Adiamento de balé do Bolshoi levanta suspeita de homofobia - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

Polêmica na dança12/07/2017 | 10h34Atualizada em 12/07/2017 | 11h41

Adiamento de balé do Bolshoi levanta suspeita de homofobia

Bailarina brasileira afirmou nas redes sociais que o grupo estava pronto para levar ao palco "Nureyev", indo contra a versão de Vladimir Urin

Adiamento de balé do Bolshoi levanta suspeita de homofobia  Pavel Rychkov/ Bolshoi / Divulgação/Divulgação
Cena de Dom Quixote Foto: Pavel Rychkov/ Bolshoi / Divulgação / Divulgação

Integrante da companhia Bolshoi, a bailarina brasileira Bruna Gaglianone, de 26 anos, lamentou nas redes sociais o adiamento do balé Nureyev, que estrearia na última terça-feira (11). Segundo O Globo, o diretor do grupo de dança russo, Vladimir Urin, teria afirmado que os bailarinos não estavam preparados o suficiente para o espetáculo, mas o cancelamento levantou dúvidas sobre os motivos por trás da decisão. A principal razão para o atraso – a peça deve ser apresentada só em 2018 – seria a temática do espetáculo, que aborda a homossexualidade do bailarino Rudolf Nureyev, um dos mais célebres de sua época e que desertou da União Soviética em 1961.

Leia mais:
Famoso por ensinar coreografias de cantoras pop, Renan Cunha atrai alunas VIPs para aula de dança
Bailarina de Alegrete é selecionada para dançar como profissional em companhia dos Estados Unidos

Em seu perfil no Facebook, Bruna esclareceu que os bailarinos estavam prontos. A maranhense também confirmou que, no lugar de Nureyev, será apresentada Dom Quixote.

"Um Ballet novo sempre é muito trabalhoso, muito cansativo. Foram semanas de ensaios, muitos deles nos pequenos intervalos que tínhamos durante o dia entre as apresentações de outros Ballet! Foi muita dedicação de todos os bailarinos, professores, figurinistas, camareiras, cabeleireiras, técnicos, coreógrafo, diretor, enfim... de todos para que esse espetáculo acontecesse mesmo com tão pouco tempo! E querem saber? QUE ESPETÁCULO! O Ballet Nureyev é incrível. Um espetáculo que deveria ser apresentado no mundo inteiro, juntou ballet, opera, teatro e o resultado não poderia ter sido mais legal! Parabéns ao diretor Kirill Serebrennikov, ao coreógrafo Yuri Possokhov, Vladislav Lantratov que interpretou incrivelmente e a nós todos que tivemos a oportunidade de fazer parte disso tudo. Agora querem saber mesmo a parte inacreditável de tudo que pude contar? Ontem foi a primeira vez ( ensaio geral) e talvez a última que apresentamos esse Ballet. Triste, foi muito triste, lamentamos ninguém ter assistido e ainda continuamos chocados. Nós estávamos prontos! Mas enfim, temos que continuar. No lugar de Nureyev, apresentaremos Dom Quixote! Força a todos, agora falta pouco pra férias", escreveu na rede social.

Com direção de Kirill Serebrennikov, o balé teria cenas que apresentam relações entre pessoas do mesmo sexo, o que vai contra a lei "anti-gay" russa, que veta propagandas "que incentivem relações não tradicionais a menores de idade". De acordo com a agência de notícias TASS, o ministro da cultura russo, Vladmir Medinsky, teria pedido o cancelamento do balé com base nessa legislação, mas Urin negou que esse tenha sido esse o motivo, apesar de afirmar que o tema seria polêmico no país.

Outro motivo seria o próprio diretor, Serebrennikov, conhecido por suas produções polêmicas. Em maio deste ano, ele foi investigado por fraude envolvendo verba pública, mas negou qualquer envolvimento no caso. Até o momento, ele não comentou sobre a situação de Nureyev.

Leia outras notícias de entretenimento e cultura em ZH

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaProfessores protestam em Indaial após agressão a colega de profissão https://t.co/y6tYzgCkSn #LeianoANhá 12 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDois homens são mortos em uma mesma ocorrência em Joinville https://t.co/EMKNzoj5SA #LeianoANhá 12 minutosRetweet

Veja também

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros