Arte para educar: grupo teatral aborda valores essenciais para a vida em sociedade em escolas de SC - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

Teatro23/08/2017 | 06h00Atualizada em 24/08/2017 | 10h55

Arte para educar: grupo teatral aborda valores essenciais para a vida em sociedade em escolas de SC

Grupo Teatrando Por Aí apresenta a peça "Onde Foi Parar a Dona Gentileza" em escolas de oito cidades até setembro

Arte para educar: grupo teatral aborda valores essenciais para a vida em sociedade em escolas de SC Caio Marcelo/Especial
Malu (cabelo azul) cansa de ser gentil enquanto é destratada e cria a máquina da "desgentileza". Foto: Caio Marcelo / Especial


Os olhos atentos, vidrados na atriz de cabelo azul, toma conta da sala de apresentação. Malu, a personagem principal da peça Onde foi parar a Dona Gentileza?, é quem desencadeia uma série de acontecimentos depois de ser rude com uma senhora de idade. A montagem, do grupo Teatrando Por Aí, de Florianópolis, começou a turnê pelo Sul do Estado na última semana, com 1,4 mil espectadores. Até o começo de setembro, serão 16 escolas públicas visitadas em 10 cidades de Santa Catarina, num total de 50 apresentações, para falar sobre gentileza e o papel de cada um na sociedade.

A estreia ocorreu em Criciúma. Durante dois dias mais de 700 alunos assistiram às apresentações gratuitas. A cada sessão, vem uma nova surpresa dos atores – e do público – com a interação e interesse pelo assunto. O assunto escolhido foi elogiado pelos diretores das escolas, que sabem da dificuldade de tratar de alguns temas com alunos de 10 a 15 anos.

— A temática despertou o interesse da escola, pois fala de valores. É muito importante falar sobre gentileza, e a estratégia tem que ser essa mesma, visual, através do teatro, algo que talvez muitos nunca tenham visto. Isso pode despertar o interesse deles no futuro — explica a diretora Janete Gonçalves dos Santos, da escola municipal Judite Duarte Oliveira.

Esse, aliás, é um dos objetivos do grupo de teatro: criar novos espectadores, segundo o ator e coordenador do projeto Teatrando Por Aí nas Escolas, Eder Schmidt. O outro é democratizar o teatro, levá-lo para o maior número possível de lugares, para todos os públicos. A linguagem escolhida pela atriz e dramaturga Marina Monteiro é ferramenta de aproximação e tem tudo a ver com assuntos atuais: memes, internet, reality shows, música e rap.

— Não é somente a gentileza, é ver o outro, perceber que toda ação tem uma reação. Como eu ajo dentro do meu ciclo social vai ter um impacto, positivo ou negativo. É um reflexo. A gente tenta jogar a pergunta: 'onde foi parar a D. Gentileza?'. Vai além, é ver qual o seu papel dentro do círculo social e se preocupar com isso. A gente quer chamar a atenção, indagar mais do que trazer respostas — comenta Schmidt.

A montagem Onde foi parar a Dona Gentileza? é de 2015. Fazem parte do elenco as atrizes Luciana Holanda e Raquel Stüpp, intérprete de Malu. O grupo foi formado em 2005 dentro do curso de Artes Cênicas da UDESC. Depois de passar por Criciúma e Tubarão, as próximas paradas são Florianópolis, São José, Palhoça, Balneário Camboriú, Joinville, Blumenau, Lages e Rio do Sul. A turnê foi viabilizada por meio da lei de incentivo à cultura, a Lei Rouanet. 

Sinopse

Malu é uma adolescente que costuma ter hábitos gentis e seguir as convenções da boa educação. Porém, ao ser tão destratada pelas pessoas nas ruas, Malu resolve não ser mais gentil enquanto não receber sua gentileza de volta. Nesta decisão, a menina dá início à máquina da "desgentileza" e desperta uma engrenagem de más ações entre as pessoas. Ao viver as desventuras da vida em coletivo, a menina tenta desfazer a confusão por ela iniciada e se depara com um longo caminho pela frente. Será que Malu está preparada para viver uma jornada cheia de realidade e situações absurdas?

Agenda de apresentações

Até sexta-feira (25/8): Florianópolis, São José e Palhoça (16 apresentações)
De 29 de agosto a 01 de setembro: Balneário Camboriú, Joinville e Blumenau (12 apresentações)
De 04 a 06 de setembro: Lages e Rio do Sul (10 apresentações)

Leia mais:

Mercado Público de Florianópolis terá nova galeria de arte

Depois de seis anos, Maria Bethânia retorna a Florianópolis para show em dezembro

Escultor do Paredão de Orleans, Zé Diabo morre aos 87 anos

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPresidente quer deixar o JEC mais "saudável" até o fim de sua gestão https://t.co/uwECdILqMz #LeianoANhá 7 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPrimeiro encontro de gêmeos de Joinville será realizado no dia 27 https://t.co/ryyZk6tRRZ #LeianoANhá 7 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros