Vanderleia Magalhães conseguiu executar um projeto de vida em Joinville - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

 

Joinville dos sonhos13/03/2018 | 15h29Atualizada em 15/03/2018 | 09h47

Vanderleia Magalhães conseguiu executar um projeto de vida em Joinville

Com o Projeto D¿Escolar, startup atualmente incubada no Inovaparq, Vanderleia ensina os jovens a se planejarem para a vida

Vanderleia Magalhães conseguiu executar um projeto de vida em Joinville Salmo Duarte/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

 Não há medo que impeça Vanderleia Magalhães, 51 anos, de se arriscar por aquilo que acredita. Nem a troca do concreto pelo incerto assusta a mineira. Se os riscos têm como objetivo a realização de um sonho, então, mesmo a necessidade de uma mudança de cidade não a impede.

A última obstinação a aproximou de Joinville, lar que ela considerou perfeito para executar seu projeto de vida. A cidade tem garantido as condições para que Vanderleia coloque em prática o Projeto D’Escolar, startup atualmente incubada no Inovaparq, de Joinville. A iniciativa oferece oficinas de orientação para adolescente de 13 e 14 anos, faixa etária em que normalmente estão a caminho do ensino médio. Nos encontros, Vanderleia ensina os jovens a se planejarem para a vida.

– Meu grande desejo é que o autoconhecimento chegue às crianças ainda mais cedo. É isso que fará a diferença no mundo quando elas se tornarem adultos.

As oficinas fazem parte de um grande sonho de Vanderleia, de orientar a quem precisa e ajudar a formar pessoas mais autoconfiantes e felizes. A escolha por desenvolver o projeto em Joinville também vem ao encontro da qualidade de vida que Vanderleia buscava fora de uma grande capital.

– Numa conversa com minha irmã, ela me lembrou de que eu, quando eu era criança, falava que iria morar no Sul. De repente, isso me preencheu a alma. Conectou-se com algo dentro de mim. Passei a ponderar sobre essa possibilidade. Então decidi buscar no Google qual a melhor cidade para se viver no país. Na resposta das dez melhores estava Joinville. 

Vanderleia chegou sozinha à cidade. O marido Elcio e o filho Daniel ficaram em Belo Horizonte.

– Deixei tudo. Marido, filho, empresas... Algo muito forte me chamava. Eu sentia uma certeza, uma alegria imensa na alma. Só pedia a Deus que colocasse alegria em meu coração, pois assim saberia que estava no caminho certo. 

As mudanças bruscas sempre acompanharam Vanderleia. A maioria esteve relacionada ao trabalho. Curiosa, ela buscou aprender novas atividades, interesse que a fez atuar em ramos bem diferentes uns dos outros. De confecção de roupas, comércio e azulejaria, a mineira encontrou no coaching uma forma de exercer uma atividade ligada aos trabalhos voluntários que já desenvolvia em Belo Horizonte. 

Hoje, o Descolar recebe total atenção da mineira e, por mais que haja projetos para levá-lo para outras cidades brasileiras, é por aqui que Vanderleia pretende criar raízes.

– Joinville me faz sentir muito bem.

Texto: Rafaela Mazzaro, especial

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHomem é baleado na zona Leste de Joinville https://t.co/1MIhKjUprS #LeianoANhá 47 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaSíndico de residencial é preso como suspeito de mandar matar morador em Joinville https://t.co/CunRHRQ9Wa #LeianoANhá 13 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca