Confira lugares incríveis para conhecer no verão no Norte de SC - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

 

Férias20/12/2017 | 05h30Atualizada em 20/12/2017 | 05h30

Confira lugares incríveis para conhecer no verão no Norte de SC

Do campo ao mar, há opções para se refrescar, conhecer novas culturas e viver aventuras

Confira lugares incríveis para conhecer no verão no Norte de SC Erich Casagrande/Agencia RBS
Foto: Erich Casagrande / Agencia RBS
A Notícia
A Notícia

Cachoeiras de Corupá

É preciso fôlego, mas vale a pena: a Rota das Cachoeiras da Reserva Particular do Patrimônio Natural Emílio Fiorentino Battistella tem uma trilha de 2.950 metros e boa parte deste percurso é íngreme. No entanto, quem encara essa aventura conhece 14 cachoeiras. Em algumas, a água cai com tanta força que levanta uma névoa em meio à mata atlântica; em outras, é tão tranquilo que dá para entrar e "lavar" um pouco do cansaço. São cerca de quatro horas de passeio em meio à natureza exuberante da reserva ecológica em um dos últimos remanescentes da Floresta Atlântica. A Rota das Cachoeiras é administrada pela Associação de Preservação e Ecoturismo Rota das Cachoeiras.
Ela possui infra-estrutura de estacionamento, banheiros com chuveiro e churrasqueiras. 

Informações importantes:
É importante ir com  roupas leves, tênis ou botina de caminhada confortáveis e solado de boa aderência.
Levar água, suco, frutas, chocolate e outros itens práticos para se alimentar e hidratar no caminho.
No verão, é ideal iniciar o passeio até as 15 horas.

Serviço:
O quê: Rota das Cachoeiras
Onde: Rua Rio Novo Alto, s/nº
Quanto: R$ 20 (a partir de cinco anos de idade). O ingresso é adquirido somente no trajeto para a Rota das Cachoeiras: Mercado Fossile e Camping e Restaurante Rio Novo (antigo Conrad). Não há venda de ingresso na portaria.
Quando: aberta todos os dias, a partir das 7h30.
Mais informações: rotadascachoeiras92@gmail.com e (47) 3375-2232

 BARRA VELHA,SC,BRASIL,04-01-2017.Passeio na Ilha do Grant (ilha Canasvieiras).(Foto:Salmo Duarte/Agência RBS,Geral)
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Ilha do Grant, em Barra Velha

A praia do Grant, em Barra Velha, já é um lugar tranquilo. Localizada entre a Praia da Barrinha e a Praia do Cerro, a vilinha de pescadores tem barcos de pescas artesanais atracados próximos à praia, lendas envolvendo piratas e uma ilha a poucos metros da praia. Na ilha, a natureza prevalece: as águas são calmas e há sombreiros que parecem plantados ali especialmente para oferecer um lugar mais confortável para deitar e relaxar. Há apenas uma lanchonete, que não tem energia elétrica e, portanto, não aceita cartões de crédito e débito. Mas oferece peixe em posta, isca de peixe, lula, camarão e pastéis em valores que variam de R$ 5 a R$ 30.

Informações importantes:
Para levar à ilha do Grant, um barquinho faz a travessia a R$ 15 por pessoa.
Como há apenas uma lanchonete que oferece um cardápio à base de frutos do mar, é interessante levar frutas ou biscoitos para as crianças.
É importante chegar cedo, pois a praia do Grant é pequena e encontrar lugar para estacionar na orla é um desafio.

Serviço:
O quê: Ilha do Grant
Onde: rua Jair Viana, atrás do Morro do Grant (acesso pela Avenida Itajuba)
Quanto: R$ 15 (para a travessia)
Quando: todos os dias durante a temporada, das 8 às 18 horas.

 BALNEÁRIO DE BARRA DO SUL,08-02-2017.Selfie de verão,lagoa de Barra do Sul.Mergulho na lagoa.(Foto:Salmo Duarte/Agência RBS,Geral)
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Lagoa de Balneário Barra do Sul

A beleza da lagoa já é uma atração para os olhos, mas, para quem prefere um pouco mais de agitação, há passeios de caiaque, stand up paddle, pedalinho, banana boat e embarcações que levam até as ilhas são opções que as águas oferecem. Também contornam a lagoa os trapiches, responsáveis pela alegria das crianças em se jogar na água nos dias de calorão. 

Serviço:
O quê: Lagoa de Balneário Barra do Sul.
Onde: a parte Sul do canal do Linguado fica a uns 40 minutos seguindo pela BR- 280 e entrando na rodovia SC- 474, que dá acesso à cidade.
Quanto: caiaque simples a R$ 15 a hora; caiaque duplo a R$ 25 a hora; stand up a R$ 25 a hora; pedalinho a R$ 25 para duas pessoas por meia hora; e banana boat R$ 20 por pessoa. 

 SÃO FRANCISCO DO SUL , SC , BRASIL , 16-12-2013: Praia do forte (foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS , GERAL)
Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

Praia do Forte, em São Francisco do Sul

De um lado, canhões e uniformes camuflados. De outro, guarda-sóis e biquínis. Para abrigar todas essas diferenças, um ponto turístico de São Francisco do Sul que também não tem nada de comum: o Forte Marechal Luz.
Há 102 anos, paredes de pedra foram levantadas em cima das ruínas de um antigo forte do século 18.  Foi encravado no alto do morro do Cabo João Dias, que ficou conhecido como Morro do Forte e a praia de águas calmas em frente ao quartel, batizada de praia do Forte. 

As águas cristalinas da praia do Capri, com Itapoá no fundo, são um quadro vivo das belezas de um balneário que foi descoberto pelos visitantes há pouco tempo, já que a praia do Forte costumava ter o acesso fechado para banhistas que não fossem de famílias militares. Durante a temporada, a visitação ao Forte é liberada durante todo o dia. Basta se apresentar na guarita e, por um pequeno valor, subir o morro do Forte. Quem prefere fi car dentro do mar, a praia do Forte é quase uma piscina. A água é quente e cristalina.

Serviço:
O quê: Forte Marechal Luz
Quando: Estrada do Forte, na ponta do Cabo João Dias.
Onde: todos os dias, das 8 às 17 horas.
Fora de temporada, o horário muda para terça a domingo, das 10 as 17 horas.
Quanto: R$ 2.
Crianças até 12 anos e idosos acima de 60 anos não pagam para visitar o Forte.

 No extremo norte do litoral catarinense temos Itapoá, na margem oposta a São Francisco do Sul na Baía da Babitonga e fazendo fronteira com Guaratuba no estado do Paraná. Reserva Volta Velha possui uma Óca Xingú, onde oferece aculturação indígena dentro de um programa de educação ambiental
Foto: Fabrizio Motta / Agencia RBS

Reserva Volta Velha, em Itapoá

Com 1.200 hectares de área preservada, o lugar é usado para trilhas interpretativas, palestras sobre a cultura indígena brasileira, observação de aves e canoagem pelo rio Saí-mirim. São três trilhas que levam o visitante a explorar a geografia, a floresta e os animais. Também oferece hospedagem para grupos de até 45 pessoas, com possibilidade de refeições.

Serviço:
O quê: Reserva Volta Velha
Onde: Rua 1.000 s/n°(no final da rua da Celesc)
Quanto: a consultar, dependendo da programação
Quando: de quarta a domingo, das 8 às 18 horas

 JOINVILLE, SC, BRASIL, 26-12-2013: Temperatura pode chegar a 39º nesta sexta. Joinvilenses aproveitam o forte calor para se refrescarem no Piraí.( FOTO MAIARA BERSCH / AGÊNCIA RBS / GERAL)
Foto: Maiara Bersch / Agencia RBS

Rios de Joinville

Joinville está pertinho do litoral, mas a grande atração da cidade para fugir do calor é buscar a água doce da área rural, que pode ser encontrada na região do Piraí, no Vila Nova, ou em Pirabeiraba. Há recantos que oferecem estrutura para acampamento e quiosques, como a Chácara Nascentes Divinas, região da Serra Dona Francisca; o Recanto Estrada Bonita, no fim da rua de mesmo nome; o Recanto Ribeirão das Pedras, no Piraí; e o Recanto Davet, em Pirabeiraba.  

Informações importantes:
É necessário ter cautela nestes locais. As crianças devem ser supervisionadas, as condições de correnteza sempre observadas e não saltar de pontes e pedras, porque há risco de acidente em áreas rasas.

 Monte Crista (esquerda)  e complexo de montanhas. Projeto para Criação do Parque Monte Crista.
Foto: Claudia Baartsch / Agencia RBS

Monte Crista, em Garuva

Sobre os 967 metros do Monte Crista pairam lendas, mas, principalmente, um ar bem fresquinho. O monte está ligado à cadeia de montanhas do santuário ecológico da Serra do Mar e é cercado pela Mata Atlântica. Há uma grande escadaria de pedra e monumentos que terim sido feitos pelo povo Inca e usado pelos Jesuítas enquanto passavam por Santa Catarina, no século 16. Há pousadas na região que oferecem estrutura e guia para a subida. 

Serviço:
O quê: Monte Crista
Onde: A entrada para a estrada é sinalizada por um obelisco às margens da BR-101, próximo ao km 11 da rodovia, no sentido Curitiba-Joinville.
Quanto: gratuito.
Quando: todos os dias. 

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC goleia o Figueirense e vence a primeira na Copa Santa Catarina https://t.co/Os8SoSQEaQ #LeianoANhá 16 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDo clássico ao rock, Pianíssimo de Joinville prova que piano é para todos os gostos e idades  https://t.co/CAz69AcaB7 #LeianoANhá 1 diaRetweet

Veja também

A Notícia
Busca