões de gases causadores do efeito estufa, a empresa gerou 95,9 mil toneladas de CO² no ano passado, reduzindo em 7 mil toneladas (5,8%) em relação ao ano anterior. 

De toda a água consumida globalmente pela empresa, 27% foram reutilizados. Apenas na unidade de Joinville, houve a redução de 11% no consumo de energia elétrica entre os períodos do relatório. Por outro lado, o consumo global aumentou em 0,36%.

Produção e inovação
O relatório da Embraco também mostra que a empresa tem capacidade anual de produção de 40 milhões de unidades de compressores, responsáveis pela preservação de 20% dos alimentos consumidos em todo o mundo. 

A companhia investe de 3% a 4% da receita líquida em pesquisa e desenvolvimento para transformar tecnologia em inovação. E os dados mostram que o resultado tem sido positivo, já que 59% da receita da companhia nos últimos cinco anos vêm de soluções inovadoras lançadas durante o mesmo período.

Nova unidade

A Agemed vai abrir uma nova unidade comercial em São Bento do Sul no dia 1º de junho. Especializada em planos corporativos, a empresa planeja crescer 70% neste ano e ultrapassar os R$ 700 milhões de faturamento. 

A operadora tem planos de abrir unidades também em Santa Maria (RS) e de chegar ao Sudeste. A Agemed hoje é a maior operadora de planos de saúde de Santa Catarina.

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaOcorrências de assalto assustam moradores da Praia do Sonho, em Palhoça https://t.co/Ex5LPAOSPF #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPacientes com hipertensão pulmonar reclamam da demora na liberação do remédio em Joinville https://t.co/j2tgmaD8KE #LeianoANhá 4 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros