Após campanha, garoto de 12 anos arrecada dinheiro para estudar no Bolshoi - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

 

Sonho na ponta dos pés17/01/2018 | 18h30Atualizada em 17/01/2018 | 18h30

Após campanha, garoto de 12 anos arrecada dinheiro para estudar no Bolshoi

Brian Soares dos Santos foi um dos oito selecionados entre 430 participantes na audição nacional e se muda para Joinville no fim de janeiro

Após campanha, garoto de 12 anos arrecada dinheiro para estudar no Bolshoi Tadeu Vilani/Agencia RBS
Família reconhece o potencial do menino Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS
GaúchaZH
GaúchaZH

Para ajudar o aspirante a bailarino Brian Soares dos Santos, 12 anos, de Canoas, a se mudar com a família para Santa Catarina no final deste mês, uma corrente do bem se formou desde o sábado passado. Brian foi um dos oito selecionados entre 430 participantes da tradicional audição de inverno da escola do Teatro Bolshoi no Brasil, localizada em Joinville, mas precisava de dinheiro para a mudança.

No sábado passado, o Diário Gaúcho publicou a história do menino que superou as dificuldades em nome do sonho de ser bailarino profissional. Na data, a campanha virtual iniciada pela família tinha R$ 300 depositados. A mãe do garoto, a vendedora desempregada Fernanda dos Santos, 30 anos, conta que o telefone não parou de tocar no final de semana com leitores emocionados se oferecendo para ajudar. Um deles, inclusive, demonstrou interesse em ofertar um caminhão para a mudança.

— Não imaginávamos esta mobilização. Estamos felizes porque o objetivo foi alcançado antes do tempo previsto —  comemora Fernanda.

Na campanha online, a família pediu R$ 2,3 mil para o pagamento do transporte dos pertences até Joinville. A meta foi alcançada ainda na segunda-feira. Ontem, já tinha batido 170%, para a surpresa dos organizadores. A família se mudará no final deste mês. O dinheiro a mais será utilizado nas primeiras despesas na nova cidade. O aluguel da casa, por exemplo, custará R$ 800.

Leia Mais:
De olho na lei: confira 60 itens que não podem estar na lista de material escolar
Tratamento para prevenir HIV será oferecido a partir de segunda-feira em Florianópolis
WhatsApp prepara ferramenta para conter correntes

No balé há menos de dois anos, o franzino guri de 1,37m e 29 quilos, cujas flexibilidade diferenciada e precisão ao parar os movimentos encantaram os avaliadores do Bolshoi, foi descoberto ao acaso pela professora de balé Gabriele Schutz, que o incentivou a participar da seletiva no ano passado.

— Conheci o balé brincando, quando uma prima me ensinou uns passos e me convidou para visitar a escola dela. Neste dia, a professora me viu e me convidou para dançar. Estou até hoje — conta Brian.

Brian precisou precisou convencer o pai, o pedreiro Gilson Garcia dos Santos, 35 anos, sobre a própria vocação. A mãe relutou em aceitar a oferta da professora Gabriele devido à falta de condições financeiras da família e por saber que seria difícil convencer o marido, mas liberou o filho pela insistência da professora, que doou a ele as primeiras sapatilhas e a malha necessárias para as aulas.

Gilson só descobriu ao ver no jornal local uma foto do menino, o único entre as bailarinas, numa apresentação da escola. As dúvidas sumiram quando viu o filho dançando no palco pela primeira vez. Chorou sem parar e passou a apoiá-lo.

A partir de fevereiro, Fernanda e Gilson deixarão a casa da família sob os cuidados de um parente e morarão com o filho no novo Estado. Junto com os três também irá o outro irmão de Brian, Mikael Taylos dos Santos, cinco anos. Eles pretendem recomeçar as vidas em Joinville, como forma de apoiar a decisão do primogênito. Brian já tem nova escola para seguir estudando no ensino fundamental, assim como o irmão menor, que irá à creche. Os pais vão procurar novos empregos na cidade.

— Vou atrás de qualquer trabalho. Não estamos pensando que vamos embora, preferimos pensar que vamos realizar o sonho do nosso filho— resume, orgulhoso, Gilson.

 CANOAS-RS-BR 21.12.2017  O bailarino Brian Soares dos Santos, 12 anos, morador do Bairro Rio Branco, em Canoas, foi selecionado para estudar na escola de dança Bolshoi, em Joinville, Santa Catarina. Em janeiro, ele e a família se mudarão para o novo Estado em busca do sonho do menino. Com a mãe Fernanda dos Soares dos SantosFOTÓGRAFO: TADEUVILANI AGÊNCIARBS DG Geral
Mãe sempre foi a maior companheiraFoto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

 Para ajudar a família

— A campanha virtual seguirá aberta, mesmo depois de ultrapassar a meta.
— O objetivo agora é obter doações para ajudar nos custos iniciais da família até os pais conseguirem novos empregos.
— Entre os gastos que já terão inicialmente está o aluguel da casa onde a família morará, e custa R$ 800 mensais.
— O link para ajudar é bit.ly/ajudeobailarino.
— A campanha termina em 20 de janeiro.
— O contato da mãe de Brian é (51) 98014-3147.

 CANOAS-RS-BR 21.12.2017  O bailarino Brian Soares dos Santos, 12 anos, morador do Bairro Rio Branco, em Canoas, foi selecionado para estudar na escola de dança Bolshoi, em Joinville, Santa Catarina. Em janeiro, ele e a família se mudarão para o novo Estado em busca do sonho do menino. FOTÓGRAFO: TADEUVILANI AGÊNCIARBS DG Geral
Pai viu o filho dançando pela primeira vez quando ele interpretava o Pequeno PríncipeFoto: Tadeu Vilani / Agencia RBS


 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona treina para retomar boa fase após duas derrotas na Liga  https://t.co/uwqYJc82jT #LeianoANhá 22 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPM vai abrir sindicância para avaliar procedimento de condução da suspeita de agressão em Joinville https://t.co/4JdqUbFuRJ #LeianoANhá 1 horaRetweet

Veja também

A Notícia
Busca