Funcionários da BMW ameaçam entrar em greve em Araquari - Economia - A Notícia

Versão mobile

Mercado de trabalho14/10/2016 | 19h28

Funcionários da BMW ameaçam entrar em greve em Araquari

Trabalhadores entraram em estado de greve nesta sexta-feira por discordar da proposta de reajuste salarial e do banco de horas

Funcionários da BMW ameaçam entrar em greve em Araquari Rodrigo Philipps/Agencia RBS
Última proposta do sindicato pede reposição da inflação de 9,62% Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

Funcionários da BMW realizaram assembleia em frente à fábrica de Araquari, na manhã desta sexta-feira, e decidiram entrar em estado de greve (o alerta de que se preparam para deflagrar a paralisação). Este estado permanecerá até o próximo dia 20, quando haverá a próxima reunião com representantes da empresa.

Com data-base em setembro, os trabalhadores negociam principalmente o reajuste salarial e o fim do banco de horas. Se não houver acordo, prometem parar as atividades.

:: Leia mais sobre Joinville e região em AN.com.br

O ato desta sexta-feira começou às 6 horas e se estendeu até às 7h15, com a participação de aproximadamente 200 funcionários, nos cálculos do sindicato dos trabalhadores na indústria metalúrgica de Araquari.

A entidade aproveitou a movimentação de troca de turno, quando parte dos funcionários estava indo embora e outra chegava ao trabalho. No ano passado, houve outro ato em frente à empresa no mês de setembro.

:: Funcionários da BMW paralisam atividades

Até agora houve quatro reuniões. O sindicato começou pedindo reajuste de 11%, percentual acima da inflação do período, que foi de 9,62%. Segundo o presidente da entidade, Sidnei Luciano Nagel, a BMW ofereceu 8,4% em pagamento único.

A entidade sindical cedeu parcialmente e agora tenta garantir pelo menos a reposição da inflação, mas a empresa, segundo Nagel, não aceitou subir além da oferta inicial.

Apesar da discordância em relação ao valor do reajuste, o ponto mais polêmico na negociação diz respeito ao banco de horas, que está em vigor e cuja validade de um ano está chegando ao final. Os trabalhadores não querem renová-lo.

- A empresa quer condicionar as duas coisas, diz que se não passar o banco de horas não dará aumento salarial, e nós não queremos discutir os dois temas juntos. Primeiro vamos negociar o aumento, depois discutir o banco de horas - afirma o presidente do sindicato.

Questionada sobre a negociação da data-base e o ato em frente à empresa, a BMW informou apenas que a fábrica opera normalmente.

:: Inauguração da BMW traz expectativa de desenvolvimento para Araquari

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Manifestação 15/09/2015 | 09h22

Funcionários da BMW paralisam atividades em Araquari, Norte de SC

Eles reivindicam série de regras do Plano de Participação nos Resultados (PPR)

Desenvolvimento 07/10/2014 | 06h05

Inauguração da BMW traz expectativa de desenvolvimento em Araquari

Fábrica da montadora alemã agita a pacata cidade do Norte catarinense

Automóvel de luxo 07/04/2014 | 22h42

Primeiro carro feito pela BMW em Araquari ficará pronto em 30 de setembro

Fábrica da montadora alemã terá capacidade para produzir 32 mil veículos por ano

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia"Não houve sofrimento nem gritaria, apenas o impacto", diz sobrevivente a médico da Chapecoense https://t.co/xNF3LIKAMghá 26 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJoinvilenses se mobilizam em protesto contra a corrupção https://t.co/wfA4nx5Tgohá 1 horaRetweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros