Loetz: Os desafios da joinvilense Softville - Economia - A Notícia

Versão mobile

 

Economia03/04/2017 | 06h01

Loetz: Os desafios da joinvilense Softville

Além do Programa Colisões, empresa terá outros desafios a encarar

A Softville vai sediar e executar neste mês o Programa Colisões, tendo a aceleradora de startups ACE como parceira principal para orientar os empreendedores que vão apresentar projetos e ideias direcionadas a negócios de segmentos de tecnologia e afins.

O diretor Marcio Jakson participou, em quatro finais de semana em São Paulo, de uma versão do programa. Realizar evento dessa magnitude poderá credenciar a instituição a receber novos projetos e atrair mais apoiadores. Para isso, e para ser percebida como centro de atenções no ecossistema de inovação joinvilense, precisa superar desafios — detalhados abaixo e que não são poucos, nem pequenos. O sucesso do Colisões (www.colisoes.com.br) é o primeiro e mais imediato deles. Há outros, de diferentes dimensões.

As contas

Para equilibrar as contas, a Softville está em busca de renovação de convênio com a Prefeitura. O município participava com R$ 14 mil mensais. Na frente operacional, deve executar o Projeto Joinville Startups (versão joinvilense do Projeto Startup-SC). Outro objetivo é buscar aproximação com o governo estadual, que, mesmo participando do conselho da Softville há vários anos, não faz qualquer contribuição financeira. A Softville está se colocando como hub de sustentação da plataforma Fiware, que dará a sustentação tecnológica para o projeto. Mas sem o aporte do dinheiro do poder público e dependente de apoiadores, como instituições de ensino superior, a Softville voltou a apresentar déficit mensal neste ano.

Novo estatuto

Em 2016, a Softville adequou as atividades de gerência técnica às diretrizes do programa de apoio a startups Cerne 1. Tornou-se o agente local do Projeto Startup Weekend. Os dois primeiros eventos reuniram mais de 350 pessoas, e outros dois estão programados para 2017. Com o apoio da Secretaria de Planejamento Urbano e de Desenvolvimento Econômico, a instituição foi reposicionada e feito o replanejamento. Está em fase final o processo de revisão do estatuto.

Regra do rotativo

Entra em vigor nesta segunda-feira a nova regra segundo a qual os consumidores que não conseguirem pagar integralmente a tarifa do cartão de crédito só poderão ficar no crédito rotativo por 30 dias, fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em janeiro. A medida consta da reforma microeconômica anunciada pelo governo no fim do ano passado. Os bancos tiveram pouco mais de dois meses para se adaptarem à nova regra, que obrigou as instituições financeiras a transferirem para o crédito parcelado, que cobra taxas menores, os clientes que não conseguirem quitar o rotativo do cartão de crédito nos primeiros 30 dias.

TGB paga trapiche

Foi assinado na sexta-feira o termo de compromisso entre Terminal Graneleiro Babitonga (TGB), Prefeitura de São Francisco do Sul, Colônia de Pescadores Z-02 e Associação de Maricultores do Capri, para viabilizar a reforma do trapiche público e reforma e manutenção da fábrica de gelo do bairro Paulas. O TGB irá custear a obra no valor de R$ 45 mil.

Mercado de trabalho

A Sustentare Escola de Negócios promove workshop nos dias 8, 11 e 12 de abril com a profissional de recursos humanos Elke Mattos, que passou por Mercedes-Benz, Portonave, Porto Itapoá e Martinelli Advocacia.

Confira outras notícias de Joinville e região.
Confira outras colunas de Claudio Loetz.

Vai demorar

A SCGás ganhou da Fatma mais 24 meses para construir ramal de rede de distribuição de gás natural — ramal Garuva — com 25 quilômetros de extensão, entre a rua Dona Francisca, em Joinville, até o quilômetro 6 mais 235 metros da BR-101, em Garuva.

Assembleia

Será no dia 9 de maio a continuidade da assembleia de credores da Menegotti Indústrias Metalúrgicas Ltda., de Jaraguá do Sul. A assembleia realizada no dia 7 de fevereiro foi suspensa, para novas negociações entre a companhia e credores — em especial, com o Banco do Brasil. A empresa está em processo de recuperação judicial.

Ansiedade

Em fevereiro de 2014, havia 6,62 milhões de desempregados. Veio a crise, e agora o IBGE contabiliza 13,4 milhões de brasileiros à procura de trabalho. A população ocupada é a menor desde 2012. Vai aí um remédio para combater o estresse e a ansiedade?

Processos

Tornar as empresas terceirizadas mais qualificadas com a nova legislação é uma das apostas de especialistas ao analisar a lei assinada por Temer. Para os críticos da lei, no entanto, direitos trabalhistas ficarão prejudicados. Após a sanção do texto, empresários da área não esperam uma migração "em massa" das contratações diretas para a prestação de serviços a terceiros, mas sim uma formalização nos setores que já contratam dessa forma. A falta de detalhamento da legislação, porém, pode dar margem a ações na Justiça, contrariando a tese de que traria mais segurança jurídica às empresas.

Resultado

A Agemed teve lucro de R$ 10,8 milhões em 2016. No ano anterior, apurou lucro de R$ 6,7 milhões. A receita com recebimento de planos de saúde somou R$ 358,9 milhões em 2016, contra R$ 198,6 milhões verificados em 2015.

Painel

Danilo Conti, Fernando Krelling, Diego Calegari, Guilherme Gonçalves e Ninfo König vão debater sobre a formação de novos líderes políticos. O evento será nesta terça-feira, sob a coordenação da Acij Jovem.

Terceirização

A Facisc promove nesta segunda-feira encontro com o senador Paulo Paim. Em pauta, a terceirização.

Páscoa

Pesquisa nacional divulgada pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e Instituto Ipsos revela um aumento de 49% para 51%, ou o correspondente a 77,8 milhões de pessoas, no número de brasileiros que pretendem ir às compras na Páscoa. A consulta foi feita entre os dias 1º e 11 de fevereiro passado.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Livre Mercado  09/12/2016 | 07h33

Pagamentos para ex-funcionários da Busscar ocorrem a partir de segunda-feira

Empresa de Joinville faliu e tem dívida bilionária

Livre Mercado  05/11/2016 | 08h02

Juiz autoriza pagamento de R$ 18 milhões a credores do Grupo Busscar

Decisão de Walter Santin Junior, da 5ª Vara Cível de Joinville, estipula o prazo de 25 dias úteis para o início da liberação de valores

Falência 28/04/2016 | 16h51

Grupo Busscar vai a leilão pela metade do preço no mês de junho

Esta será a terceira e última tentativa de vender a operação completa. Se não der certo, as máquinas serão colocadas à venda no mesmo dia

Falência 29/03/2016 | 17h41

Leilão para vender a Busscar por 60% do valor termina sem interessados

Reunião nesta semana discutirá prolongamento do prazo para negociações

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaCarga de 350 mil maços de cigarros contrabandeados é apreendida em Barra Velha https://t.co/kDK28T7sxQ #LeianoANhá 16 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAna Botafogo relança livro no Festival de Dança de Joinville https://t.co/qfRO3Cvuax #LeianoANhá 16 horas Retweet
A Notícia
Busca