23 empresas de Joinville estão entre as maiores do Sul do País - Economia - A Notícia

Versão mobile

Ranking da revista Amanhã12/11/2016 | 08h11

23 empresas de Joinville estão entre as maiores do Sul do País

Além de indústrias joinvilenses, dez empresas da região também compõem o levantamento

23 empresas de Joinville estão entre as maiores do Sul do País Divulgação/Divulgação
Tupy, a melhor colocada de Joinville no ranking, está na 23ª posição Foto: Divulgação / Divulgação

Joinville é a cidade catarinense com o maior número de empresas no ranking Grandes & Líderes – 500 Maiores do Sul, da revista Amanhã e consultoria PwC, divulgado na última quarta-feira. São 23 empresas da cidade no guia, contra 20 de Florianópolis, o segundo município do Estado com maior número de representantes. Entre as empresas da região Norte, a WEG, de Jaraguá do Sul, ocupa a melhor posição – é a oitava colocada, segundo a metodologia do ranking.

Leia mais notícias de Joinville e região.

Joinville aparece a partir da 23ª posição, conquistada pela Fundição Tupy. Em SC, quem está no topo da lista é a BRF Brasil Foods, de Concórdia, em segundo lugar no Sul do Brasil. Os organizadores chegam ao ranking a partir de diversos dados do balanço e elaboram um indicador próprio, o valor ponderado de grandeza (VPG). O índice tem como objetivo avaliar o tamanho e o desempenho das empresas a partir de três números: patrimônio líquido (peso de 50% no cálculo do VPG), receita líquida (40%) e lucro líquido ou prejuízo (10%).

A partir da divulgação do ranking, é possível observar, também, diferentes dados oficiais que as empresas apresentaram em seus balanços. Das 33 empresas da região Norte presentes no guia, a maior parte conseguiu terminar 2015 com saldo positivo. Em primeiro lugar, ficou a WEG, com mais de R$ 1,1 bilhão de lucro líquido. A empresa de Jaraguá também apresentou o maior faturamento, de R$ 9,7 bilhões. Somente quatro companhias da região terminaram o ano no prejuízo, e o maior foi registrado pela Tuper, de São Bento do Sul, com saldo negativo de R$ 148 milhões. 

No indicador que mostra quanto uma empresa lucra com sua atividade principal (rentabilidade sobre a receita), duas empresas de Joinville se destacam: a Comfloresta, do setor de madeira e florestamento; e a Hacasa Administração e Empreendimentos Imobiliários. Em todo o Estado, os setores se construção e imobiliário e de energia merecem destaque nesse quesito. Em tempos de crise, as empresas que apresentaram os índices mais altos no indicador que mede a capacidade de cumprir as obrigações de curto prazo foram Hacasa e a H. Carlos Schneider (controladora da Ciser).


A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Evento 26/10/2016 | 11h21

Expoinovação Joinville 2016 será nos dias 8, 9 e 10 de novembro

Temas como Cidades Inteligentes, Indústrias 4.0 e empreendedorismo inovador estarão em evidência no evento

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia'Não haverá confronto', afirma representante dos taxistas de Joinville após anúncio do Uber na cidade:… https://t.co/3gdvHNL0RZhá 3 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaUber começa a operar nas ruas de Joinville nesta sexta-feira: https://t.co/r0o6vU1YCx https://t.co/Z64ka18wEghá 4 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros