Simone Gehrke: "Antevendo anos à frente, ela deu-se conta do quanto apreciava o ritual de aparente estresse no início de cada manhã" - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

Crônica12/09/2017 | 08h00Atualizada em 12/09/2017 | 08h00

Simone Gehrke: "Antevendo anos à frente, ela deu-se conta do quanto apreciava o ritual de aparente estresse no início de cada manhã"

Jornalista fala sobre pequenos momentos, mas que acabam sendo significativos

Simone Gehrke: "Antevendo anos à frente, ela deu-se conta do quanto apreciava o ritual de aparente estresse no início de cada manhã" CHICO MAURENTE,DIVULGAÇÃO/CHICO MAURENTE,DIVULGAÇÃO
Foto: CHICO MAURENTE,DIVULGAÇÃO / CHICO MAURENTE,DIVULGAÇÃO

"É a força das circunstâncias que serve de carruagem às ideias", diz o protagonista do romance "Fantasma", de José Castello. Também aos receios.

Foi uma manhã diferente das outras, nas quais o despertador marca o início da maratona que antecede o instante de a família sair às pressas de casa, preocupada em evitar atrasos aos compromissos na escola e no trabalho.

Não foi preciso implorar de cinco em cinco minutos para que os filhos deixassem a cama e tirassem o pijama; não houve pedido para trazer o uniforme, preparar chocolate quente com pão e manteiga ou separar uns biscoitos para o lanche; não foi necessário lembrá-los de pegar um casaco, colocar o celular e a chave na mochila; ninguém entrou correndo no banheiro para disputar com a mãe o uso da pia ou ocupar o espaço mais nobre do espelho.

Até os ponteiros do relógio, que parecem não cumprir os segundos regulamentares nas primeiras horas do dia, estiveram vagarosos a ponto de permitir que a louça do café fosse lavada antes de chegar ao prazo-limite para passar a chave na porta da cozinha e correr em direção ao elevador.

Confira notícias de Joinville.

Era apenas um dia de folga na escola, mas a força das circunstâncias provocou na mãe sentimentos muito mais complexos do que os que seriam razoáveis para o simples descanso programado dos filhos. Antevendo anos à frente – quando situações como esta serão apenas lembranças do passado —, ela deu-se conta do quanto apreciava o ritual de aparente estresse no início de cada manhã.

Estava acometida por uma espécie de saudade precoce, que — descobriu — podia ir muito além dos mais simbólicos acontecimentos desfrutados na companhia dos filhos. Não curtia apenas as viagens em família, os beijos antes de dormir, as festas de aniversário, as tarefas realizadas em conjunto, os almoços de domingo, os jogos de baralho, as mensagens de amor e carinho e as apresentações de música. Até o que supunha ser uma desgastante rotina matinal era um momento que fazia falta e deveria ser aproveitado todos os dias, enquanto eles não crescem.

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaExportações da Whirlpool caem 40% em 5 anos https://t.co/B9x0W7Tv5Y #LeianoANhá 3 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaMotorista colide contra viatura da PM na área Central de Joinville https://t.co/VpBrz0U5aa #LeianoANhá 21 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca