Mercado reduz previsão para a inflação em 2016, aponta Focus - Economia - A Notícia

Versão mobile

Indicadores28/11/2016 | 09h48Atualizada em 28/11/2016 | 09h48

Mercado reduz previsão para a inflação em 2016, aponta Focus

Na contramão, relatório Focus ampliou para 3,49% a estimativa de recessão para este ano e reduziu a projeção de crescimento em 2017 

Mercado reduz previsão para a inflação em 2016, aponta Focus Ronald Mendes/Agencia RBS
Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS
Agência Brasil e Zero Hora

Instituições financeiras e economistas consultados pelo Banco Central (BC) reduziram a projeção de inflação pela terceira vez seguida nesta semana. A estimativa de inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 6,80% para 6,72%. Para 2017, a estimativa é mantida em 4,93% há duas semanas. 

As estimativas fazem parte do relatório Focus, pesquisa realizada pelo BC junto ao mercado financeiro sobre os principais indicadores econômicos. As duas projeções ainda ultrapassam o centro da meta, que é de 4,5%. O teto da meta é 6,5% para este ano, e 6% em 2017.

Leia mais
RS é o segundo Estado com melhor saldo de empregos formais em outubro
Senado aprova reabertura da repatriação com rateio para Estados
Procon notifica Banco do Brasil após anúncio de fechamento de agências

Retração ainda maior do PIB

Na contramão da inflação, o mercado ampliou pela oitava vez consecutiva o pessimismo em relação à atividade econômica do país em 2016. De acordo com o relatório Focus, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deverá ter redução de 3,49% neste ano. Há uma semana, a previsão era de recessão em 3,40%. Quatro semanas atrás, a estimativa era de retração de 3,30% do PIB.

Para 2017, é esperado um resultado mais tímido em relação às projeções anteriores. O documento divulgado pelo BC reduziu, nesta semana, a previsão de crescimento da economia de 1% para 0,98%. Há um mês, o mercado esperava um avanço de 1,21%.

Elevação do dólar

A projeção para a cotação do dólar ao final de 2016 foi elevada pela terceira vez seguida, de R$ 3,30 para R$ 3,35, conforme o relatório Focus. A moeda norte-americana vem registrando previsões de alta após a vitória de Donald Trump à Presidência dos Estados Unidos. Há quatro semanas, a expectativa era de que o dólar fechasse este ano em RS 3,20.

Para 2017, o mercado manteve a previsão de cotação em R$ 3,40. É o mesmo resultado esperado há um mês.

Previsão para Selic segue em 13,75%

O Comitê de Política Monetária (Copom) do BC reúne-se na terça e na quarta-feira para definir a taxa básica de juros, a Selic. A expectativa dos economistas e instituições ouvidos pelo Focus é que de que ocorra a continuidade no ciclo de cortes na Selic, com redução da taxa dos atuais 14% ao ano para 13,75% ao ano. Para o final de 2017, a expectativa para a Selic é de 10,75% ao ano.

Ao reajustá-la a Selic para cima, o BC contém o excesso de demanda que pressiona os preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando reduz os juros básicos, o Copom barateia o crédito e incentiva a produção e o consumo, mas alivia o controle sobre a inflação.


 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRepórter é consolado por mãe de goleiro da Chape, dona Alaíde, morto em tragédia https://t.co/axGmaiv7Ehhá 16 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRT @jec_online: No peito pra sempre! Jogadores do #JECFutsal terão símbolo da Chape na camisa no jogo contra Jaraguá #forçaChape https://t.…há 16 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros