Entidades pedem R$ 290 milhões em obras de melhorias para o trecho Norte da BR-101 - Economia - A Notícia

Versão mobile

Livre Mercado23/05/2017 | 06h01Atualizada em 23/05/2017 | 10h19

Entidades pedem R$ 290 milhões em obras de melhorias para o trecho Norte da BR-101

Grupo quer construção de 21 km de terceira faixa, seis viadutos em marginais, 3 km de marginais e dois retornos em viaduto entre Garuva e Barra Velha

Entidades pedem R$ 290 milhões em obras de melhorias para o trecho Norte da BR-101 Filipe Scotti/Fiesc
Foto: Filipe Scotti / Fiesc
A Notícia
A Notícia

O grupo paritário do lote 7 da BR-101 Norte, composto por entidades de diferentes segmentos, apresentou propostas de investimentos na ordem de R$ 3,1 bilhões para melhorias no trecho de 407,8 quilômetros da rodovia, que começa no Contorno Leste de Curitiba e vai até a região de Florianópolis.

As reivindicações foram apresentadas à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e ao Fórum Parlamentar Catarinense durante reunião na tarde de ontem na sede da Fiesc. As sugestões incluem 130 intervenções em todo o lote. Seriam R$ 290 milhões (9% dos recursos) para obras no trecho entre Garuva e Barra Velha, na região Norte.

Entre as principais, estão a construção de 21 quilômetros de terceira faixa, seis viadutos em marginais, três quilômetros de marginais e dois retornos em viaduto. Os valores não contemplam possíveis desapropriações e manutenção das obras após concluídas.

David Díaz Almazán, diretor-presidente da Arteris, que administra o lote 7, disse que a empresa tem capacidade financeira e disposição para realizar os investimentos. Mas também pediu a participação do Tribunal de Contas da União (TCU) para debater as obras não previstas no contrato de concessão.

O engenheiro e consultor Newton Gava, que apresentou as propostas de investimentos, sugeriu que os recursos para as obras sejam captados por meio da transferência dos investimentos para o valor da tarifa, por aporte de recursos do próprio governo ou com obras executadas pelo DNIT.

– A transferência para a tarifa seria o caminho mais próximo – disse Gava, alertando para a falta de orçamento do governo federal.

Somando forças
Nesta quarta-feira, uma reunião na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) de Florianópolis irá discutir possibilidades para a execução da duplicação da BR–280 no trecho entre o bairro Itinga, em Araquari, e Balneário Barra do Sul e alguns trechos de terceira pista em trechos no acesso às praias de São Chico.

Participarão da reunião representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Joinville, da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Araquari (Aciaa) e da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc). Os prefeitos de São Francisco do Sul, Araquari e Barra do Sul também irão participar da discussão, juntamente com o deputado estadual Darci de Matos e o supervisor do DNIT em Joinville e região, Antônio Carlos Gruner Bessa.

Feirão da Caixa
O Feirão Caixa da Casa Própria começa nesta sexta-feira e vai até domingo durante a Feira de Imóveis de Joinville. O evento acontece no pavilhão de exposições da Expoville, onde estarão mais de 30 construtoras, incorporadoras e imobiliárias à disposição de quem sonha em comprar a casa própria. Durante o feirão, a Caixa disponibiliza condições facilitadas e faz a simulação de crédito para financiamento. A entrada e o estacionamento serão gratuitos. Os interessados podem visitar o evento na sexta (das 16h às 21h), sábado (das 10h às 21h) ou domingo (das 10h às 18h).

Procompi
Um grupo de 26 micro e pequenas empresas da região do Vale do Itapocu vai participar de um programa nacional para estimular a competitividade na cadeia produtiva do setor têxtil. As atividades acontecem durante os próximos 18 meses.

O Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (Procompi), iniciativa do Sebrae e da Confederação Nacional da Indústria (CNI), reúne atividades em três módulos: controles financeiros e qualidade (oferecido pelo Sebrae), processo produtivo (pelo Senai) e aplicação do diagnóstico inicial e final para verificar a evolução da gestão das empresas (com o IEL/SC).

Cada empresa terá direito a cerca de 80 horas, divididas entre capacitação, treinamento e consultoria. As atividades serão realizadas no Senai.

Mais valiosas
A Tigre foi escolhida como uma das 60 marcas mais valiosas do Brasil, segundo especial da revista IstoÉ Dinheiro. A empresa ficou na 43ª posição no ranking geral, que considerou 33 categorias, 500 marcas e 13.200 entrevistas no País. A 11ª edição do levantamento analisou duas dimensões: financeira – valor do negócio da empresa e dos seus intangíveis, onde reside a marca – e performance de imagem – influência da marca no processo de decisão dos consumidores e investidores.

Mercado livreiro
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social passa a financiar, via Cartão BNDES, serviços de editoração de livros, nos formatos impresso e digital. Os novos itens financiáveis são revisão e preparação de texto, incluindo tradução; projeto gráfico e arte, incluindo capas e ilustrações; diagramação e paginação, incluindo etapas de pré-impressão; conversão de conteúdo para formato digital; e serviços de catalogação.

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaCabeça e mãos de homem são encontradas em sacola em Camboriú https://t.co/kfhyhldY29 #LeianoANhá 3 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Construtora de Joinville será responsável por erguer centro de inovação em Florianópolis https://t.co/UXeuU3GyVV #LeianoANhá 7 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros