Feirão da Casa Própria de Joinville deve gerar R$ 100 milhões em negócios - Economia - A Notícia

Versão mobile

Mercado26/05/2017 | 12h16Atualizada em 26/05/2017 | 16h46

Feirão da Casa Própria de Joinville deve gerar R$ 100 milhões em negócios

Evento da Caixa Econômica Federal começa nesta sexta (26) na Expoville.

Feirão da Casa Própria de Joinville deve gerar R$ 100 milhões em negócios Tasa Eventos / Divulgação/Divulgação
Feirão da Casa Própria da Caixa, em Joinville, começa com expectativa de gerar cerca de R$ 100 milhões em negócios. Foto: Tasa Eventos / Divulgação / Divulgação

O Feirão Caixa da Casa Própria e Feira de Imóveis de Joinville 2017 começam nesta sexta-feira (26) com expectativa de gerar cerca de R$ 100 milhões em negócios. O evento conjunto acontece a partir das 16h no Pavilhão de Exposições da Expoville e segue até domingo com mais de 10 mil imóveis em oferta. Os preços variam entre R$ 100 mil e R$ 5 milhões.

De acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF), o feirão terá a participação de 11 imobiliárias, oito construtoras e oito correspondentes `Caixa Aqui¿. Serão negociados terrenos, imóveis na planta, imóveis em construção, além de sobrados, geminados, casas e apartamentos prontos.

Somente da CEF são mais de 5,5 mil imóveis disponíveis. Os outros bens serão negociados diretamente com as imobiliárias e podem ser adquiridos também via financiamento. O banco estima que aproximadamente 660 contratos sejam fechados a partir de conversas iniciadas neste final de semana.

Feirão da Caixa e Feira de Imóveis de Joinville 2017 começam nesta sexta na Expoville  

A Anagê Imóveis, uma das participantes da Feira, conta com 2.004 imóveis cadastrados aptos para venda, sendo 1.314 residenciais, a maior parte deles passível de financiamento. São aceitos o programa `Minha Casa Minha Vida¿ e acordos de outros bancos. O imóvel mais barato negociado pela imobiliária é um apartamento do bairro Vila Nova, vendido a R$ 109.900. O mais caro, uma residência de R$ 5 milhões.

Segundo Rodrigo Manteuffel Alves da Silva, diretor administrativo da Anagê, as vendas originadas no Feirão costumam variar entre R$ 100 mil e R$ 500 mil e o maior volume de negócios fechados envolve bens das regiões do Centro e Zona Norte.

Ele explica que os negócios iniciados no feirão são efetivados, em sua maioria, depois do término do evento. 

- Os negócios que começam durante a feira costumam ser fechados dentro de 60 dias. Neste ano trabalhamos com a possibilidade de efetivar cerca de 30 vendas.

Com cerca de 500 imóveis disponíveis, a imobiliária Zibell espera vender mais de 10 imóveis, com preços que variam entre R$ 150 mil e R$ 300 mil. Os imóveis negociados na feira terão financiamento aceito apenas via Caixa Econômica.

De acordo com a imobiliária, o imóvel mais barato em negociação é um apartamento de R$ 95 mil, localizado no bairro Paranaguamirim. O maior valor é de uma casa no Saguaçú, de R$ 3 milhões.

Construtora lança aplicativo de realidade aumentada

A `Rôgga Empreendimentos¿, de Joinville, aproveitou o início da Feira de Imóveis, ontem, para lançar oficialmente um novo aplicativo para vendas, considerado pioneiro na cidade. O sistema permite que clientes visitem virtualmente os lançamentos da construtora utilizando óculos de realidade aumentada acoplado no celular.

Desenvolvido em parceria com uma empresa de Blumenau, o aplicativo demorou três meses para ficar pronto e funciona nos sistemas IOS e Android. 

Segundo a empresa, estão no portfólio virtual informações de três empreendimentos. Nele é possível acessar imagens dos residenciais, plantas baixas, vídeos, tour 360°, além da opção de visualizar os apartamentos decorados via realidade virtual.

Um dos imóveis disponíveis no aplicativo é o Caroli Easy Club, construído no Anita Garibaldi, e previsão de entrega para 2019. O empreendimento é a maior aposta de vendas da empresa no feirão deste ano. Dos 100 apartamentos ofertados para comercialização, a expectativa é vender 45 deles. O residencial tem quatro opções de planta de até 64m² cada uma.

A construtora comercializa na feira empreendimentos com valores que variam de R$ 155 mil a R$ 200 mil, com condições especiais de entrada e parcelar a partir de R$ 649.

Financiamentos via Minha Casa Minha Vida 

De acordo com a Caixa Econômica Federal, para financiamentos feitos por meio do `Minha Casa Minha Vida¿ existem critérios que o imóvel e o comprador precisam atender. Em Joinville o limite do valor do imóvel para financiamento no programa é de R$ 190 mil.

Para fazer a simulação de crédito para financiamento, os visitantes precisam apresentar documento de identidade, CPF e comprovante de renda e de residência.

Serviço

O quê: Feirão Caixa da Casa Própria e Feira de Imóveis de Joinville 2017
Onde: Pavilhão de Exposições da Expoville (rua 15 de Novembro, 4315, bairro Glória)
Quando: de 26 a 28 de maio
26 de maio (sexta- feira): das 16h às 21h
27 de maio (sábado): das 10h às 21h
28 de maio (domingo): das 10h às 18h
Quanto: entrada gratuita
Estacionamento: gratuito

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaCuidados para comprar na Black Friday  https://t.co/n57xuci6tW #LeianoANhá 5 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaComércio impulsiona criação de empregos pelo quarto mês seguido em SC https://t.co/3l5ntCSa6k #LeianoANhá 9 horas Retweet
A Notícia
Busca