Claudio Loetz: 'A Reforma da Previdência é necessária. Inevitável, até. Mas, nos moldes do que quer o governo? Não.' - Economia - A Notícia

Versão mobile

Livre Mercado 10/03/2017 | 18h55

Claudio Loetz: 'A Reforma da Previdência é necessária. Inevitável, até. Mas, nos moldes do que quer o governo? Não.'

Colunista de economia fala sobre proposta do Governo Federal

Claudio Loetz: 'A Reforma da Previdência é necessária. Inevitável, até. Mas, nos moldes do que quer o governo? Não.' Mateus Bruxel/Agencia RBS
Proposta do governo federal prevê 49 anos de contribuição para obtenção de benefício integral Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Sindicatos de trabalhadores e movimentos sociais prometem ir às ruas na próxima quarta-feira, dia 15 de março, em todo o País, para protestar contra a proposta de reforma da Previdência Social, assunto que mobiliza empresariado, sindicalistas, políticos e governo. Menos o povo, que, mesmo bombardeado pelas mídias com informação a respeito do assunto, ainda desconhece o princípio que orienta a ideia, embora seja assunto obrigatório nas rodas de conversas, tal é o alcance que terá sobre os destinos da população. Quanto mais se aproxima a costura política para o texto ir à votação, mais aumenta a pressão sobre os parlamentares, que vão apreciar a matéria nos próximos meses.  Pressão de todos os lados. Essa será uma das mais polêmicas e graves votações do Congresso.

Calcule quando você se aposentará se a proposta de reforma da Previdência for aprovada

Em Joinville, o ato público, no Dia do Consumidor,  está previsto para ocorrer no Centro da cidade. Alguns sindicatos de trabalhadores vão dispensar seus funcionários para que possam ir à manifestação.  Uma forma de engrossar o grupo de manifestantes.

Leia mais notícias do colunista Claudio Loetz.
Leia mais notícias de Joinville e região.

Sabemos que nestes atos, especialmente em dias de semana, via de regra, a adesão nem sempre é tão ampla quanto os organizadores esperam. Porém, desta vez, pode ser diferente. Principalmente nos grandes centros. No caso de a oposição conseguir reunir milhões pelas ruas e praças, os rumos das negociações políticas em torno de pontos-chave podem podem se modificar.

A reforma da Previdência Social é necessária. Inevitável, até. Estamos atrasados. Era para já ter sido feita há anos. Mas nos moldes do que quer o governo? Não. É politicamente indefensável do jeito que está formatada. Deputados federais e senadores terão coragem de aprovar um texto que impõe idade mínima de 65 anos para aposentadoria, num mundo selvagem como o de hoje, em que os trabalhadores, em sua grande parcela, ganham menos de R$ 2 mil por mês – e, portanto, não têm como fazer planos de previdência complementar para se defender financeiramente adiante?

Com a reforma, do jeito que o governo deseja, aposentadoria, para a maioria, será uma miragem. Vão trabalhar até o penúltimo suspiro. Por quê? Simples: além de ter de cumprir 49 anos de trabalho para pedir aposentadoria integral – o que é uma insanidade e remonta aos tempos pré-capitalistas –, milhões de brasileiros nunca conseguirão contribuir à Previdência por décadas e décadas. Os motivo são simples: 1. Haverá aquele período de subemprego, sem registro em carteira, a inviabilizar contagem de tempo; e 2. Novas ondas de desemprego se sucederão ao longo do  período, de modo a impedir que se atinja a combinação tempo de trabalho com registro e idade.

O povo tem uma certeza: o projeto vai exaurir a capacidade de trabalho da atual e das próximas gerações, sem que haja tempo razoável para o desfrute de descanso com qualidade de vida. Ela, a população, não sabe fazer contas atuariais – nem entende o significado dessa expressão. Sabe, isto sim, que vai ter de “ralar”muito mais do que até agora. Enxerga o projeto do governo como uma maldade extrema.

Como o governo não sabe comunicar os benefícios futuros da reforma, sobrou, na prática, a percepção negativa. Diante dessa convicção, a população que vota nas urnas identificará um inimigo pessoal em cada político que votar a favor da proposta. Alguém duvida disso? Eles, os políticos profissionais, vão correr o risco de não se reeleger ou galgar outras posições na estrutura de poder? A eleição de 2018 está aí, próxima. Apostar que o povo sempre esquece tudo poderá ser um grande equívoco desta vez.

Há 30 anos, esboça-se um diálogo sobre o assunto. A omissão foi imensa e raros ousaram tocar no assunto indigesto. Michel Temer ousou. Ganhará as bençãos de todos os que aprenderam o que é matemática atuarial, tão ao gosto de contadores e economistas. Temer tem repetido, várias vezes, que quer ser lembrado na história como o presidente que fez as reformas que o País reclamava. Talvez consiga fazer as reformas. Poderá ser lembrado de maneira menos desfavorável se concordar em reduzir a idade mínima para 62 anos, por exemplo. Isso, por si só, daria um respiro. Tão importante quanto é incluir toda a classe política e os militares, indistintamente,
no mesmo balaio dos brasileiros comuns.

Equidade, pelo menos.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Livre Mercado  28/02/2017 | 07h31

Claudio Loetz: Credores retomam bens em Joinville por falta de pagamento

Número de devoluções chega a 200 carros por mês na cidade

Livre Mercado  11/02/2016 | 07h06

Claudio Loetz: Espaço Inovaparq, em Joinville, será inaugurado no dia 17

Localizado no Perini Business Park, iniciativa vai apoiar empresas na tomada de decisões e antecipar tendências para negócios com estudos realizados por professores e alunos

Livre Mercado 18/01/2016 | 07h04

Claudio Loetz: Havan terá terceira loja construída em Joinville

Planos da empresa é de instalar também uma loja em Praia Grande e outra em Jundiaí

Livre Mercado 16/01/2016 | 11h34

Claudio Loetz: As dores cotidianas

Livre Mercado 15/01/2016 | 07h07

Claudio Loetz: Novas regras do Minha Casa, Minha Vida afetam as cidades do Norte de SC

Principal mudança trata do valor máximo dos apartamentos ou casas a serem financiadas pela Caixa Econômica Federal

Livre Mercado 11/01/2016 | 07h04

Governo do Estado quer acelerar o cadastro de propriedades rurais em SC

Prazo termina no dia 5 de maio e, até agora, pouco mais da metade dos imóveis foram regularizados

Livre Mercado 09/01/2016 | 06h31

Balança Comercial de Santa Catarina tem déficit de US$ 4,96 bilhões em 2015

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior divulgou balanço nesta semana

Livre Mercado 08/01/2016 | 07h02

Perini reforça a segurança com instalação de novas câmeras de monitoramento

Complexo localizado na zona industrial de Joinville terá equipamentos que reconhecem as placas de veículos em apenas três segundos

Livre Mercado 06/01/2016 | 07h09

Celesc firma contrato de concessão com cinco usinas catarinenses por 30 anos

Assinatura do contrato ocorreu em Brasília, nesta terça-feira. Entre as usinas está a do Bracinho, localizada em Schroeder

Livre Mercado 05/01/2016 | 07h07

CDL de Joinville projeta crescimento de 10% nas vendas do comércio em janeiro

Para presidente da entidade, Luiz Kunde, a presença de turistas e a permanência de moradores na cidade têm contribuído para a perspectiva otimista neste início de ano

Livre Mercado 04/01/2016 | 07h02

Em Joinville, Caixa registra aumento de imóveis comercializados pelo Programa Minha Casa, Minha Vida em 2015

Foram comercializadas 1.918 unidades habitacionais, 45% mais do que em 2014

Livre Mercado 02/01/2016 | 12h17

Aeroporto de Joinville comemora avanços em 2015

Confira entrevista com Rones Rubens Heidemann, superintendente do aeroporto

Livre Mercado 30/12/2015 | 18h13

Walmart fecha unidades da rede Todo Dia em Joinville

Grupo americano não confirma número de unidades desativadas, apenas que serão "algumas"

Livre Mercado 30/12/2015 | 07h08

Mais da metade dos joinvilenses está com dívidas, diz pesquisa da Fecomércio

Índice de famílias endividadas na cidade atingiu 50,4% em dezembro. No ano passado, no mesmo mês, a taxa era 39,2%

Livre Mercado 29/12/2015 | 07h09

Mercado imobiliário de Joinville dá sinais de recuperação em alguns setores

Pesquisa encomendada pelo Sinduscon mostra que no terceiro trimestre deste ano foram comercializadas 40% mais unidades de prédios verticais do que no trimestre anterior

Livre Mercado 28/12/2015 | 06h31

Loetz: Trabalhadores das indústrias têxteis definem pauta de reivindicações

Documento tem 80 cláusulas e pede, entre outras coisas, a reposição da inflação oficial a partir de 1º de fevereiro

Livre Mercado 25/12/2015 | 19h12

Claudio Loetz, sobre 2016: "Luz no fim da escuridão? Sempre há. Precisaremos de paciência, determinação e disciplina"

Colunista faz análise sobre o que esperar da economia no ano que vem

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona sofre segunda derrota seguida no Estadual de Futsal https://t.co/pzxm6GJdky #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEx-técnico do JEC cobra do clube indenização milionária na Justiça https://t.co/vGRr06kD5V #LeianoANhá 3 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros