Projeto teatral resgata e reconta histórias de comunidades de Joinville - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

 

Cultura09/05/2018 | 17h23Atualizada em 09/05/2018 | 17h23

Projeto teatral resgata e reconta histórias de comunidades de Joinville

Apresentações gratuitas irão ocorrer em vários pontos da cidade até o início de junho

Projeto teatral resgata e reconta histórias de comunidades de Joinville Abismo Teatro de Grupo/Divulgação
O Abismo Teatro de Grupo é formado por jovens atores oriundos das aulas de teatro da Associação de Moradores do Itinga Foto: Abismo Teatro de Grupo / Divulgação
A Notícia
A Notícia

O Abismo Teatro de Grupo, de Joinville, vai percorrer os bairros da cidade até 9 de junho. Serão 14 apresentações teatrais do espetáculo em unidades da Secretaria de Assistência Social (conforme cronograma abaixo) que têm como objetivo resgatar histórias destas comunidades e promover uma interação maior entre os profissionais e o público assistido. Ao final de cada apresentação também será realizado um bate-papo com o público para trocar experiências sobre as histórias levantadas.

Segundo o proponente do projeto, João França, a ideia do Teatro Playback Social surgiu das apresentações que o Abismo Teatro de Grupo fazia em comunidades terapêuticas e em lugares onde o adolescente é privado de liberdade por terem cometido um ato infracional. 

— Isso nos inspirou a promover o Teatro Playback em locais que muitas vezes não têm acesso à cultura — afirma.

Com apoio da Amorabi (Associação dos Moradores do Bairro Itinga) e patrocínio do Simdec (Sistema Municipal pelo Desenvolvimento da Cultura) e Secretaria de Cultura e Turismo, o projeto teve como contrapartida a apresentação de lançamento para as equipes das unidades de Assistência Social de Joinville com o objetivo de que os profissionais pudessem conhecer a metodologia e utilizar como possíveis interações com seu público. Além disso, será realizada ainda uma oficina de teatro, com carga horária de 4 horas, a ser realizada no Abrigo Infanto-Juvenil, com a mesma proposta.

Para o grupo, este projeto representa o papel transformador que a arte pode causar nas pessoas e o objetivo é atingir cerca de mil espectadores com o total de apresentações. 

— Já na apresentação de lançamento, percebemos o quanto esse projeto será importante para os locais que irão receber as apresentações pelo feedback dos coordenadores, que já queriam mais de uma apresentação em cada local, para atender mais pessoas. É importante ouvir a história do outro para reconhecer a sua história também — declara Cristóvão Petry, condutor do Teatro Playback Social.

Ele destaca ainda que a maioria das apresentações será aberta ao público, com exceção de uma fechada para o Abrigo Infanto-Juvenil. 

— Faremos uma apresentação, por exemplo, para o Centro Pop, que atende os moradores de rua de nossa cidade. Será desafiador realizar estas apresentações e ficamos felizes por contemplar estes públicos — finaliza. 

  O que é Teatro Playback

 O Teatro Playback foi criado por Jonathan Fox e Jô Salas, nos Estados Unidos em 1975. A partir deste primeiro grupo, foram criados vários outros, sendo atualmente praticado em mais de 50 países. Ele se caracteriza por uma forma teatral em que um grupo de atores, um músico e um condutor encenam histórias contadas por pessoas escolhidas aleatoriamente na plateia do espetáculo, promovendo uma interação com o público, tudo permeado pelo talento da improvisação. A técnica e toda a metodologia foi repassada ao Abismo Teatro de Grupo pela Dionisos Teatro, também de Joinville, grupo já consagrado pelo Teatro Playback.

 Cronograma das apresentações:

 11 de maio (sexta-feira), às 9 horas
CRAS Parque Guarani/CEI Zilda Arns Neumann: rua das Pitangas, 350

18 de maio (sexta-feira), às 8h30
CRAS Paranaguamirim: rua João Luiz Miranda Coutinho, 845

18 de maio (sexta-feira), às 10 horas
CRAS Adhemar Garcia: rua Antenor Douat Baptista, 205

25 de maio (sexta-feira), às 14h30
CRAS Comasa: rua Maracujá, 620

26 de maio (sábado), às 9 horas
CRAS Pirabeiraba/Biblioteca Pública Municipal Professor Gustavo Ohde: rua Olavo Bilac, 520 (anexo ao terminal urbano Max Lutke)

29 de maio (terça-feira), às 15h30
Restaurante Popular II: rua Urussanga, 442, Bucarein

30 de maio (quarta-feira), às 14h30
CRAS Morro do Meio: rua do Campo, 664

30 de maio (quarta-feira), às 17 horas
Centro Pop: rua Paraíba, 937, Anita Garibaldi

1º de junho (sexta-feira), às 8h30
CRAS Jardim Paraíso: rua Crater, s/nº

1º de junho (sexta-feira), às 10 horas
CRAS Aventureiro/CEU João Paulo II: rua Theonesto Westrupp, s/nº - esquina com Jequié

8 de junho (sexta-feira), às 9 horas
CEPAT: rua Abdon Batista, 342, Centro

9 de junho (sábado), às 16 horas - Apresentação para grupo fechado
Abrigo Infanto-Juvenil

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConheça as propostas dos candidatos a governador para a participação de Joinville no Governo https://t.co/izhim7EPwp #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConheça as propostas dos candidatos a governador para a participação de Joinville no Governo https://t.co/w7KM5BOljz #LeianoANhá 1 horaRetweet

Veja também

A Notícia
Busca