Moradores de Florianópolis falam sobre momentos felizes e tristes da vida na Ilha em projeto no Instagram - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

humans of floripa04/09/2017 | 13h30Atualizada em 04/09/2017 | 15h21

Moradores de Florianópolis falam sobre momentos felizes e tristes da vida na Ilha em projeto no Instagram

Fotógrafo Nando Blum se inspirou no "Humans of New York" e teve a ideia de registrar os habitantes da Capital após seu filho nascer e fortalecer sua relação com a cidade

Projeto rende relatos emocionantes, como o do mané cuja lembrança mais feliz é de quando ele pegou 21kg de camarão  Foto: Nando Blum / Divulgação

Carioca radicado em Florianópolis, o fotógrafo Nando Blum teve a ideia de registrar os moradores da Ilha após seu filho, hoje com um ano e meio, nascer e fortalecer sua relação com a Capital catarinense. Inspirado no Humans of New York, criado em 2010 pelo fotógrafo e historiador americano Brandon Stanton e que motivou iniciativas parecidas em todo o mundo, Nando saiu pelas ruas para retratar e conversar com as pessoas sobre as coisas da vida - de dificuldades e superações a momentos felizes. O projeto A Cara da Ilhaparte da premissa de que quando as pessoas começam a se conhecer melhor, passam a se respeitar e a cuidar mais de seu entorno.

— Assim que eu tive a ideia, comecei a sair na rua e conversar com as pessoas. Elas foram se abrindo para mim e isso me motivou a tocar o projeto. Eu abordo pessoas que estão sozinhas, que penso que poderiam estar abertas a conversar, e a recepção está sendo incrível. Isso foi uma surpresa e é o que me deu forças — conta o fotógrafo.

¿Esse é meu único filho. Ele tem 5 anos. Ainda não fala.¿

Uma publicação compartilhada por A cara da Ilha (@acaradailha) em

Nando já passou por várias regiões da cidade, como Centro, Lagoa, UFSC e Ribeirão da Ilha, e publica uma história por dia no Instagram do projeto. Quando para para convidar alguém a participar, ele bate um papo sobre sonhos, realizações, angústias e medos, dependendo da receptividade do retratado. Parte da conversa é publicada junto com a foto e rende relatos simples e emocionantes, como o do manezinho cuja lembrança mais feliz da vida é de quando ele pegou 21kg de camarão sozinho; ou do outro que disse que, apesar de ter sido pobre, sempre comeu peixe, camarão, siri e pirão: "É o que o rico batalha para comer e a gente comia todo dia".

—  Essa relação com a Ilha que é o mais legal, como ela está presente na vida das pessoas. E está sendo bem espontâneo — complementa Nando. 

Leia mais:

Emoji errado? Veja os significados inesperados dos emojis mais usados 

Youtuber de Florianópolis faz série de vídeos sobre visibilidade lésbica 

Após relatar estupro de motorista do Uber, Clara Averbuck cria campanha #MeuMotoristaAbusador

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaExportações da Whirlpool caem 40% em 5 anos https://t.co/B9x0W7Tv5Y #LeianoANhá 3 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaMotorista colide contra viatura da PM na área Central de Joinville https://t.co/VpBrz0U5aa #LeianoANhá 20 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca