Imobiliárias rendem-se ao limite do cartão de crédito como garantia do aluguel; Veja como funciona - Economia - A Notícia

Versão mobile

Tecnologia de Joinville 26/05/2017 | 12h03Atualizada em 26/05/2017 | 16h02

Imobiliárias rendem-se ao limite do cartão de crédito como garantia do aluguel; Veja como funciona

Serviço da startup catarinense Credpago, que oferece seguro fiança de forma mais simplificada, está disponível em 38 imobiliárias no Estado e em 350 no país

Imobiliárias rendem-se ao limite do cartão de crédito como garantia do aluguel; Veja como funciona Credpago/Divulgação
O CEO da Credpago Jardel Cardoso acompanhado do ator Bruno Gagliasso, que é o quinto investidor do negócio Foto: Credpago / Divulgação

Com receio da inadimplência de inquilinos, é comum que imobiliárias imponham uma série de pré-requisitos no momento de alugar uma casa, um apartamento ou uma sala comercial. Comprovação de renda elevada e titularidade de outro imóvel são algumas das exigências, que nem sempre são cumpridas por quem precisa do aluguel ou por quem possa resguardá-lo — figura conhecida como fiador.

Na contramão desse contexto, a startup catarinense Credpago propõe um seguro fiança baseado apenas no limite do cartão de crédito. O serviço já está presente em 350 imobiliárias do Brasil, sendo 38 em Santa Catarina. O número de contratos ativos não é revelado pela empresa, que já está avaliada em pelo menos R$ 60 milhões e tem como um dos investidores o ator Bruno Gagliasso. 

Por ser totalmente online, a contratação dessa modalidade de garantia locatícia pode ser feita a partir de pessoas que estejam em qualquer local do país. Joinvilense, o CEO da Credpago, Jardel Cardoso, explica que a ideia também é simplificar e tornar mais ágil todo o processo, sem abrir mão da segurança ao dono do imóvel. 

— Desde que foi inventada a locação, o processo é o mesmo. A ideia é mudar isso, com o inquilino apresentando o mínimo de documentos possível. Ao mesmo tempo, o proprietário recebe uma garantia de até 12 vezes o valor do aluguel que pode ser usada em caso de inadimplência — assegura um dos idealizadores, que passou pelo projeto Startup SC, do Sebrae Santa Catarina. 

Entenda o funcionamento

A liberação do aluguel a partir da análise do limite do cartão de crédito acontece da seguinte maneira: na imobiliária credenciada à Credpago, o futuro inquilino apresenta os dados pessoais, o número do cartão de crédito e a cópia da última fatura paga com limite aprovado correspondente a três vezes o valor do aluguel. Se o aluguel for de R$ 1 mil, o cliente precisa de um limite de R$ 3 mil. Também é necessário que um "garantidor" se integre ao processo, que pode ser um amigo ou um familiar de primeiro ou segundo grau com limite aprovado correspondente a quatro vezes o valor do aluguel. 

Depois, a Fintech promete uma análise de crédito de até 15 minutos, graças a algoritmos que checam o limite e a data de validade, além de registros em Serviço de Proteção ao Crédito e Serasa e, com base nessas informações, atribuem um score ao cliente. Se aprovado o cadastro, inquilino e garantidor recebem um e-mail com os termos do contrato com a Credpago e, para dar continuidade, basta aceitá-lo e inserir o código de segurança do cartão de crédito informado. A imobiliária também receberá, via sistema, um documento que autoriza a assinatura do contrato de locação.

A taxa de serviço é de 8% do valor do aluguel anual. Esse valor é divido em 12 parcelas no cartão do inquilino. O seguro fiança acaba saindo pelo aluguel de um mês. 

Em caso de inadimplência, os custos são os que constam no contrato de locação. Caso o inquilino inadimplente não consiga pagar o aluguel atrasado, a CredPago oferece opção de parcelamento do valor devido no cartão de crédito com juros, que variam de 2,99% à 4,99% ao mês). Se não houver limite no cartão para isso, a startup poderá parcelar no boleto bancário. 

Leia também:
Feirão da Caixa tem mais de 20 mil opções de imóveis nas principais cidades de SC

Alunos são incentivados de doar e trocar itens que não usam mais em Blumenau

STF decide que indenizações em voos internacionais seguem regras estrangeiras


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaCondutor morre após carro colidir com caminhão na BR-280, em Jaraguá do Sul https://t.co/Rq6BmUjrx6 #LeianoANhá 4 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaMotorista é demitido em Joinville por falar mal do chefe em aplicativo de mensagens https://t.co/JdK4yb3kmg #LeianoANhá 6 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros