Preço da cesta básica em Florianópolis tem maior alta entre as capitais brasileiras em outubro - Economia - A Notícia

Versão mobile

Custo de vida07/11/2016 | 15h37Atualizada em 07/11/2016 | 16h34

Preço da cesta básica em Florianópolis tem maior alta entre as capitais brasileiras em outubro

Tomate puxou a alta, com variação de quase 30%

Preço da cesta básica em Florianópolis tem maior alta entre as capitais brasileiras em outubro Ricardo Wolffenbüttel/Agencia RBS
Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agencia RBS

Florianópolis registrou, no mês de outubro, o maior aumento no preço da cesta básica entre as capitais brasileiras, com variação de 5,85% em relação ao mês anterior. Em valores absolutos, o custo foi de R$ 475,32 e, no acumulado de janeiro a outubro, a subida chegou a 12,09%. Os dados são da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, divulgada nesta segunda-feira pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

No país, houve alta da cesta em 13 cidades, enquanto em outras 14, foi registrada redução. Além da capital catarinense, os maiores aumentos ocorreram em Vitória (3,19%), Porto Velho (2,18%) e Maceió (2,12%). As retrações mais expressivas foram observadas em Brasília (-5,44%), Teresina (-1,77%), Palmas (-1,76%) e Salvador (-1,66%).

A cesta mais cara, em valores absolutos, foi a de Porto Alegre (R$ 478,07), seguida de Florianópolis e São Paulo (R$ 469,55). Os menores valores médios foram observados em Natal (R$ 366,90) e Recife (R$ 373,66).

Comportamento dos preços

Em outubro, houve predominância de alta no preço da carne bovina de primeira, da manteiga, do açúcar, tomate e café em pó. O feijão e o leite tiveram o valor reduzido na maior parte das cidades.

Entre os destaques que puxaram a alta em Florianópolis está o tomate, que teve o preço majorado em 19 cidades. A maior alta foi verificada na capital catarinense (29,57%), seguida por Vitória (23,77%) e Porto Velho (20,06%). As quedas mais importantes ocorreram em Belo Horizonte (-6,68%), Goiânia (-6,51%) e Brasília (-6,32%). As chuvas prejudicaram a qualidade do fruto e, por ser final de safra, a oferta diminuiu, o que elevou o preço na maior parte do país.

Outros aumentos significativos em Florianópolis foram os da batata (20,61%), óleo (10,72%) e carne (6,53%). As principais diminuições foram no feijão (-10,64%), farinha (-1,92%) e café (-1,14%).

Salário mínimo x cesta básica

Com base na cesta mais cara, que, em outubro, foi a de Porto Alegre, e levando em consideração a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e da família dele com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o Diesse estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário.

Em outubro de 2016, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 4.016,27, ou 4,56 vezes o atual mínimo de R$ 880. Em setembro, o mínimo necessário correspondeu a R$ 4.013,08, o que também foi equivalente a 4,56 vezes o piso vigente.

Em outubro de 2016, o tempo médio necessário para adquirir os produtos da cesta básica foi de 103 horas e 49 minutos. Em setembro, a jornada necessária foi calculada em 103 horas e 31 minutos.Quando se compara o custo da cesta e o salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto referente à Previdência Social, verifica-se que o trabalhador remunerado pelo piso nacional comprometeu, em outubro, 51,29% para adquirir os mesmos produtos que, em setembro, demandavam 51,15%.

Leia mais:

Pelo 2º mês consecutivo, Porto Alegre tem a cesta básica mais cara do país

Custo de vida em Florianópolis tem a maior queda desde março de 2012

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia'AN' testa o aplicativo Uber no primeiro dia de funcionamento em Joinville https://t.co/il68udAyxO https://t.co/6WUEYID981há 9 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVagner Mancini será o técnico da Chapecoense https://t.co/QEwIhlRC03há 17 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros