Rubens: Joinville terá 5 representantes no Prêmio Desterro - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

Orelhada29/08/2017 | 20h48Atualizada em 30/08/2017 | 09h21

Rubens: Joinville terá 5 representantes no Prêmio Desterro

Dezenove coreografias do Norte do Estado estão na programação, que começa hoje

Rubens: Joinville terá 5 representantes no Prêmio Desterro CLAUDIO ETGES/DIVULGAÇÃO
Foto: CLAUDIO ETGES / DIVULGAÇÃO

O segundo maior evento de dança do Estado começa hoje na Capital, e o Norte estará representado, ainda que timidamente. Dezenove coreografias da região estão entre as mais de 400 selecionadas para as duas mostras que compõem o Prêmio Desterro — 8° Festival de Dança de Florianópolis, que começa hoje e vai até domingo. Joinville está presente com 12 trabalhos na Mostra Competitiva, sediada no Centro Integrado de Cultura (CIC), defendidos pela Escola Municipal de Ballet da Casa da Cultura (foto), o Studio S, a Escola Pedro Ivo Campos e os grupos Fernando Lima e A.Z. Arte. Barra Velha, com três coreografias do Grupo Camila Lorenzetti, e Araquari, com uma da Fundação Cultural, também estão na programação. A Escola Municipal de Ballet da Casa da Cultura ainda se apresenta três vezes dentro da mostra paralela, que se desenrola no Shopping Iguatemi. Mais de 1,3 mil bailarinos de 105 grupos de dez Estados passarão neste ano pelo Prêmio Desterro, que distribuirá R$ 22 mil entre os vencedores da mostra oficial. Fora dos palcos, 12 workshops, uma palestra e o o Fórum Estadual de Dança ocupam bailarinos e profissionais da dança no CIC.

Mil dias fundamentais

Foto: Divulgação / Divulgação

Um documentário para além de pais e educadores, "O Começo da Vida" é um interessante estudo sobre os primeiros mil dias de um recém-nascido, período considerado crucial para o desenvolvimento saudável da criança, tanto na infância quanto na vida adulta. Para ilustrar isso, a diretora Estela Renner viajou pelos quatro cantos do mundo e acompanhou famílias de culturas e realidades diversas para mostrar a distância entre o que é defendido pela ciência e os contextos sociais em que cada bebê é criado. O filme, em cartaz hoje no Projeto Diálogos Urgentes, será exibido às 19 horas no Sesc de Joinville e de Jaraguá e discutido por convidados da área logo após a sessão. A entrada é gratuita.

Oportunidade teatral

O Ministério da Cultura e a PrismaCultural lançaram a temporada catarinense do BQ(en)cena, em que selecionarão seis espetáculos teatrais nacionais, nove estaduais e dois locais, além de cinco trabalhos para espaços alternativos. As apresentações ocorrerão entre setembro de 2017 e abril de 2019 e passarão, conforme a categoria, por Florianópolis, Brusque, Botuverá, Guabiruba e/ou Nova Trento. As inscrições vão até 13 de setembro exclusivamente pelo site prismacultural.com.br, onde também constam informações detalhadas sobre o projeto, que levou 53 espetáculos a mais de dez mil pessoas nas duas edições anteriores.

Confira outras colunas de Rubens Herbst.
Leia as últimas notícias de Joinville e região no AN.com.br.

Criaturas

Fotografia e natureza dão outra vez as mãos na exposição que o joinvilense Vilmar Otávio Horlandi abre hoje na Livraria A Página (rua Dr. João Colin, 475). Fotógrafo atento aos detalhes, ele lança olhar sobre seres pequeninos e pouco conhecidos que estão desaparecendo devido à destruição das florestas. A mostra "Remanescente Microfauna da Mata Atlântica" permanece até o dia 26 de setembro.

Gospel

Maior banda de rock cristão do País, a Oficina G3 passará com a sua DNA Tour por Joinville no dia 10 de setembro. O show na Yelo Stage será um passeio pelos 30 anos de história do grupo paulista, comemorados neste 2017. Os ingressos estão à venda nos sites loopticket.com.br e aloingressos.com.br e em vários pontos da cidade, relacionados na página do evento no Facebook.

Melhor por dentro e por fora

Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

Vêm aí melhorias no Museu Arqueológico de Sambaqui de Joinville. O Projeto Arqueologia no Átrio: Implantação de Sistema de Comunicação Museológica no Museu foi contemplado na categoria patrimônio cultural do Edital Elisabete Anderle e receberá R$ 55 mil para a criação de 15 painéis com sistema de iluminação, ou seja, o sistema expositivo ganhará um incremento. Outras melhorias vão possibilitar um aproveitamento maior da área externa da unidade. O trabalho foi elaborado por Gerson Machado, historiador e educador do museu, em parceria com a equipe técnica da unidade e com a colaboração da arquiteta Karina Wetzel.

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaTerceirizada que administra prisões em SC suspende serviços por falta de pagamento https://t.co/xQ78IOoQlR #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Ajorpeme quer mais prazo para para recolher FGTS https://t.co/TTVgcIDfyh #LeianoANhá 2 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros