Sétima edição do Hanamachi espera atrair 5 mil pessoas em Joinville - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

Orelhada 03/11/2017 | 11h40Atualizada em 03/11/2017 | 11h40

Sétima edição do Hanamachi espera atrair 5 mil pessoas em Joinville

Evento dedicado à cultura pop japonesa ocupará o Centreventos neste final de semana

Sétima edição do Hanamachi espera atrair 5 mil pessoas em Joinville daniel baumer/Arquivo Pessoal
Cosplays presentes no Hanamachi na edição de 2016 Foto: daniel baumer / Arquivo Pessoal

Pelo sétimo ano consecutivo, um pedaço do Japão - ou melhor, da cultura pop oriental, espalhada e idolatrada nos quatro cantos do planeta - se instalará em Joinville. Evento já tradicional, o Hanamachi cresceu e atingiu uma proporção que o credencia a trocar o Colégio Elias Moreira pelo Centreventos Cau Hansen e arredores, que será ocupado por uma vasta programação neste sábado (4) e domingo (5), além de um desfile considerável de figuras saídas dos animes, HQs e games. 

O novo local chega para acomodar uma legião cada vez maior de curiosos e fãs da cultura pop japonesa, contemplada com as atrações de praxe, como os concursos de cosplay e karaokê, jogos de mesa, grupo de steam, disputas de videogames e RPG, torneios online, oficinas de desenho e toy art, venda de mangás, bandas de J-rock e até aula de artes marciais. O esperado convidado especial é Mariana Zink, dubladora de várias séries exibidas no Brasil, como Pokémon, Dragon Ball Super, Once Upon a Time e Patrulha Canina.

— Percebemos uma crescente melhoria de estrutura e programação e no interesse do público - diz um dos organizadores do evento, Roger Bezerra Candido, que espera em torno de 2,5 mil pessoas por dia, vindas da região e de cidades como Curitiba, Itajaí e Florianópolis, sedes de eventos semelhantes.

Leia as últimas notícias de Joinville e região no AN.com.br
Confira outras colunas de Rubens Herbst  

O crescimento do Hanamachi passa não só por uma mudança de cenário, mas um investimento maior em marketing e novidades, aumentando assim o rol de atrativos para o público. Aliás, é da venda de ingressos — e também da locação de estandes — que vem boa parte da renda que banca o evento, já que em 2017 o único patrocínio é da Univille. De qualquer forma, Roger espera que o Hanamachi chegue a um ponto que lhe seja possível trazer atrações internacionais, especialmente do Japão e da Coréia, como artistas de mangás e astros pop da terra do sol nascente.

A programação do Hanamachi corre das 10 horas às 20 horas nos dois dias e está detalhada no site, que também traz informações sobre a venda de ingressos.

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Colombo veta projeto que combatia roubo de cargas  https://t.co/g6s3MzCfYD #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEmpresa de Joinville oferece 30 vagas para jovens de 18 a 22 anos https://t.co/WSKP0Br0IL #LeianoANhá 2 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca